Curso Online de AROMATERAPIA
3 estrelas 3 alunos avaliaram

Curso Online de AROMATERAPIA

Óleos essenciais São líquidos oleosos voláteis que geralmente possuem um forte aroma, que são extraídos de plantas por processos espec...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 90 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Óleos essenciais


São líquidos oleosos voláteis que geralmente possuem um forte aroma, que são extraídos de plantas por processos específicos, sendo o mais comum por destilação por arraste com vapor d'água. Os óleos essenciais são utilizados em diversos segmentos, como industrias farmacêuticas, cosméticas e alimentares. Cada tipo de óleo tem uma finalidade especifica, e seu processamento deve ser realizado para a obtenção dentro das características desejadas. Por ser de origem natural os óleos essenciais podem apresentar variação na qualidade e no produto, necessitando assim de um controle rigoroso e eficiente no seu processamento.....

Possui graduação em Tecnologia, Estética, Beleza e Imagem Pessoal pela Universidade Estácio de Sá RJ(2007) e formação técnica de Esteticista pelo SENAC/RIO (1991). Ex. Presidente da FEBRAPE - Federação Brasileira dos Profissionais Esteticicistas, direção técnica - R.F.Petini Centro Estético/ PELE BONITA, Presidente do SINDETTERJ - SIndicato dos Esteticistas Técnicos e Tecnólogos do Estado do Rio de Janeiro, , Autora do livro Estética Contemporânea Editora Rubio - ISBN : 8587600249 Tem experiência na área de divulgação científica, política e educacional na estética aplicada. ************************ Confira as novidades da estética e beleza no meu site:http://historiadaestetica.com.br/ ************OBSERVAÇÃO IMPORTANTE************** Os cursos de estética anexado no site do BUZZERO por mim Rosângela Façanha, "NÃO HABILITAM" para o exercício da estética. Todos os meus cursos do BUZZERO são para esteticistas formadas.


- Marivone Rodrigues Cardoso

- Neura Marta Colle Sordi

"Boa noite! As informações, quero dizer o conteúdo informativo do curso é muito pouco, em qualquer "Site de aromaterapia" encontramos essas informações. Obrigada."

- Marilda Melo Da Silva

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • aromaterapia

    não podemos datar com exatidão a primeira extração por destilação do que chamamos de "óleos essenciais". o objetivo das primeiras destilações feitas teria sido inclusive de extrair-se álcool do vinho, o chamado "espírito" presente no mel fermentado.

    provavelmente isto data do período posterior ao dilúvio, de acordo com as escrituras hebraicas. há alguns milhares de anos, ervas aromáticas, bálsamos e resinas eram empregados para embalsamar cadáveres, em cerimônias religiosas ou sacrifícios e nenhum documento que permaneceu, fala com exatidão do uso de óleos essenciais isolados.

  • os mais antigos relatos sobre o uso de produtos naturais estão presentes nos livros em sânscrito dos ayurvedas (há mais de 2.000 a.c.). a partir disto nós podemos concluir que os hindus conheciam a fermentação, rudimentares aparatos de destilação e os produtos destilados, no caso óleos essenciais, resultantes deste processo.

    livro contemporâneo
    sobre massagem ayurvédica

    rudimentar aparato
    de destilação

  • cálamo e capins do gênero andropogon (capim limão, cidreira, citronela, vetiver, etc), espicanardo, mirra, etc, em meio a mais de 700 substâncias aromáticas são citados. eles eram provavelmente extratos alcoólicos (não óleos essenciais puros) e não eram empregados simplesmente como perfumes, mas possuíam usos, segundo o rig veda, tanto em cerimônias religiosas, quanto num sentido terapêutico.

    cálamo

    capim limão

    cidreira

    citronela

    vetiver

    rig veda

    mirra

  • dioscorides pedanius, antigo médico grego, no primeiro século durante o reinado de nero, escreveu um trabalho sobre "matéria médica", que foi reproduzido posteriormente pelos árabes. ele havia pesquisado as origens da invenção da destilação depois que notou as possibilidades médicas das águas destiladas (hidrossóis). concluiu que o egito teria sido o berço da arte da destilação, apesar de existirem poucas referências atuais disso.

    original trabalho de
    dioscorides pedanius
    sobre matéria médica

  • os antigos persas e egípcios isolaram vários perfumes e conheciam os óleos essenciais de terebintina (madeira de pinheiro) e resina de mastique, sem dúvida o primeiro óleo essencial, obtido a partir da destilação a seco.

    referências em manuscritos datados de 2000 a.c. falam de "finos óleos, perfumes e os incensos de templos usados para a adoração de deus". eles queimavam olíbano ao nascer do sol oferecendo ao deus sol, rá, e mirra que era oferecido à lua. vasos de alabastro encontrados em antigas tumbas dos faraós continham óleos essenciais e datavam de mais de 6.000 atrás. os egípcios empregaram gomas e óleos no processo de embalsamento de cadáveres, eram peritos na área de cosmetologia e reconhecidos por seus preparados de ervas.

    terebintina

    resina de mastique

    olíbano

  • muitas evidências mostram que os chineses também teriam utilizado ervas e compostos aromáticos durante o mesmo período que os egípcios. o livro de ervas de shen nung é o mais antigo livro médico chinês que data de 2.700 a.c e que dá estas referências.

    shen nung

    capa original do
    livro de ervas

    originais ilustrações
    manuscritas de ervas
    do interior do livro

  • também o livro de medicina interna do antigo imperador amarelo, da china, fala sobre o uso de remédios aromáticos como o ópio e o gengibre, muitos destes empregados não só terapeuticamente, mas inclusive em cerimônias religiosas como o li-ki e tcheou-li.

    imperador amarelo

    princípios de medicina
    interna do imperador
    amarelo

    ópio

    gengibre

  • os romanos, grandes conhecedores dos perfumes, conheciam os óleos aromáticos e teriam tomado muito deste seu conhecimento dos gregos. dioscorides, plínio e galeno mencionam isso em seus escritos. o primeiro dos documentos escritos sobre a história da destilação vai até os escritos de geber, no século ix, onde descrevia a destilação a seco e a hidrodestilação.

    pedacius dioscorides

    plínio

    galeno

  • durante as cruzadas o conhecimento dos óleos aromáticos e perfumes difundiu-se para o leste e arábia e um físico conhecido como avicena que viveu de 980 d.c. a 1037 d.c. acabou sendo reconhecido por ter sido o primeiro a ter utilizado o processo da destilação para extrair o óleo de rosas, contudo levou-se muitos anos para que o método fosse aperfeiçoado adequadamente.

    cruzadas

    arábia

    avicena

  • nenhuma outra nação esteve tão bem treinada em alquimia, medicina e terapias naturais do que os árabes. os doutores árabes e alquimistas inventaram a "serpentina" com o objetivo de refrigerar os produtos destilados.

    alambique em atividade

  • a primeira descrição autêntica a respeito de óleos essenciais foi feita detalhadamente por arnold villanova de bachuone no século xiii onde relacionava terebintina e alecrim com a sálvia. porém, as ervas eram inicialmente maceradas em "l'eau de vie" ou fermentadas em água (devido à presença de álcool) e a separação dos óleos essenciais não era feita ao fim do processo, obtendo-se assim somente águas aromáticas destiladas.

    arnold villanova

    alecrim

    sálvia


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.