Curso Online de Metabolismo

Curso Online de Metabolismo

Metabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas e destaque para sistemas energéticos de obtenção de energia.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 40 horas


Por: R$ 28,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Metabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas e destaque para sistemas energéticos de obtenção de energia.

Mestre em alimentos e nutrição. Especialista em nutrição clínica e esportiva, gerontologia e qualidade de vida e metodologia de ensino de biologia e química. Professor de ciências e biologia. Bacharel em bioquímica com ênfase no entendimento de ciências dos alimentos, fitoterapia, nutrição e ensino após cursar disciplinas eletivas referentes a estas áreas e fazer estágios no decorrer da graduação.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Metabolismo

  • A principal função mitocondrial é a geração de energia na forma de trifosfato de adenosina (ATP), por meio da fosforilação oxidativa. Macronutrientes (glicose, aminoácidos e lipídios) são utilizados para obtenção da molécula de Acetil-CoA, necessária para o primeiro estágio do ciclo do ácido tribarboxílico (ciclo do TCA ou ciclo de Krebs). Em suma, o ciclo de Krebs consiste na oxidação do acetil-CoA através de 8 reações (formação de citrato cis-aconitato isocitrato -cetoglutarato succinil-CoA succinato fumarato malato oxaloacetato), gerando a cada ciclo, 3 moléculas de NADH, uma molécula de FADH2 (coenzimas reduzidas) e um ATP. Este processo se dá na matriz mitocondrial.

  • Após síntese, as coenzimas reduzidas NADH e FADH2 doam seus elétrons na cadeia transportadora de elétrons (CTE), na qual a passagem ordenada de elétrons por quatro complexos proteicos mitocondriais, gera um gradiente eletroquímico no espaço intermembrana utilizado como força próton motriz para geração de ATP. A CTE consiste em três complexos transmembrana interna mitocondrial (complexos I, III e IV), permitindo a passagem de prótons (H+ ) para o espaço intermembrana e um complexo ancorado na membrana interna (complexo II), sendo acoplada à ATP sintase, as vezes chamado de complexo V.

  • De forma geral, NADH doa seus elétrons para o complexo I, bombeando quatro prótons para o espaço intermembrana, esses elétrons são transportados pela ubiquinona (coenzima Q) para o complexo III, novamente gerando o transporte de quatro íons de 4H+ para o espaço intermembrana. Os elétrons são transferidos do complexo III para o citocromo C, uma proteína solúvel no espaço intermembrana, que os transfere (um por vez) para o complexo IV, onde ocorre a passagem de 2 prótons para o espaço intermembrana e a redução do oxigênio molecular à água (H2O).

  • O complexo II mitocondrial não é capaz de bombear prótons para o espaço intermembrana, uma vez que está ancorado na membrana interna. Também chamado de succinato desidrogenase, é a única enzima do ciclo de Krebs ligada a membrana mitocondrial, onde ocorre a acepção de elétrons provindos da coenzima FADH2, sendo transferidos para ubiquinona, dando sequência a CTE.

  • Para a conservação de energia em forma de ATP, os prótons bombeados para o espaço intermembrana pelos complexos I-IV são enviados de volta para a matriz através da ATP sintase. Por meio da catálise rotacional, a ATP sintase utiliza a força próton-motriz para catalisar a reação ADP-Pi (adenosina difosfato + fosfato inorgânico), formando ATP.

  • Glicólise

  • A glicose

  • A glicólise é uma via metabólica que tem por objetivo oxidar a glicose a fim de conseguir ATP. Nesse processo, a glicose é convertida em duas moléculas de piruvato.

  • A glicólise consiste numa série de dez reações químicas, catalisadas por enzimas, nas quais uma molécula de glicose vai ser degradada em duas moléculas de piruvato. Durante a sequência de reações, uma parte da energia livre, proveniente da degradação da glicose, vai ser conservada em ATP e NADH. Este processo é o caminho central no catabolismo da glicose e é de uma importância vital para inúmeros organismos, alguns dos quais têm neste processo, a sua única fonte de energia metabólica.

  • Como os eritrócitos são desprovidos de mitocôndrias, o produto final da glicólise é o lactato, que é liberado no sangue.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 28,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Glicólise
  • Glicólise - Fermentação
  • Introdução ao Metabolismo do Glicogênio
  • Ciclo de Krebs
  • Cadeia Transportadora de Elétrons e Fosforilação Oxidativa
  • Gliconeogênese
  • Metabolismo Lipídico
  • Ciclo da Ureia
  • Sistemas Energéticos de Obtenção de Energia
  • Adenosina Trifosfato
  • Aminoácidos e Proteínas na Prática Esportiva
  • Integração do Metabolismo de Mamíferos