Curso Online de O ESPORTE NA 3ª IDADE
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de O ESPORTE NA 3ª IDADE

Este curso aborda os principais aspetos relacionados com a prática de esporte na 3ª idade.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 11 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso aborda os principais aspetos relacionados com a prática de esporte na 3ª idade.

EUROPA LEARNING é um programa especializado em ensino à distância. Apresentamos cursos em todas as areas, criados a pensar em voce. Investimos não só na qualidade de nosso material didático, como também em novos meios para difundir conceitos e técnicas de forma eficiente para todos alunos. Por isso hoje este projeto orgulhosamente traz ao Brasil cursos de primeira linha criando novas tendências de mercado quando o assunto é e-learning


- Fatima Cristina Miranda Brandao

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • A Importância do Exercício Físico para a Função e Reabilitação Cardiofuncional no Idoso.

    A Importância do Exercício Físico para a Função e Reabilitação Cardiofuncional no Idoso.

  • 1 – A Atividade Física como Medida Preventiva da Doença

    1 – A Atividade Física como Medida Preventiva da Doença

  • Hanson et al (1992) refere-nos muitos estudos em que o exercício físico possui um efeito preventor da doença coronária.

    O sedentarismo deverá mesmo, ser considerado um factor de risco da doença cardiovascular conduzindo a um conjunto de modificações clínicas da doença coronária, em especial o enfarte do miocárdio e a morte súbita.

    Haskell (1997) confirma, com alguns estudos publicados, esta associação entre a actividade física e a predisposição das manifestações clínicas da doença coronária, referindo que são as pessoas mais activas que desenvolvem menos a doença.

  • Um Pouco de História…

    Um Pouco de História…

    Durante a 1ª metade do século XX:

    Os doentes que sofriam um enfarte do miocárdio eram submetidos a um descanso total, no mínimo, de 6 a 8 semanas.

    Tratamento que dava azo à possibilidade da formação de um aneurisma ou de uma ruptura ventricular.

    A actividade física era drasticamente restrita.

    Passados 10 anos:

    Alguns estudos escandinavos pronunciando-se acerca do desenvolvimento da actividade física após o enfarte.

    Os resultados obtidos promoveram a necessidade da realização de estudos… passando o exercício físico a ser considerado um dos aspectos mais importantes na reabilitação cardíaca.

  • 2 – Modificações Cardiovasculares, Cárdio-respiratórias e Psicológicas, resultantes da Actividade Física Regular.

    2 – Modificações Cardiovasculares, Cárdio-respiratórias e Psicológicas, resultantes da Actividade Física Regular.

  • 2.1 – Benefícios Fisiológicos

    2.1 – Benefícios Fisiológicos

    Diminuição da viscosidade sanguínea
    Aumento da densidade capilar
    Aumento da actividade enzimática muscular
    Menor risco de ocorrência de um enfarte agudo do miocárdio

  • Diminuição das necessidades metabólicas e circulatórias das actividades diárias
    Aumento da capacidade de trabalho
    Diminuição da frequência cardíaca basal e de exercício sub-maximal
    Aumento do limiar anaeróbio

  • Auxilia na redução do peso, aumentado a massa magra corporal
    Melhor controlo dos níveis de glucose em pacientes diabéticos
    Redução do risco de reenfarte
    Aumento das enzimas oxidativas
    Aumento da utilização dos ácidos gordos e diminuição da utilização do glicogénio

  • 2.2 – Benefícios Psicológicos

    2.2 – Benefícios Psicológicos

    Previne a ansiedade e a depressão
    Recuperação da auto-confiança e da auto-estima
    Recuperação do equilíbrio dos estados emocionais
    Motivar para novas atitudes perante a vida

  • 3 – Prescrição de exercícios, contra-indicações e avaliação do esforço em programas de reabilitação cardíaca.

    3 – Prescrição de exercícios, contra-indicações e avaliação do esforço em programas de reabilitação cardíaca.

  • De uma forma geral as medidas prescritivas dos exercícios para doentes coronários não diferem dos exercícios aconselhados para pessoas saudáveis, não obstante a metodologia a aplicar, seja considerada diferente.

    Uma planificação de treino deve conter:

    Período de preparação geral (aquecimento)

    Período de treino de força, de resistência

    Período de relaxamento


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • A Importância do Exercício Físico para a Função e Reabilitação Cardiofuncional no Idoso.
  • 1 – A Atividade Física como Medida Preventiva da Doença
  • Um Pouco de História…
  • 2 – Modificações Cardiovasculares, Cárdio-respiratórias e Psicológicas, resultantes da Actividade Física Regular.
  • 2.1 – Benefícios Fisiológicos
  • 2.2 – Benefícios Psicológicos
  • 3 – Prescrição de exercícios, contra-indicações e avaliação do esforço em programas de reabilitação cardíaca.
  • Algumas indicações a ter em atenção para a restrição do exercício
  • 4 – Caracterização dos exercícios
  • 4.1 – Exercícios Dinâmicos ou Isotónicos
  • Exemplos de exercícios realizados com os membros inferiores:
  • Exemplos de exercícios realizados com os membros superiores:
  • 4.2 – Exercícios Estáticos ou Isométricos
  • Alguns exemplos de treino com alteres, pesos livres, máquinas de musculação e o próprio corpo.
  • Considerações finais no treino de reabilitação cardíaca
  • A Morte... é o destino. - A Vida... É o caminho para a morte... “Não desejo a glória póstuma!” - “O desejo de prolongar a Vida além da Natureza... Parece-me um absurdo!” .
  • Benefícios da Atividade Física no Idoso
  • Benefícios da Actividade Física no Idoso
  • ENVELHECIMENTO ACTIVO
  • Objectivo Geral
  • ENVELHECIMENTO ACTIVO
  • “Promoção da Autonomia na Velhice”
  • Sumário
  • Introdução
  • Introdução (cont.)
  • Relações entre velhice, dependência, independência e autonomia
  • Relações entre velhice, dependência, independência e autonomia (cont.)
  • Promoção da autonomia e a independência de idosos por intermédio da assistência domiciliária
  • O idoso e a acessibilidade
  • O idoso e a acessibilidade (cont.)
  • Ajudas técnicas existentes
  • Ajudas técnicas existentes (cont.)
  • A adaptação da habitação
  • A adaptação da habitação (cont.)
  • Programas/projectos que visam uma melhor autonomia e acessibilidade
  • Estudos
  • Estudos (cont.)
  • Conclusão
  • Conclusão (cont.)