Curso Online de Conceitos de informática (cai em concursos)

Curso Online de Conceitos de informática (cai em concursos)

01. Conceitos de informática, 02. Assinatura digital,    03. Segurança da informação,    04. Sinal de tv digital,   05. Jogos eletrônicos...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 28,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

01. Conceitos de informática,
02. Assinatura digital,   
03. Segurança da informação,   
04. Sinal de tv digital,  
05. Jogos eletrônicos, 
06. Breve histórico da informática,
07. Componentes da informática,
08. Era do computador e era da informação,
09. Estados de administração da computação

José Vieira Cabral Nasceu no dia 25 de agosto de 1.960 em Xambrê, Paraná, viveu ali até os seus oito anos de idade e depois os seus pais se mudaram para Maringá no mesmo Estado. E aos 19 anos mudou-se para São Caetano do Sul, Região do Grande ABC, São Paulo, onde permanece até o presente momento. O Autor/produtor foi comerciante a maior parte de sua vida, mas também trabalhou como empregado em algumas Empresas: Foi Administrativo e Encarregado de obras Civis, tendo como formação (Mestria em Construção Civil) e, mais de 100 Cursos de diversas áreas. Como Escritor e pesquisador escreveu diversas Obras Literárias e Didáticas. E também é fundador da Livraria e Editora Virtual Cabral Veríssimo (seu nome artístico). O seu Site:(http://ciacabralverissimo.loja2.com.br), onde produz os seus Livros e Cursos online para a plataforma da (www.buzzero.com/autores/jose-cabral).



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • 01. Conceitos de Informática
    A informática é um assunto bastante abordado nos concursos públicos em todo o país. Confira os principais conceitos relacionados a informática e tire todas as suas dúvidas.
    AGP
    Barramento desenvolvido pela Intel para acelerar o processamento de elementos gráficos, principalmente em 3D.
    Autoridade Certificadora
    É uma entidade que emite certificados digitais, responsável pelo estabelecimento e a garantia da autenticidade de chaves públicas pertencentes a usuários ou a outras autoridades de certificação. É uma entidade em que todos os envolvidos confiam.
    Acoplamento
    Forma de comunicação entre os processadores e o grau de compartilhamento da memória e dos dispositivos de entrada e saída.

  • Assinatura Digital
    É um código que é incluído na mensagem ou no texto e identifica o remetente da mensagem. A mensagem ou texto é criptografado com a chave privada do usuário, criando assim uma espécie de assinatura digital, ara ser descriptografada é utilizada a chave pública.
    Banco de Dados
    Conjunto agregado e estruturado de informações armazenadas em um sistema de computação para permitir o acesso seletivo.
    Banco de Dados Relacional
    Coleção de tabelas que se relacionam, identificadas cada uma por um nome único.
    Cluster – em relação à Rede de Computadores
    É um grupo de computadores independentes que funcionam juntos para fornecer um conjunto de serviços, sendo que para os clientes aparenta ser um único sistema.
    Cluster – em relação a Armazenamento de Dados
    É a menor quantidade de espaço em disco que pode ser alocada para gravar um arquivo pelo sistema operacional. Quanto menor o tamanho do cluster, também chamado de unidade de alocação, mais eficiente será o armazenamento de informações no disco.

  • Cookies
    São pequenos arquivos gravados pelos websites no disco rígido do usuário (quando este acessa determinados sites). Um cookie não é um vírus, mas interfere na privacidade do usuário.
    Certificado Digital
    São arquivos de computador emitidos por entidades certificadoras e tem por objetivo garantir que o emissor de uma mensagem ou documento é realmente quem ele diz ser.
    Chave Primária
    É um campo ou um conjunto de campos que identifica de forma exclusiva cada registro.
    Chave Estrangeira
    Usada para definir o relacionamento entre duas tabelas. A chave estrangeira é formada pela chave primária de outra tabela. O campo chave estrangeira pode ser, repetido e pode haver mais de uma chave estrangeira para cada registro.

  • DOT PITCH 
    Refere-se ao espaçamento em milímetros entre os pontos na tela do monitor, quanto menor o valor do dot pitch, melhor a qualidade do monitor. Monitores não entrelaçados são os melhores.
    DIAL UP
    É uma conexão com um provedor de acesso utilizando acesso discado.
    DHCP
    Serviço que atribui um endereço IP automaticamente a uma máquina cliente quando esta faz uma solicitação para o servidor DHCP. Este servidor atribuirá um endereço IP que não esteja sendo utilizado por um período pré-determinado pelo administrador.
    Firewall
    Dispositivo de segurança da informação que monitora o tráfego entre uma rede de computadores e a Internet, impedindo o acesso de usuários não autorizados ou entrada de dados sem prévia permissão. Baseia-se num servidor PROXY que faz a intermediação do tráfego controlando acessos, tem como principal objetivo proteger a rede contra-ataques externos.

  • FTP
    Sua principal função é acessar servidores e transferir arquivos. Protocolo de aplicação mais utilizado para transferência de arquivos. A transferência de arquivos FTP sempre é feita utilizando 2 portas TCP/IP diferentes, a porta 20 para o processo de transferência de dados e a porta 21 para o processo de controle dessa transferência. Quando o usuário não utiliza login e senha para acesso ao FTP, chama-se FTP anônimo que trabalha na porta 69 do TCP/IP.
    Gateway
    Dispositivo que interliga redes heterogêneas. É capaz de traduzir e conectar protocolos distintos, como por exemplo, traduzir pacotes X.25 em pacotes Ethernet.
    HTML
    Linguagem padrão, de âmbito internacional, para a programação de sites na web (é uma linguagem e não um protocolo). Linguagem utilizada para criar documentos hipertexto usados nas páginas web. Uma página web é um arquivo que contém comandos escritos em HTML e que fica armazenada no servidor, essas páginas são transferidas do protocolo HTTP. 

