Curso Online de CURSO PARA FORMAÇÃO DE CUIDADOR DE IDOSO
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de CURSO PARA FORMAÇÃO DE CUIDADOR DE IDOSO

Capacitar pessoas para atuarem como cuidadores de idoso em vários serviços de assistência ao idoso como também atuar de forma autônoma.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

De: R$ 90,00 Por: R$ 59,00
(Pagamento único)

Mais de 20 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Capacitar pessoas para atuarem como cuidadores de idoso em vários serviços de assistência ao idoso como também atuar de forma autônoma.

fisioterapeuta graduado - PUCPR.. pos graduação em fisioterapia cardio-respiratória, ex secretário de saúde -Pref municipal de colombo-PR.ex- coordenador do serviço de fisioterapia CEMAe - Apiaí SP. Ft voluntário do Hospital de Trauma em João Pessoa-PB, atuando no Hospital 13 de Maio, coordenador do serviço de Fisioterapia Respiratória(hospital 13 de Maio-João pessoa), consultório de fisioterapia , professor-tutor da multieducar.Diretor administrativo da Praxisaúde Gestão e Serviços de saúde Ltda, Fisioterapeuta do Hospital Padre Zé, Fisioterapeuta do Hospital Amip , Fisioterapeuta do Hospital Rodrigues de Aguiar e Fisioterapeuta da hospital e Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho , responsável pelo serviço de espirometria em medicina do trabalho na policlínica jaguaribe, policlínica audimed.


- Regina Gaspar

- Moacir Bolzan

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • MANUAL DO CUIDADOR DE IDOSO

    MANUAL DO CUIDADOR DE IDOSO

    CURSO DE FORMAÇÃO DO CUIDADOR DE IDOSO

  • MANUAL DO CUIDADOR DE IDOSO

    MANUAL DO CUIDADOR DE IDOSO

     
     

    CURSO PARA FORMAÇÃO DO CUIDADOR DE IDOSO
     
     
     
    Prof. Flamínio Vaz de Oliveira Menezes
    Fisioterapeuta /CREFITO-1 (13.999-f)
     

     
    “Tudo que existe e vive precisa ser cuidado para continuar existindo”
    Boff, 1999

  •    

    APRESENTAÇÃO
     
    No intuito de promover, na sociedade, a valorização do agente denominado ‘cuidador de idoso’, elaboramos este Manual, em cuja premissa enumeramos as ações eficazes à prática e ao convívio entre a pessoa idosa e seu cuidador, quando a este último serve e ensina como lidar na ocorrência de quedas, problemas de memória, depressão e demência, além de passar noções nos cuidados de higiene e enfermagem.
    O cuidador é uma ser humano de qualidades especiais, expressas pelo forte traço de amor a humanidade, de solidariedade e de doação. Seus préstimos têm sempre um cunho de ajuda e apoio humano, com relações afetivas e compromissos positivos.
    O cuidador é uma pessoa capacitada para auxiliar o idoso, quando este apresenta limitações para realizar as atividades e tarefas da vida cotidiana, promovendo um elo entre o idoso, a família e serviços de saúde ou a comunidade.
     

  • O CUIDAR

    O CUIDAR

     
    O cuidar de si mesmo representa a natureza humana, porem quando cuidamos do outro , de alguém, representa a essência da cidadania, da doação , da solidariedade, do amor pleno.
    O idoso após sua longa existência de vida, cansado, incapaz de se cuidar, necessita do apoio e da ajuda do outro que pode ser um familiar ou uma pessoa capacitada para lidar com a situação.

  • O CUIDADOR E A PESSOA CUIDADA

    O CUIDADOR E A PESSOA CUIDADA

    O cuidador é um ser humano ímpar, que deve apresentar qualidades especiais, identificadas pelo forte amor ao próximo, com uma vontade única de praticar a doação, a solidariedade e um grande amor humanista. Mover-se para fazer o bem sempre com uma vocação nata para ajudar e desenvolver ações efetivas e atitudes positiva.

  • O CUIDADOR E A FAMÍLIA DA PESSOA CUIDADA

    O CUIDADOR E A FAMÍLIA DA PESSOA CUIDADA

     
     
    Saber lidar com a família é fundamental já que em nosso país existe uma carência de instituições sociais no amparo as pessoas que precisam de cuidados.
    A família muitas vezes assume a responsabilidade para cuidar de um idoso. A doença ou limitação física em uma pessoa provoca mudanças na vida dos membros de uma família, tanto porque tem que fazer alterações nas funções ou no papel de cada membro familiar, tais como: filha tem que cuidar do pai, esposa cuidar do marido. Todas essas mudanças provocam insegurança e desentendimento, por isso é muito importante que o cuidador saiba conversar e planejar bem suas ações.

  • O CUIDADOR E OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE

    O CUIDADOR E OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE

    O cuidador é a pessoa designada pela família para cuidar do idoso. O ato de cuidar não caracteriza o cuidador como um profissional de saúde, portanto, o cuidador não deve executar procedimentos técnicos que sejam da competência dos profissionais de saúde tais como: aplicar injeções, realizar curativos instalação de soro, colocar sondas , etc...

    As atividades que o cuidador vai realizar devem ser planejadas junto aos profissionais de saúde, bem como com os familiares. Nesse planejamento devem ficar claro suas atividades, a sua rotina, responsabilidade e tarefas. Atos comuns devem sempre buscar a promoção de saúde e manutenção da capacidade funcional da pessoa cuidada e do cuidador.

  • CUIDANDO DO IDOSO

    CUIDANDO DO IDOSO

     
      O DOMÍCILIO “Meu Ninho”
     
    É muito importante verificar as condições de moradia do idoso, onde ele fica com mais freqüência e passa a maior parte do seu tempo, tais como: sala, quarto, varanda, banheiro. O idoso tem uma dinâmica própria de se locomover em seu lar, já sabe onde tem os objetos que precisa porém tem dificuldade e muitas vezes precisa de ajuda. Tem também muito apego e lembranças de momentos e objetos da casa.
    O cuidador deve sempre precaver-se e ficar atento para não transmitir insegurança; deve saber respeitar o lar do idoso e buscar sempre uma boa convivência.

      O DOMICÍLIO COM PESSOA ACAMADA
     
    Quando o idoso se encontra acamado, tal situação provoca uma mudança na dinâmica do lar influenciando todos os outros moradores também.
    O cuidador deve saber diferenciar bem um leito hospitalar de um leito domiciliar. Éimportante procurar se informar bem com os profissionais de saúde para não cometer erros. A função do cuidador, nestes casos, é de permanecer sempre realizando atos de humanização trazendo conforto, segurança para o idoso.

     O DOMICÍLIO COM PESSOA APRESENTANDO LIMITAÇÕES FÍSICAS
     
    Por algumas vezes o idoso tem limitação física e precisa de auxílio de um cuidador que irá sempre ajudá-lo no que for preciso para melhorar sua qualidade de vida. O cuidador estará sempre auxiliando o idoso em suas tarefas e rotinas de atividades diárias, no exercício de suas funções básicas, tais como: locomoção, banho. Vestuário, passeios, alimentação, dentre outras.
    Nesses momentos deve acontecer a verdadeira e honesta ação do cuidar. O cuidar humanizado, terno e solidário, oportunidade em que o cuidador deve praticar seus atos de apoio e conforto.

  • HIGIENE PESSOAL DO IDOSO

    HIGIENE PESSOAL DO IDOSO

     
    A higiene corporal além de proporcionar conforto e bem estar se constitui um fator importante para recuperação da saúde. Praticar o banho sempre diariamente visando a higiene, como também uma forma de relaxar; porém deve-se tomar cuidado com a exposição à temperatura da água , dores no momento do banho e respeitar a sexualidade do idoso que geralmente sente vergonha diante de uma pessoa estranha ao seu convívio.
    Importante também observar determinados cuidados para lavar o cabelo, com feridas, olhos. O banho no chuveiro pode ser feito com a pessoa sentada numa cadeira de plástico ou em cadeiras próprias para banho.
    Já o banho na cama é sempre bom solicitar a ajuda de outra pessoa. O cuidador deve preparar antes o material que vai usar: papagaio, comadre, bacia, água morna, sabonete, toalha, escova de dente lençóis, forro plástico e roupas. O cuidador deve usar luvas de borracha.

