Curso Online de SQL E MYSQL
1 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de SQL E MYSQL

ESTE É MAIS UM CURSO DA EQUIPE PROMOVENDO CONHECIMENTO, QUE POSSUI UMA PEQUENA TAXA, POREM GARANTIMOS O SEU APRENDIZADO, E A EQUIPE ESTÁ ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

ESTE É MAIS UM CURSO DA EQUIPE PROMOVENDO CONHECIMENTO, QUE POSSUI UMA PEQUENA TAXA, POREM GARANTIMOS O SEU APRENDIZADO, E A EQUIPE ESTÁ A TODO TEMPO ONLINE PARA DAR SUPORTE AOS QUE NECESSITAREM, CURSOS DE ALTISSIMA QUALIDADE, APROVEITEM
BOM ESTUDO A TODOS
EQUIPE PROMOVENDO CONHECIMENTO

ESTAMOS OFERECENDO CURSOS DE TODAS AS AREAS A MAIORIA DELES EM TI (TECNOLOGIA DA INFORMAÇAO) POREM OFERECEMOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, GESTÃO EM GERAL, ANALISE, DESENVOLVIMENTO, ENGENHARIA E MUITOS OUTROS CONFIRAM


"Esta faltando algo como como configurar o mesmo como fazer tabelas."

- Alexandre Gabriel Rezende Azevedo

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • sql
    mysql

    equipe promovendo
    conhecimento

  • ROTEIRO

    2

    roteiro

    i parte - introdução ao sql
    comandos e suas partes da linguagem sql
    ii parte – adminstração de banco de dados utilizando mysql
    principais instruções
    iii parte - prática
    estudo de caso utilizando mysql

  • A Linguagem SQL (I – parte)

    3

    a linguagem sql (i – parte)

    embora se fale que a linguagem sql é uma linguagem de consulta, essa linguagem possui outras capacidades além de realizar consultas em um banco de dados. a linguagem sql possui recursos para definição da estrutura de dados, para modificar dados no banco de dados e recursos para especificar restriçõ’es de segurança e integridade.
    sql (strutured query language). numerosos sistemas gerenciadores de banco de dados suportam a linguagem sql. a sql estabeleceu-se como a linguagem padrão de banco de dados relacional. embora existam diversas versões, com algumas diferenças entre elas, a estrutura da sql se mantém inalterada desde a sua criação.

  • As partes da linguagem SQL

    4

    as partes da linguagem sql

    data definition language (ddl) (linguagem de definição de dados). a sql ddl fornece comandos para definição e modificação de esquemas de relação, remoção de relações e criação de índices. os principais comandos que fazem parte da ddl são: create, alter, drop.

    data manipulation language (dml) (linguagem de manipulação de dados). a sql dml inclui uma linguagem de consulta baseada na álgebra relacional e no cálculo relacional. compreende também comandos para inserir, remover e modificar informações em um banco de dados. os comandos básicos da dml são: select, insert, update, delete

  • As partes da linguagem SQL (continuação)

    5

    as partes da linguagem sql (continuação)

    data control language (linguagem de controle de dados). é o conjunto de comandos que fazem o cadastramento de usuários e determina seu nível de privilégio para os objetos do banco de dados. os principais comandos são: grant, revoke.
    transactions control (controle de transações). a sql inclui comandos para especificação do início e fim das transações. diversas implementações permitem o trancamento explícito de dados para o controle de concorrência. (commit, rollback, savepoint)

  • A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL)

    6

    a linguagem de definição de dados (sql-ddl)

    a linguagem de definição de dados da sql (sql-ddl) é um conjunto específico de instruções sql que fornece meios para a definição e modificação de esquemas de relação, remoção de relações e criação de índices.
    criando tabelas
    uma tabela (ou relação) sql é definida usando o comando create table:

    create table r (a1 d1, a2 d2,...,an dn)
    onde r é o nome da relação, ai é o nome de um atributo no esquema da relação r e di é o tipo do atributo ai.

  • A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL) (continuação)

    7

    a linguagem de definição de dados (sql-ddl) (continuação)

    create table cliente
    (nome char(30),
    sexo char(1),
    cpf number(11),
    endereco char(30),
    cidade char(30) )
    uma relação é criada inicialmente vazia. o comando insert pode ser usado para carregar os dados para a relação. muitos produtos de banco de dados relacionais possuem um grande volume de utilitários para carregar um conjunto inicial de tuplas em uma relação.

  • A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL) (continuação)

    8

    a linguagem de definição de dados (sql-ddl) (continuação)

    removendo uma tabela
    para remover uma relação de um banco de dados sql, usa-se o comando drop table. o comando drop table remove todas as informações sobre a relação. o comando
    drop table r
    onde r é o nome de uma relação (tabela) existente.

  • A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL) (continuação)

    9

    a linguagem de definição de dados (sql-ddl) (continuação)

    alterando uma tabela
    o comando alter table é usado para adicionar, excluir ou alterar atributos em uma relação existente.
    para inserir um novo atributo em uma tabela é usada a cláusula add. todas as tuplas na relação são assinaladas como null para o valor do novo atributo.
    alter table r
    add ( a1 d1, a2 d2, ... )
    onde r é o nome de uma relação existente e a1 d1, a2 d2, ... é uma lista contendo nome do atributo (a) a ser adicionado e o tipo do atributo (d), respectivamente.

  • A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL) (continuação)

    10

    a linguagem de definição de dados (sql-ddl) (continuação)

    para excluir colunas de uma tabela utiliza-se a cláusula drop.
    alter table r
    drop a1, a2, ...
    onde r é o nome de uma relação existente e a1, a2, ... é uma lista dos atributos a serem removidos.
    para alterar o nome de um atributo de uma tabela utiliza-se a cláusula rename.
    alter table r
    rename a na
    onde r é o nome de uma relação existente, a é o nome do atributo a ter o seu nome alterado para na. para alterar o tipo de um atributo utiliza-se a cláusula modify.

  • A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL) (continuação)

    11

    a linguagem de definição de dados (sql-ddl) (continuação)

    alter table r
    modify a1 d1, a2 d2, ...
    onde r é o nome de uma relação existente, a1 d1, a2 d2,... é uma lista contendo o nome do atributo (an) a ter o seu tipo alterado para (dn).


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • ROTEIRO
  • A Linguagem SQL (I – parte)
  • As partes da linguagem SQL
  • As partes da linguagem SQL (continuação)
  • A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL)
  • A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL) (continuação)
  • Linguagem de Manipulação de Dados - DML
  • Linguagem de Manipulação de Dados – DML (continuação)
  • Modificando o Banco de Dados
  • Modificando o Banco de Dados (continuação)
  • II E III PARTES
  • II PARTE – ADMINSTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS
  • Conexão com MySql
  • Criação e Utilização de um Banco de Dados
  • Continuação....
  • Continuação...
  • Tipos de campos no MySQL
  • Contiunuação...
  • Continuação...
  • III PARTE - PRÁTICA