  • HTTP 
    É um protocolo utilizado para transferência de hipertexto. Pode transferir textos, áudio e imagens. Assim, uma URL que começa com http especifica que o usuário está requisitando este serviço a um servidor de http. Estas informações estão organizadas em páginas reunidas em sites e são criadas utilizando uma linguagem específica. É necessário a utilização de um programa específico (navegador) que possibilite a exibição destas páginas.
    Host = servidor
    Máquina configurada para prestar os mais variados serviços aos clientes. Computador ligado permanentemente à rede que mantém um repositório de serviços para outros computadores na Internet.
    IMAP 
    Protocolo para recuperação de mensagens (pela porta 143 TCP/IP);
    Internet Explorer 
    Um dos programas específicos para visualizar as páginas da Internet.

  • Intranet
    Rede interna de uma empresa que se comunica utilizando padrões de comunicação e ferramentas da Internet para fornecer informações aos usuários na rede privada.
    Pode ser implementada através de uma estrutura física da própria empresa ou utilizando estrutura da internet através de uma VPN.
    Internet2
    É uma versão da Internet que está sendo desenvolvida na área acadêmica com parcerias. Utiliza e pesquisa novas tecnologias, protocolos e serviços para fins acadêmicos, governamentais e de pesquisa.
    IP 
    Protocolo de endereçamento fornecido pelo TCP/IP, sistema orientado a conexão que garante a entrega de pacotes no destino, na sequência correta.
    TCP/IP: Protocolo padrão da Internet. Um computador que não tenha o protocolo TCP/IP instalado não poderá acessar a Internet.

  • Memória ROM 
    Memória que normalmente só permite leitura, já vem gravada de fábrica e normalmente não pode ser regravada. Contém os seguintes programas: BIOS, POST e Setup. Programas armazenados em memória ROM são chamados firmware.
    Tipos de memória ROM:
    PROM: Rom programável, é comprada virgem e só pode ser programada uma única vez.
    EPROM: Memória cujo conteúdo pode ser apagado com raio ultravioleta. Pode ser reprogramada um número limitado de vezes.
    EEPROM: Memória que pode ser apagada, toda ou parte e reprogramada eletricamente.
    FLASH ROM/Flash RAM: Pode ser apagada eletricamente, mas não é possível apagar apenas uma parte como na EEPROM. Só permite reprogramar toda a memória, mesmo quando desejamos alterar apenas um dado.
    RAM: Memória interna principal do computador, sua característica é ser volátil, baseada em chips semicondutores. Armazena os programas que estão em execução e os dados necessários ao processamento.

  • SRAM: Mais rápida e mais cara, usada na memória cachê e na memória CMOS (setup).
    DRAM: Mais lenta e mais barata, usada como memória principal da máquina.
    Tipos de DRAM
    EDO: Antiga e fora de uso.
    SDRAM: Em média 10% mais rápida que a EDO
    DDR SDRAM: Duas vezes mais rápida que a SDRAM. Usa circuitos de sincronização que aumentam sua velocidade. Suporta transferir dois dados por cada ciclo de clock dobrando a velocidade de acesso.
    Memória cache
    É a memória intermediária entre a RAM e o processador. Com tempo de acesso menor que o tempo de acesso da memória RAM.
    Memória Virtual
    Expansão da memória principal RAM no disco rígido (HD).

  • MPEG 
    Padrão de compressão de dados para vídeo digital em formato de arquivo, desenvolvido por um grupo de trabalho pertencente ao ISSO.
    MPEG1: Codifica vídeo de qualidade VHS com uma taxa transmissão de 1.5 mbps.
    MPEG2: Codifica vídeo com qualidade de TV digital com taxa de transmissão de 2 a 10 mbps.
    MPEG3: Codifica vídeo com qualidade HDTV com taxa de transmissão em torno de 40 mbps.
    MPEG4: Desenvolvido para alcançar a mesma qualidade do DVD comercial, mas com a vantagem de poder ter a mídia gravada em CD-ROM normal de dados. Não necessita de conversores para exibir arquivos gravados em MPEG2.
    Protocolo
    Conjunto de regras e convenções para envio de informações em uma rede.
    Plug in
    Programa adicional para paginadores web, habilita funções extras como exibição de vídeo clipes, imagens 3D, apresentações multimídia, etc.

  • PING
    Ping é um programa básico de Internet que permite verificar se um determinado endereço IP existe e pode ser acessado. O “ping” é usado para diagnosticar se o computador (ou endereço IP) que você está tentando alcançar está operacional. Se, por exemplo, um usuário não consegue “pingar” um computador, quer dizer que esse computador não está acessível para o usuário, e assim o usuário não poderá fazer qualquer outra operação de Internet, tal como usar o FTP para enviar arquivos para esse computador.
    POP 
    Protocolo/servidor de recebimento de mensagens;
    POOL de Impressão
    Deve ser formado por duas ou mais impressoras conectadas a um servidor de impressão que agirá como uma única impressora (portanto, devem ter o mesmo driver). O trabalho de impressão é enviado a impressora remota e o servidor de impressão se encarrega de distribuir os trabalhos para as impressoras disponíveis no pool.
    SSH  > Transmissão de dados de forma criptografada, por isto mais seguro (utiliza a porta 22 da pilha TCP/IP).


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 28,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • 01. Conceitos de informática,
  • 02. Assinatura digital,   
  • 03. Segurança da informação,   
  • 04. Sinal de tv digital,  
  • 05. Jogos eletrônicos, 
  • 06. Breve histórico da informática,
  • 07. Componentes da informática,
  • 08. Era do computador e era da informação,
  • 09. Estados de administração da computaç