Curso Online de TERAPIAS DOS PÉS

Curso Online de TERAPIAS DOS PÉS

VOLTADO PARA PROFISSIONAIS QUE ATUAM NAS ÁREAS DE SAÚDE E BELEZA,TAIS COMO ESTETICISTAS,TERAPEUTAS,PODÓLOGOS, DEPILADORAS, MANICURAS, ENT...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 11 horas

Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

VOLTADO PARA PROFISSIONAIS QUE ATUAM NAS ÁREAS DE SAÚDE E BELEZA,TAIS COMO ESTETICISTAS,TERAPEUTAS,PODÓLOGOS, DEPILADORAS, MANICURAS, ENTRE OUTROS, AGREGANDO DIFERENCIAL E QUALIFICANDO SEUS SERVIÇOS.

Esteticista integral, docente de estética do SENAC e outras instituições.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Instrutora e Terapeuta: Sandra Helena Braga

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    A Pele

    Além de proteger o corpo, a própria pele produz para si uma camada de proteção, chamada de manto hidrolipídico. Esta camada é formada por uma mistura de gordura, produzida pela glândula sebácea, e o suor fabricado nas glândulas sudoríparas. O manto hidrolipídico lubrifica a pele e os pêlos. Esta lubrificação é importante por que a camada de sebo e suor torna a pele mais resistente à infecções. Além de evitar infecções, o manto protege a pele das agressões externas que estão no ar, como o pó, pólen, pêlos e sem proteção, estes agentes irritam a pele, causando dermatites (inflamações). Outra função do manto hidrolipídico é impedir o ressecamento evitando a perda de água pela pele. Isso é muito importante em regiões ou épocas do ano nas quais a umidade do ar está baixa, se não fosse o manto, a pele ficaria ressecada com mais facilidade.

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Desidratação

    A pele normal possui um percentual de hidratação necessário para que ela possa exercer suas funções adequadamente. Sua pele pode ficar desidratada por vários motivos. Um deles é o clima: muito vento ou sol provocam a evaporação de maior quantidade de água na pele. Com menos água a pele fica ressecada. A falta de umidade do ar, também leva ao ressecamento da pele, pois há maior evaporação de água no corpo. Outro motivo de desidratação é o uso freqüente de substâncias químicas, como sabões e detergentes, essas substâncias atacam o manto hidrolipídico da pele. O envelhecimento leva a desidratação da pele. Quanto mais velhos ficamos, menor a quantidade de água no organismo, como um todo, inclusive a pele.

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Consequências da desidratação

    Dependendo do grau de desidratação, a pele pode ficar rachada e até esfarelar, principalmente no rosto, braços e pernas. É comum aparecerem regiões avermelhadas, que podem inchar formar bolhas e eliminar uma secreção. Além de problemas com a aparência, pode haver desconforto físico, devido a coceira. A evaporação da água causa um desequilíbrio no manto hidrolipídico, formado por suor e gordura. O manto é responsável pela proteção da pele. Com menos água, há menor proteção. Fica mais fácil a irritação por substâncias químicas, ou mesmo pela poeira que está no ar. A pele reage com inflamação: surgem manchas vermelhas, chamadas eczemas ou dermatites. Elas podem acontecer em qualquer idade, mas são bastante comuns nas pessoas mais velhas, que possuem a pele naturalmente desidratada. Outra conseqüência devido a alteração no manto hidrolipídico é a pele contaminar-se mais facilmente, ou seja, a possibilidade de desenvolver alguma doença de pele é maior.

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Por que acontece a desidratação

    Todos nós perdemos água através da pele, pela evaporação. É o que chamamos de perda transepidérmica normal. A perda normal de água acontece quando a barreira de proteção da pele, o manto hidrolipídico, formado por água e gordura, está inteirinha, sem nenhuma falha. Já a desidratação acontece quando há maior perda de água pelo organismo, acima do normal. Ela é causada pelas falhas no manto hidrolipídico. É por essas falhas que a água evapora. Para reidratar pele é necessário um bom hidratante. Ele atua recuperando a barreira hidrolipídica. As células da epiderme ficam umas em cima das outras, como lâminas. Quando há falhas no manto e a pele fica ressecada e o creme atua penetrando na pele e preenchendo os espaços entre as células, evitando a evaporação de água além do normal, assim a pele fica novamente hidratada. Este procedimento também pode ser feito em cabine, por uma profissional Técnica Esteticista, utilizando todos os recursos de eletroterapia para potencializar o efeito dos princípios ativos.

