Curso Online de Psicopedagogia Clínica

Curso Online de Psicopedagogia Clínica

Fases do psicodiagnóstico clínico. Passo a passo, do diagnóstico à intervenção psicopedagógica. O olhar terapêutico e a escuta, o uso dos...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Fases do psicodiagnóstico clínico. Passo a passo, do diagnóstico à intervenção psicopedagógica. O olhar terapêutico e a escuta, o uso dos testes na clínica, o informe e encaminhamentos.

Pedagoga, psicopedagoga clínica e institucional, educadora especial. Professora da equipe CENSUPEG, FOCUS. Psicodramaturgica pelo IPUB/UFRJ. Atua como consultora psicopedagogica em diversas escolas. Atende em consultórios na Vila da penha, Vila Valqueire e Barra da Tijuca. Fundadora do blogger psicopedagogia e prevenção.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA

    PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA

    DIAGNÓSTICO E INTERVENÇÃO CLÍNICA

  • A atuação da psicopedagogia clínica:

    A atuação da psicopedagogia clínica:

    Entende-se como atendimento psicopedagógico clínico a investigação e a intervenção para que se compreenda o significado, a causa e a modalidade de aprendizagem do sujeito, com intuito de sanar suas dificuldades. A marca diferencial entre o Psicopedagogo e outros profissionais é que seu foco é o vetor da aprendizagem. Trabalha a postura, a disponibilidade e a relação com a aprendizagem, afim de que o aluno torne-se o agente de seu processo, aproprie-se do seu saber, alcançando autonomia e independência para construir seu conhecimento e exercitar-se na tarefa de uma correta auto-valorização.

  • PROFESSORES

    DEMAIS PROFISSIONAIS

    ORIENTADORES

    PAIS

    PSICOPEDAGOGO

    ATUAÇÃO SISTÊMICA

    SUJEITO

    COGNITIVO PEDAGÓGICO

    AFETIVO

    ÔRGANICO

    SOCIAL
    CULTURAL

  • PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM

    PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM

    CRIANÇAS SUPEREGO
    ESTRUTURADO

    EPISTEMOFILIA- desejo de aprender

    TRATAMENTO PSICOPEDAGÓGICO ABORDA
    SINTOMA PARA COMPREENDER O SIGNIFICADO

    HISTÓRICO FAMILIAR

    RASTREAMENTO

  • DIAGNÓSTICO PSICOPEDAGÓGICO

    DIAGNÓSTICO PSICOPEDAGÓGICO

    Quem demanda?
    Qual a queixa?

    Causas

    Instrumentos
    Diagnóstico

    Sintomatologia
    Aprendizagens
    Sistemática
    Assistemática

    O sujeito e sua dinâmica familiar

    emocionais

    sociais

    cognitivas

  • O sujeito em questão:

    O sujeito em questão:

    O sujeito que vem ao consultório, não está em busca de melhoras. Ele não te a devida noção no que diz respeito sua dificuldade de aprendizagem.
    Durante a terapia ele vai se encontrar dentro das fases abaixo:
    LÚDICO – só pensa em brincar
    SEMI REAL – nega o saber
    REAL – percebe a dificuldade

  • EMBASAMENTO TEÓRICO:

    EMBASAMENTO TEÓRICO:

    SER EPISTÊMICO – envolve cognição. Dificuldade de aprendizagem.
    SER EPISTEMOFÍLICO – envolve sentimento, afetividade, vontade de aprender.

    SUJEITO

    MODO PARTICULAR/ SINGULAR DE APRENDER

    MODO PARTICULAR DE ENTRAR EM CONTATO COM O CONHECIMENTO.

  • Sócio cultural
    Qual seu papel

    Como aprende / qual modalidade

    Interno/ externo

    Emocional

    Crê em algo

    Etiologia da dificuldade apresentada:
    Olhar vertical – Histórico – visão do passado, construção do sujeito;
    Horizontal. – A-Histórico – visão do presente, aqui, agora, comigo.
    Maria L. Lemme Weiss

  • ATENDIMENTO AO RESPONSÁVEL:

    ATENDIMENTO AO RESPONSÁVEL:

    Primeiro contato telefônico.
    Queixa.
    Escuta e acolhimento
    Contrato e enquadramento.
    Anamnese.
    A primeira hipótese diagnostica.
    Utilização do olhar terapêutico.

  • PRIMEIRO CONTATO TELEFÔNICO

    PRIMEIRO CONTATO TELEFÔNICO

    No primeiro contato telefônico, o responsável “despeja” suas ideias sobre o que o filho pode ter. Neste contato, ele dá subsídios e amplia o olhar sobre a hipótese diagnóstica. É importante lembrar que nem tudo que é falado é verdade absoluta, pode ter algo velado. È importante neste momento, utilizar-se da escuta terapêutica.

    FAMÍLIA

    TERAPEUTA

    SUBSÍDIOS PARA A PRIMEIRA HIPÓTESE

  • QUEIXA:

    TRANSFORMÁ-LA EM SINTOMA.

    CARREGADA DE QUESTÕES SIMBÓLICAS

    RASTREAMENTO
    INTERVENÇÃO

    Utilizando os testes para desvelar o sintoma

    FAMÍLIA
    ESCOLA
    PRÓPRIO SUJEITO

    Por que este indivíduo não aprende?
    Por que este indivíduo não está conseguindo utilizar suas potencialidades?
    O que está impedindo de se desenvolver?


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA
  • A atuação da psicopedagogia clínica:
  • PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM
  • DIAGNÓSTICO PSICOPEDAGÓGICO
  • O sujeito em questão:
  • EMBASAMENTO TEÓRICO:
  • ATENDIMENTO AO RESPONSÁVEL:
  • PRIMEIRO CONTATO TELEFÔNICO
  • ESCUTA e ACOLHIMENTO CONTRATO e ENQUADRAMENTO
  • ANAMNESE PRIMEIRA HIPÓTESE DIAGNÓSTICA
  • MÉTODOS DE EXPLORAÇÃO E DIAGNÓSTICO
  • FASES DO PSICODIAGNÓSTICO:
  • MODALIDADE DE APRENDIZAGEM:
  • EFES
  • TESTES A SEREM APLICADOS NA CLÍNICA PSICOPEDAGÓGICA:
  • ASPECTOS AFETIVOS NA CLÍNICA:
  • ENTREVISTA COM O PROFESSOR
  • DEVOLUTIVA
  • INFORME PSICOPEDAGÓGICO
  • INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA