Curso Online de Ômega-3 no tratamento do câncer

Curso Online de Ômega-3 no tratamento do câncer

Investigou-se e esclareceu a eficácia do ômega-3 no tratamento do câncer e seus benefícios nas terapias dos diferentes tipos de neoplasias.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Investigou-se e esclareceu a eficácia do ômega-3 no tratamento do câncer e seus benefícios nas terapias dos diferentes tipos de neoplasias.


  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • ÔMEGA 3
    NO TRATAMENTO DO CÂNCER

  • É a proliferação descontrolada de células anormais

    O que é câncer?

    (BRASIL, 2012)

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

  • O câncer é a proliferação descontrolada de células anormais (BRASIL, 2012). Estimativas de 2016/17 demonstraram que o Brasil registrou 596 mil casos de câncer, 295 mil em homens e 300 mil em mulheres. Na região nordeste, 52 mil em homens e 54 mil em mulheres (BRASIL, 2016). Os fatores de risco para o câncer podem ser ambientais, alimentares e genéticos (BRASIL, 2016).

    A má alimentação tem sido a segunda causa de câncer, podendo ser prevenida caso a população adote práticas alimentares saudáveis com nutrientes que protejam as células da oxidação celular e a prática regular de atividade física, dessa forma, mantendo o peso adequado, alguns tipos de câncer podem ser evitados (SILVA et al., 2016). O Guia Alimentar para a população Brasileira recomenda que seja dada preferência aos alimentos in natura ou minimamente processados, evitando-se assim, os ultraprocessados e aumentando o consumo de frutas, hortaliças, feijões e peixes (JAIME et al., 2015).

    O organismo humano tem capacidade de produzir de forma endógena ácidos graxos saturados e insaturados a partir da ingestão de alimentos que contenham carboidratos e proteínas, mas isso não ocorre com o -3 que deve ser obtido através do consumo de peixe de água fria, óleos vegetais, sementes oleaginosas, linhaça, nozes e castanhas (PORFIRIO et al., 2014).

  • EPIDEMIOLOGIA

    Brasil 2016/17 596 mil casos de câncer, no qual:

    Região nordeste:

    (BRASIL, 2016)

    Etiologia:

  • ETIOLOGIA

    ETIOLOGIA

    (SILVA et al., 2016)

  • O -3, gordura poli-insaturada é originada a partir do ácido alfa-linolênico (ALA) que permite a formação de dois ácidos graxos de cadeia longa: o ácido eicosapentaenóico (EPA) e o ácido docosahexaenóico (DHA). O consumo de EPA e DHA pode ocorrer por meio de alimentos ou suplementação; o EPA atua na produção de substâncias anti-inflamatórias chamadas prostaglandinas da série 3, já o DHA além do papel anti-inflamatório, também é neuroprotetor (HAGHRAVAN, 2016).

    O consumo de peixe no Brasil está abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que considera a dieta ocidental desequilibrada com baixos níveis de -3, resultado do alto consumo de carne vermelha, cereais refinados e produtos industrializados (FERNANDES, 2014).

    O -3 têm atributos adicionais, quanto à modulação das respostas metabólicas e inflamatórias que são favoráveis para pacientes subnutridos que passam por processo cirúrgico modulando as moléculas de aderência na superfície das células endoteliais, monócitos e linfócitos e assim regula os conteúdos pró e anti-inflamatórios das citocinas, sendo adjuvante na terapia (MA et al., 2015).

  • FONTES ALIMENTARES

    FONTES ALIMENTARES

    Ômega-3 (-3) que deve ser obtido através do consumo

    (PORFIRIO et al, 2014)

  • O tratamento nutricional com o EPA na quimioterapia ocasionou ganho de peso nos pacientes, refletindo na melhor recuperação da qualidade de vida e no progresso da terapia dos pacientes (FIETKAU et al., 2013).

    A suplementação dietética com -3 na radioterapia pode diminuir a inflamação, melhorando a resposta do tumor à radiação. A suplementação aumentou percentual de EPA e DHA nos fosfolipídios de glóbulos brancos e reduziu os níveis séricos da prostaglandina E2 (FABER et al., 2013). O EPA pode reduzir o crescimento do tumor e ocasionar aumento da morte celular, através de função anti-tumoral que regula a atividade das cicloxigenases (COX) alterando o líquido da membrana celular e a função do receptor das membranas celulares e contribuindo coma capacidade antioxidante celular (LI et al., 2015).

    O objetivo deste estudo foi investigar e esclarecer a eficácia do ômega-3 no tratamento do câncer e seus benefícios nas terapias dos diferentes tipos de neoplasias.

  • ÔMEGA 3 (W-3)

    ÔMEGA 3 (W-3)

    (HAGHRAVAN, 2016)


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • INTRODUÇÃO
  • ETIOLOGIA
  • FONTES ALIMENTARES
  • ÔMEGA 3 (W-3)
  • METODOLOGIA
  • COMPILAÇÃO DE ESTUDOS
  • RESULTADOS E DISCUSSÃO
  • CONCLUSÃO
  • REFERÊNCIAS