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Como evitar a desidratação

    Todos os tipos de pele precisam de cuidados para evitar a desidratação. Ao contrário do que se imagina, a pele oleosa também pode ficar desidratada, apesar do aspecto brilhante causado pela maior produção de sebo. Uma boa hidratação é resultado de equilíbrio entre quantidade de gordura e água na pele. Portanto, a maior produção de sebo não impede a perda de água. Devemos ficar atento, principalmente durante o banho. Existem costumes que levam ao desgaste e ressecamento da pele. Veja algumas dicas que farão do banho seu aliado para uma pele saudável: evite banhos quentes e prolongados. Use água morna; os cremes e sabonetes com grânulos abrasivos funcionam como uma lixa e somente devem ser utilizados nas palmas da mão e planta dos pés; buchas vegetais e esponjas não devem ser usadas todos os dias. Aliás, seu uso é geralmente desnecessário; não utilize esfoliantes para o corpo em excesso, pode acontecer o efeito rebote; os óleos, muito em moda hoje em dia pelo perfume e maciez que conferem, na realidade não hidratam a pele; não se esfregue com toalhas ásperas, use toalhas felpudas, principalmente nas áreas de dobras do corpo; aplique um bom hidratante corporal e outro facial, logo após o banho, diariamente; ele é melhor absorvido se aplicado com a pele um pouco úmida.

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Como evitar a desidratação

    Todos os tipos de pele precisam de cuidados para evitar a desidratação. Ao contrário do que se imagina, a pele oleosa também pode ficar desidratada, apesar do aspecto brilhante causado pela maior produção de sebo. Uma boa hidratação é resultado de equilíbrio entre quantidade de gordura e água na pele. Portanto, a maior produção de sebo não impede a perda de água. Devemos ficar atento, principalmente durante o banho. Existem costumes que levam ao desgaste e ressecamento da pele. Veja algumas dicas que farão do banho seu aliado para uma pele saudável: evite banhos quentes e prolongados. Use água morna; os cremes e sabonetes com grânulos abrasivos funcionam como uma lixa e somente devem ser utilizados nas palmas da mão e planta dos pés; buchas vegetais e esponjas não devem ser usadas todos os dias. Aliás, seu uso é geralmente desnecessário; não utilize esfoliantes para o corpo em excesso, pode acontecer o efeito rebote; os óleos, muito em moda hoje em dia pelo perfume e maciez que conferem, na realidade não hidratam a pele; não se esfregue com toalhas ásperas, use toalhas felpudas, principalmente nas áreas de dobras do corpo; aplique um bom hidratante corporal e outro facial, logo após o banho, diariamente; ele é melhor absorvido se aplicado com a pele um pouco úmida.

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Para a escolha de um produto adequado

    Várias substâncias são utilizadas com objetivo de hidratar a pele, como uréia, lactato de amônio, hidrolisado de proteínas, extrato placentário, ácido hialurônico, entre outros. Essas substâncias são apresentadas de várias maneiras: creme, loção, gel, spray, mousse. Cada formulação tem uma ação específica, de acordo com a necessidade de cada pele. A seguir veja um protocolo para hidratação profunda em cabine utilizando a parafina.

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Anatomia dos Pés
    Estrutura ósteo-articular, ligamentar e muscular do pé.
    O pé humano é composto de 26 ossos assim distribuídos: sete ossos do tarso (tálus, calcâneo, cubóide e os três cuneiformes); cincos ossos do metatarso; 14 falanges (três para cada um dos dedos, exceto para o hálux, que tem apenas duas).

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Os ossos são mantidos unidos através dos ligamentos, que são em se totalizam em um número de 107, formando as articulações. No pé, as articulações são em número de 33: articulação superior do tornozelo, articulação subtalar, articulação transversa do tarso, articulações tarsometatarsianas, articulações metatarsofalangeanas, articulações interfalangeanas.

  • TERAPIA DOS PÉS

    TERAPIA DOS PÉS

    Os movimentos do pé são realizados pelos músculos. Os músculos são classificados em extrínsecos e intrínsecos. Os músculos extrínsecos possuem origem abaixo do joelho e inserção no pé, e realizam os movimentos do tornozelo como dorsiflexão, a plantiflexão, a inversão e eversão, além de atuarem na movimentação dos artelhos (dedos). Os músculos intrínsecos são representados pelos que se originam abaixo da articulação do tornozelo, podendo situar-se no dorso ou na planta do pé, estes músculos realizam a movimentação dos artelhos.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • TERAPIA DOS PÉS