  • CUIDANDO DA NUTRIÇÃO DO IDOSO

    CUIDANDO DA NUTRIÇÃO DO IDOSO

     
     
    O idoso deve sempre receber uma alimentação balanceada e sem risco de contaminação, evitando assim doenças oportunistas e favorecendo uma boa qualidade nutricional.
    O alimento deve ter sabor, ser colorido e respeitando as preferências individuais valorizando as condições financeiras e regionais e, se possível, promover uma variedade nos tipos de alimentos durante a semana.
    Nem sempre é fácil alimentar uma pessoa idosa, o cuidador precisa ter muita calma e planejar os horários regulares, criar ambiente, posicionar bem o idoso. Procurar sentá-lo e nunca oferecer o alimento com o idoso deitado já que ele poderá se engasgar. Caso ele possa se alimentar sozinho, o cuidador deverá ajudá-lo no que for preciso.
    É importante manter sempre limpo os utensílios e os locais de preparo e consumo das refeições. Quando a pessoa cuidada estiver sem apetite, o cuidador deve oferecer alimentos saudáveis e de sua preferência. A pessoa com dificuldade para se alimentar aceita melhor alimentos líquidos e pastosos.

  • CUIDANDO DOS MEDICAMENTOS DO IDOSO

    CUIDANDO DOS MEDICAMENTOS DO IDOSO

     
    O cuidador deve sempre observar o nome e data de validade dos medicamentos, conferir doses prescritas e horários para administrar os medicamentos. Procurar sempre lavar as mãos antes de pegar nos medicamentos. Deve também mantê-lo em sua embalagem original e sempre guardá-lo de acordo com a orientação do laboratório.
    Ao administrar os medicamentos deve sempre seguir essas orientações:
    - comprimidos e cápsulas: devem ser tomadas com um pouco de água não macerando o comprimido e não abrir a cápsula.
    - gotas: podem ser diluídos com um pouco de água na quantidade certa, não administrando direto na boca.
    - líquido: xarope, solução, elixir, suspensão, sempre a medida prescrita. Após, pode-se ministrar um pouco de água.
    - administrar colírios: lavar as mãos, aquecer o frasco com a palma das mãos, instilar nos olhos o número certo de gotas prescritas, não encostar o bico do frasco nos olhos.
    - ouvido: lavar as mãos, deitar a cabeça do lado oposto ao ouvido ouvido a ser tratado, instilar as gotas prescritas, não colocar algodão seco para tampar.
    - uso nasal: lavar as mãos, estender a cabeça para trás e instilar nas narinas o número de gotas prescritas.
    - uso dermatológico: lavar a região onde será aplicado e usar cotonete ou palito de sorvete para aplicar os cremes ou pomadas.
    - uso de supositórios: lavar as mãos, posicionar o idoso deitado de lado, introduzir o medicamento no ânus, juntar as nádegas por alguns segundos. Caso o supositório saia por inteiro, deve-se colocar outro.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 59,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • MANUAL DO CUIDADOR DE IDOSO
  • O CUIDAR
  • O CUIDADOR E A PESSOA CUIDADA
  • O CUIDADOR E A FAMÍLIA DA PESSOA CUIDADA
  • O CUIDADOR E OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
  • CUIDANDO DO IDOSO
  • HIGIENE PESSOAL DO IDOSO
  • CUIDANDO DA NUTRIÇÃO DO IDOSO
  • CUIDANDO DOS MEDICAMENTOS DO IDOSO
  • NOÇÕES DE ENFERMAGEM PARA O CUIDADOR DE IDOSO
  • EXERCÍCIOS FÍSICOS PARA O IDOSO
  • COMO CONVERSAR COM O IDOSO
  • AFETO, CARINHO E ATENÇÃO NA MEDIDA CERTA
  • O OLHAR DO CUIDADOR
  • O TOQUE DE MÁGICA DO CUIDADOR
  • RESPEITAR A SEXUALIDADE DO IDOSO
  • EMERGÊNCIAS NO LAR DO IDOSO
  • MAUS TRATOS EM CASA (Quando e como denunciar)
  • TERMINALIDADE DA VIDA
  • O ÓBITO
  • O CUIDADOR DE IDOSO
  • REFERÊNCIAS