Curso Online de Atenção Farmaceutica em Pacientes Hipertensos

Curso Online de Atenção Farmaceutica em Pacientes Hipertensos

O curso aborda: -Conceito de Hipertensão Arterial Sistemica; -Classificação; -Diagnóstico; -Tratamento Não-farmacológico; -Tratamento Fa...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso aborda:
-Conceito de Hipertensão Arterial Sistemica;
-Classificação;
-Diagnóstico;
-Tratamento Não-farmacológico;
-Tratamento Farmacologico;
-Problemas na Adesão ao Tratamento;
-Importancia do Farmaceutico ao paciente hipertenso.

Especialização em andamento em Farmacologia Clinica. Graduação em Farmacia . Graduação em MATEMATICA . Universidade Federal Fluminense, UFF (Matricula Trancada) Graduação em Piano . Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário, CBM/CEU, Brasil



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Atenção Farmacêutica em Pacientes Hipertensos

    Atenção Farmacêutica em Pacientes Hipertensos

  • Conceito

    Conceito

    A Hipertensão Arterial também conhecida como “pressão alta” é quando um indivíduo apresenta valores iguais ou superiores a 140 X 90 mmHg. Sendo necessário mais de uma aferição para indicar essa patologia.

  • Segundo Finkel (2010), a Hipertensão Arterial é uma conseqüência do aumento do tônus do músculo liso vascular periférico causando um aumento da resistência arteriolar e diminuição da capacidade do sistema nervoso.

  • Sintomas

    Sintomas

    A hipertensão arterial é, na maioria dos casos, uma doença silenciosa, ou seja, o paciente não sente nenhum sintoma; algumas pessoas sentem dores de cabeça, zumbidos, dor no peito.

  • A hipertensão arterial sistêmica continua sendo um dos fatores de risco mais comum de morbidade e mortalidade cardiovascular, apesar da grande consciência pública e da ampla expansão de medicamentos anti-hipertensivos.

  • Alguns fatores como:

    Alto consumo de alcool;
    Alto consumo de sal;
    Obesidade;
    Diminuição do uso de potássio e cálcio;
    Sedentarismo, podem contribuir para alteração da pressão arterial

  • Classificação

    Classificação

    A pressão Arterial é classificada em primária e secundária.
    Primária quando não existe uma causa aparente;
    Sécundária onde se conhece a causa do estado hipertensivo; podendo ser devido à administração de algum fármaco, gravidez, doença renal, uso abusivo de descongestionantes, entre outros.

  • Diagnóstico

    Diagnóstico

    O diagnóstico de hipertensão se baseia na medida da pressão arterial, não somente nos sintomas, já que a hipertensão é na maioria das vezes assintomática.
     

  • É feito também um exame físico detalhado para identificar o que pode estar causando a hipertensão. Neste exame deve-se verificar o peso e a estatura do paciente, para o calculo de Índice de massa corporal (IMC), são recomendadas também a medida da circunferência da cintura e do quadril, pois tem sido um importante indicador de risco cardiovascular, se em mulheres estiver acima de 88 cm e em homens acima de 102 cm.

  • Para aferição correta da pressão arterial devem ser considerados: que o paciente deve estar sentado e ficar em repouso por a dois a cinco minutos, os braços devem estar apoiados na altura da região torácica e os pés no chão. O paciente deve evitar a ingestão de café, cigarro e deve esvaziar a bexiga antes do procedimento. O profissional da saúde deve aferir a pressão por duas vezes dando um intervalo de dois minutos.
    A partir desse procedimento serão classificados como hipertensos aqueles que obtiveram os niveis de pressão sistólica superiores a 140 e 90 mmHg

  • Deve-se fazer uma avaliação inicial do paciente hipertenso com objetivo de ver a intensidade da hipertensão arterial, para verificar se houve alguma lesão em órgãos-alvo, e determinar se existe outros fatores de risco cardiovascular, observando se há indícios de uma causa secundária para o aumento da pressão arterial.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Atenção Farmacêutica em Pacientes Hipertensos
  • Conceito
  • Sintomas
  • Classificação
  • Diagnóstico
  • Tratamento
  • Classe de Fármacos Anti-hipertensivos
  • Diuréticos
  • Bloqueadores Adrenérgicos
  • Bloqueadores dos Canais de Cálcio
  • Inibidores da Enzima Conversora da Angiotensina (ECA)
  • Bloqueadores do receptor AT1 da angiotensina II
  • Vasodilatadores Diretos
  • Adesão ao Tratamento
  • Referências