Curso Online de Curso de Especialização em Ergonomia

Curso Online de Curso de Especialização em Ergonomia

ERGONOMIA DE CONCIENTIZAÇÃO - é fundamental para a obtenção dos objetivos propostos pelo projeto ergonômico, pois é pela realização de tr...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 50 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

ERGONOMIA DE CONCIENTIZAÇÃO - é fundamental para a obtenção dos objetivos propostos pelo projeto ergonômico, pois é pela realização de treinamento, palestras, cursos de aprimoramento e atualização constante que é possível educar o funcionário acerca dos meios de trabalho menos prejudiciais para a sua saúde individual e, ao mesmo tempo, mostrar-lhe todos os benefícios das propostas ergonômicas para a saúde da coletividade.Ensina o trabalhador a usufruir os benefícios de seu posto de trabalho. Boa postura, uso adequado de mobiliários e equipamentos, implantação de pausas, ginástica laboral (antes, durante e depois da atividade).

UEMG - Universidade do Estado de Minas Gerais, em Ciência da Computação. Técnico em Contabilidade. pelo Colégio SOER Sociedade de Ensino Regional Ltda. Araçatuba, São Paulo.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • 1

    Curso de
    Especialização em Ergonomia

    Carlos Alberto da Silva.

  • Conteúdo

    2

    Conteúdo

    1. Introdução
    2. A visão sistêmica
    3. Metodologia de Avaliação
    3.1.Analise da DEmanda
    3.2.Analise da Tarefa
    3.3.Analise da Atividade
    3.4.Diagnostico
    3.5.Recomendações Ergonômicas

  • Introdução

    3

    Introdução

    Ergonomia[1] (ou Fatores Humanos) é a disciplina científica que trata da compreensão das interações entre os seres humanos e outros elementos de um sistema.
    ‘E a profissão que aplica teorias, princípios, dados e métodos, a projetos que visam otimizar o bem estar humano e a performance global dos sistemas.

    Derivada do grego ergon (trabalho) e nomos (leis) para denotar a ciência do trabalho, ergonomia é uma disciplina inicialmente orientada aos sistemas e que modernamente se estende por todos os aspectos da atividade humana.

    [1] Esta conceituação foi aprovada por unanimidade na Reunião do Conselho Científico da International Ergonomics Association de 01 de agosto de 200, em San Diego, USA.

  • Histórico

    4

    Histórico

    Em 1857 Jastrezebowisky publicou um artigo intitulado "ensaios de ergonomia ou ciência do trabalho". O tema é retomado quase cem anos depois, quando em 1949 um grupo de cientistas e pesquisadores se reúnem, interessados em formalizar a existência desse novo ramo de aplicação interdisciplinar da ciência.

  • Histórico

    5

    Histórico

    De acordo com a Ergonomics Research Society (1949),
    “Ergonomia é o estudo do relacionamento entre o homem e seu trabalho, equipamento e ambiente e, particularmente, a aplicação dos conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos desse relacionamento”.

    Já para Wisner (1987), “Ergonomia é o conjunto dos conhecimentos científicos relacionados ao homem e necessários à concepção e instrumentos, máquinas e dispositivos que possam ser utilizados com o máximo de conforto, segurança e eficiência”.

  • Histórico

    6

    Histórico

    Em 1950, durante a segunda reunião deste grupo, foi proposto o neologismo "ERGONOMIA", formado pelos termos gregos ergon (trabalho) e nomos (regras). Funda-se assim no início da década de '50, na Inglaterra, a Ergonomics Research Society.

    Em 1955, é publicada a obra "Análise do Trabalho" de Obredane & Faverge, que torna-se deciciva para a evolução da metodologia ergonômica. Nesta publicação é apresentada de forma clara a importância da observação das situações reais de trabalho para a melhoria dos meios, métodos e ambiente do trabalho.

