Curso Online de Antioxidantes

Curso Online de Antioxidantes

Importância do consumo de antioxidantes naturais para inibir o surgimento de doenças e ênfase em fortalecimento da saúde cutânea.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 40 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 24,90
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Importância do consumo de antioxidantes naturais para inibir o surgimento de doenças e ênfase em fortalecimento da saúde cutânea.

Docente no ensino superior, médio e fundamental. Biólogo, químico e bioquímico. Doutorando em ciência e tecnologia de alimentos. Especializando em nutrição, envelhecimento e longevidade. Mestre em alimentos e nutrição. Especialista em nutrição clínica e esportiva, gerontologia e qualidade de vida e metodologia de ensino de biologia e química. Graduado em bacharelado em bioquímica, licenciatura em química e também em biologia. Experiência como professor de ciências, biologia, química, bioquímica e alimentos. Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4485065A7.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • ANTIOXIDANTES

  • INTRODUÇÃO

    O organismo humano está sujeito ao estresse oxidativo causado por radicais livres provenientes do meio ambiente ou geradas pelo próprio organismo.

    Entre as biomoléculas alvo dessas espécies encontram-se as que compõem membranas celulares, proteínas, DNA e RNA, cujas alterações podem levar a inúmeros problemas de saúde.


  • A utilização de agentes antioxidantes na inibição dos danos oxidativos provocados pelo excesso de radicais livres é muito importante na prevenção ou tratamento de várias doenças. Assim, o conhecimento das fontes alimentares e dos mecanismos de ação dos principais antioxidantes dietéticos (vitaminas, compostos fenólicos e carotenóides) permite sua utilização consciente e segura e os torna uma alternativa à manutenção de uma vida saudável.

  • O termo oxidação de uma substância era comumente definido como a incorporação de oxigênio em sua estrutura. Atualmente, pode ser mais precisamente definido como sendo a conversão de uma substância química em um derivado com menor número de elétrons. Oxidação, portanto, é a perda de um ou mais elétrons para outra substância e o procedimento inverso pode ser considerado como redução.

  • Os organismos vivos interagem com o meio ambiente visando manter um ambiente interno que favoreça a sobrevivência, o crescimento e a reprodução. O oxigênio molecular (O2) obtido da atmosfera é vital para organismos aeróbios; contudo, espécies reativas quando formadas em excesso intracelularmente a partir do oxigênio ameaçam a integridade celular por meio da oxidação de biomoléculas, e podem comprometer processos biológicos importantes.

  • RADICAIS LIVRES

    Os radicais livres são espécies químicas que contem um ou mais elétrons desemparelhados, característica esta que lhes confere instabilidade, meia-vida curta e alta reatividade química. Essa alta reatividade química e a grande responsável pela instabilidade da espécie, uma vez que essas moléculas tendem a acoplarem seus elétrons não pareados com um outro que esteja presente em estruturas próximas a sua formação.



  • Além dos radicais livres, existem outras espécies não radicalares como o peróxido de hidrogênio e o ácido hipocloroso, também fortemente oxidantes, que em conjunto se denominam ESPÉCIES REATIVAS.

  • Embora certo nível espécies reativas esteja envolvido na regulação de processos fisiológicos, o excesso na produção destes compostos leva à superestimulação de algumas vias intracelulares, o que geralmente está associado ao aparecimento de diversas doenças.

  • Os radicais livres possuem diferentes papéis no organismo e encontram-se envolvidos na produção de energia, fagocitose, regulação do crescimento celular, sinalização intercelular e síntese de substâncias biológicas importantes.

    Entretanto, seu excesso apresenta efeitos deletérios, tais como danos ao DNA, proteínas e organelas celulares, como mitocôndrias e membranas, provocando alterações na estrutura e funções celulares e, dessa forma, se encontram envolvidos em diversas patologias a exemplo de câncer, diabetes, doenças cardiovasculares, catarata, disfunções cognitivas, etc. Para combater os radicais livres os organismos vivos produzem substâncias que são capazes de regenerar ou prevenir os danos oxidativos, exercendo seu papel como antioxidante.

  • A instalação do processo de estresse oxidativo decorre da existência de um desequilíbrio entre compostos oxidantes e antioxidantes, em favor da geração excessiva de radicais livres e outras espécies reativas ou em detrimento da velocidade de remoção desses oxidantes.

  • Tal processo conduz à oxidação de biomoléculas com consequente perda de suas funções biológicas e/ou desequilíbrio homeostático, cuja manifestação é o dano oxidativo potencial contra células e tecidos. A cronicidade do processo em questão tem relevantes implicações sobre o processo etiológico de numerosas doenças crônicas não transmissíveis, entre elas a aterosclerose, diabetes, obesidade, danos neurodegenerativos e câncer.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • RADICAIS LIVRES
  • PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA
  • EXEMPLO DE DOENÇA CORRELACIONADA COM OS RADICAIS LIVRES
  • ANTIOXIDANTES
  • CLASSIFICAÇÃO DOS ANTIOXIDANTES
  • COMPOSTOS FENÓLICOS
  • CAROTENOIDES
  • VITAMINAS ANTIOXIDANTES
  • ZINCO
  • ENZIMAS ANTIOXIDANTES
  • CHÁS
  • ÁCIDO LIPÓICO
  • SELÊNIO
  • ANTIOXIDANTES E PELE
  • FITOCOSMÉTICOS
  • INIBIÇÃO DA PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA
  • ANTIOXIDANTES E PELE SAUDÁVEL
  • HISTOLOGIA DA PELE
  • RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA E PELE
  • COSMÉTICOS
  • RADICAIS LIVRES E PELE
  • ANTIOXIDANTES E PELE SAUDÁVEL
  • RADICAIS LIVRES E ANTIOXIDANTES
  • ENVELHECIMENTO DA PELE
  • ÁCIDO LIPÓICO
  • VITAMINA E
  • CAROTENOIDES
  • POLIFENÓIS
  • FLAVONOIDES
  • ZINCO
  • VITAMINA C
  • VITAMINA A
  • NUTRICOSMÉTICOS
  • ÁCIDOS GRAXOS ÔMEGA 3 X ÔMEGA 6
  • ALIMENTAÇÃO SAUDÁV