Curso Online de Metodologias participativas no meio rural
3 estrelas 4 alunos avaliaram

Curso Online de Metodologias participativas no meio rural

Este curso traz algumas ferramentas participativas, a serem aplicadas pelo assistente social , ou outro profissional de áreas afins, em c...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 11 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso traz algumas ferramentas participativas, a serem aplicadas pelo assistente social , ou outro profissional de áreas afins, em comunidades rurais, para o planejamento, implementação e gestão de projetos sociais.

Assistente social formada pela Universidade Norte do Paraná , a cerca de dois anos venho escrevendo artigos para sites de pesquisa, adoro escrever principalmente sobre assuntos relacionados a minha área de estudo, trabalho com extensão rural há três anos, enxergo na escrita um forte instrumento de mudança social.


- Sonedy Santana Gomes De Oliveira

- Felipe Leonardo Soares Ribeiro

- Rossana Ribeiro Ciminelli

- Francisca Deijane Araujo Chaves

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • METODOLOGIAS PARTICIPATIVAS NO MEIO RURAL

    QUÉTILA SOUZA BARROS

    FONTE: FARKAS,2012.

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    As comunidades rurais, mas precisamente as assentadas pela Reforma Agrária enfrentam inúmeros dilemas. Nesse sentido, surge como um novo e perspicaz campo de atuação para o profissional de Serviço Social, a área de extensão rural por meio de ações de inserção do homem do campo em políticas públicas de acesso aos mínimos sociais (BARROS,2011).

  • OBJETIVO GERAL

    OBJETIVO GERAL

    Evidenciar as principais metodologias participativas
    que podem ser aplicadas em comunidades rurais, para planejamento, implementação e monitoramento de políticas públicas.

  • ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA

    ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA

  • ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA

    ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA

    Trata-se de uma entrevista que é guiada por perguntas-chave ;

    Esta ferramenta facilita criar um ambiente aberto de diálogo;

    A entrevista semiestruturada pode ser realizada com pessoas-chave ou com grupos.

  • OBJETIVO

    OBJETIVO

    Aprofundar conhecimentos a partir de pontos previamente identificados (roteiro).

  • CARACTERÍSTICAS

    CARACTERÍSTICAS

    Núcleo de qualquer DRP

    Comunicação interpessoal

    Aberta, /flexível

  • POSSIBILIDADES

    POSSIBILIDADES

    Identificar e discutir novas informações;

    Obter dados quantitativos;

    Associar com outras técnicas.

  • COMO FAZER ?

    COMO FAZER ?

    Elabore um roteiro;
    Identifique-se bem e deixe claro o objetivo;
    Trabalhe com equipe multidisciplinar de no mínimo 3 pessoas com ao menos um relator;
    Utilize sempre as 6 questões fundamentais (o que, quem, quando, onde, como e por que);
    Evite perguntas indutivas a não ser que seja para checar informações contraditórias.

  • COMO FAZER ?

    6.Não faça duas perguntas em uma;

    7.Não gaste muito tempo;

    8.Não preste ajuda ao informante, sugerindo resposta.

    COMO FAZER ?

    FONTE: BONATO,2006.

  • Para que serve um Roteiro de Entrevista?

    Para que serve um Roteiro de Entrevista?

    Sua função principal é auxiliar o pesquisador a conduzir a entrevista para o objetivo pretendido.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • INTRODUÇÃO
  • OBJETIVO GERAL
  • ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA
  • ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA
  • OBJETIVO
  • CARACTERÍSTICAS
  • POSSIBILIDADES
  • COMO FAZER ?
  • Para que serve um Roteiro de Entrevista?
  • Problemas Frequentemente encontrados:
  • Cuidados com a forma das perguntas
  • Cuidados com a sequência de perguntas
  • Concluindo
  • CONCEITO
  • OBJETIVO
  • Características
  • Possibilidades
  • Como fazer
  • LIMITAÇÕES
  • Metodologia Bola de Neve
  • Características
  • Vantagens:
  • Desvantagens:
  • MAPAS MENTAIS
  • OBJETIVO
  • CARACTERÍSTICAS
  • COMO FAZER
  • Mapa de Recursos Naturais
  • PROPÓSITO
  • COMO FAZER
  • CALENDÁRIO AGRÍCOLA
  • OBJETIVO
  • COMO FAZER
  • MATRIZ DE HIERARQUIZAÇÃO DE PROBLEMAS
  • OBJETIVO
  • COMO FAZER
  • EXEMPLOS:
  • CONCEITO
  • OBJETIVO
  • HISTÓRICO
  • VISÃO DA PESA
  • FASES
  • IDENTIFICAÇÃO DA COMUNIDADE
  • DIAGNÓSTICO
  • SONDEIO
  • Limitações do sondeio
  • ETAPAS DO SONDEIO
  • A ENTREVISTA
  • CONSTRANGIMENTOS DA ENTREVISTA
  • SELEÇÃO DOS ENTREVISTADOS
  • ASPECTOS RELEVANTES DA ENTREVISTA
  • DISCUSSÃO DOS RESULTADOS
  • ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO
  • FORMULAÇÃO DO PROJETO OU PLANEJAMENTO
  • Exemplo de análise e priorização de recomendações
  • MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO
  • INDICADORES
  • Quadro 2. Exemplo de um Projeto de Pequenas Produtoras Rurais
  • QUE É UM DRP?
  • PRINCÍPIO DO DRP
  • OBJETIVO
  • HISTÓRICO
  • VANTAGENS DO DRP
  • Os 7 Passos na Preparação de um DRP
  • Passo 1: Fixar o objetivo do diagnóstico
  • Passo 2: Selecionar e preparar a equipe mediadora
  • PASSO 3: Identificar participantes potenciais
  • Passo 4: Identificar as expectativas das/os participantes no DRP
  • Passo 5: Discutir as necessidades de informação
  • Passo 6: Selecionar as ferramentas de pesquisa
  • Passo 7: Desenhar o Processo do Diagnóstico
  • A apresentação à comunidade
  • Segunda fase do diagnóstico:
  • TÉCNICAS DO DRP
  • Técnicas do DRP
  • LINK INTERESSANTE
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • REFLEXÃO
  • Referências Bibliográficas