  • Histórico

    7

    Histórico

    Em referência as publicações científicas que marcaram o início da produção dos conhecimentos em ergonomia, podemos citar:
    1949- Chapanis - com a aplicação da Psicologia Experimental
    1953- Lehmann, G. A - Prática da Fisiologia do Trabalho
    1953 - Floyd & Welford - Fadiga e Fatores Humanos no Desenho de Equipamentos

  • O papel do ergonomista

    8

    O papel do ergonomista

    Ergonomistas contribuem para o planejamento, projeto e a avaliação de tarefas, postos de trabalho, produtos, ambientes e sistemas para torná-los compatíveis com as necessidades, habilidades e limitações das pessoas.

  • prática profissional

    9

    prática profissional

    Ergonomistas, em sua prática profissional, devem ter uma compreensão abrangente da amplitude de seu papel, que é, com a Ergonomia, promover uma abordagem holística do trabalho, na qual considerações de ordem física, cognitiva, social, organizacional, ambiental e de outros aspectos relevantes devem ser levados em conta.

  • 10

    As boas interfaces (adequadas) atenderão de forma conjunta, integrada e coerente os critérios de conforto, eficiência e segurança.

  • Interfaces do conhecimento em Ergonomia

    11

    Interfaces do conhecimento em Ergonomia


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Conteúdo
  • Introdução
  • Histórico
  • O papel do ergonomista
  • prática profissional
  • Interfaces do conhecimento em Ergonomia
  • Disciplinas de base da ergonomia
  • Aplicações da Ergonomia
  • Domínios de especialização
  • Ergonomia Física
  • Ergonomia Cognitiva
  • Ergonomia Organizacional
  • Diferentes atuações em Ergonomia
  • Diferentes abordagens em Ergonomia  
  • Bibliografia sugerida do capitulo
  • 2. A visão da abordagem sistêmica
  • Situação de Trabalho
  • A abordagem sistêmica em ergonomia
  • Teoria dos sistemas
  • Teoria de sistemas
  • Sistema homem-máquina
  • Sistemas Ser Humano – Tarefas
  • Teoria dos sistemas (SH-T)
  • SHT
  • Sistema de trabalho
  • Situação de trabalho
  • 3. Metodologia de Avaliação utilizada em Ergonomia
  • Atuação metodológica da ação ergonômica
  • Intervenção ergonômica
  • Intervenção ergonômica
  • DEMANDA
  • Analise da Demanda
  • Demanda Trabalhista
  • Demanda por certificação
  • Demanda de Modernização
  • Resultados esperados na demanda
  • Resultados esperados de uma AET- demanda/certificação
  • Resultados esperados de uma AET- demanda/ certificação
  • Resultados esperados de uma AET- demanda/ modernização
  • Análise da demanda
  • .... Como acontece o dialogo da demanda?
  • Exercício 1-
  • Exercício
  • Leitura Recomendada
  • análise da tarefa
  • Analise da Tarefa
  • Analise da tarefa
  • Analise da Tarefa
  • Analise da ATIVIDADE
  • Determinantes da Atividade de Trabalho
  • Analise da Atividade
  • Analise da atividade
  • Diagnóstico
  • referencias
  • AUDITORIA ERGONÔMICA EM UMA INDÚSTRIA DE CALÇADOS Franklim Rabelo de Araújo Especialista Eng. de Seg. do Trabalho - Auditor Fiscal do Trabalho do MTE/DRT/CE Tel: 0XX21 255-3931, e-mail: frankrabelo@zaz.com.br Ismênia Maria Lima de Oliveira Médica do Trabalho – Auditora Fiscal do Trabalho – MTE/DRT/CE Cláudio Cezar Peres Orientador e membro do CNE - Auditor Fiscal do Trabalho do MTE / DRT/RS
  • NR -17
  • Manual de Aplicação da Norma Regulamentadora Nº 1 -Ministério do Trabalho-2002
  • Literatura Recomendadada