Curso Online de COMO AGIR DIANTE DE CHOQUE ELÉTRICO ,AFOGAMENTO E HEMORRAGIAS.

Curso Online de COMO AGIR DIANTE DE CHOQUE ELÉTRICO ,AFOGAMENTO E HEMORRAGIAS.

Os primeiros procedimentos a se fazer diante de situações como essas,e diante de ocorrência de emergência.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Os primeiros procedimentos a se fazer diante de situações como essas,e diante de ocorrência de emergência.

Técnica em enfermagem, e Graduada em Administração. A Enfermagem é uma arte; e para realizá-la como arte, requer uma devoção tão exclusiva, um preparo tão rigoroso, quanto a obra de qualquer pintor ou escultor; pois o que é tratar da tela morta ou do frio mármore comparado ao tratar do corpo vivo, o templo do espírito de Deus? É uma das artes; poder-se-ia dizer, a mais bela das artes!



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Como agir diante de afogamento, Choque Elétrico e Hemorragias

    Como agir diante de afogamento, Choque Elétrico e Hemorragias

    Aline Aragão Téc. Em Enfermagem

  • Afogamento

    Afogamento

    É a aspiração de líquido não corporal causada por submersão ou imersão, ocasionando asfixia.
    Causas:
    Incapacidade de nadar por cansaço;
    Desconhecimento das técnicas;
    Intoxicações por álcool ou drogas;
    Traumatismos;
    Convulsões.

  • SINAIS E SINTOMAS
    Hipotermia (baixa temperatura corporal);
    Náuseas e/ou vômito;
    Distensão abdominal;
    Tremores;
    Cefaléia (dor de cabeça), mal estar, cansaço, dores musculares;
    Apnéia (parada respiratória), ou ainda, uma parada cárdio-respiratória.

  • Classificação de Afogamento

    Classificação de Afogamento

    Quanto ao mecanismo:
    Primário: Efeito evidente do afogamento, ocorre o quadro da asfixia e, a seguir, parada cardíaca. Encontrado em 90% dos casos. A vítima apresenta-se cianótica, congestionando-se com espuma na boca e no nariz.
    Secundário: Sobrevem a parada cardíaca e , a seguir, a asfixia. A vítima apresenta o aspecto lívido e pálido, não tendo espuma na boca e nem no nariz, e a respiração completamente ausente.

  • Quanto à natureza do líquido:
    Seco: representando um em cada dez casos, o laringospasmo é tão intenso que praticamente não permite a passagem de liquido para os pulmões, pois a principal causa de morte é a falta de oxigenação e a conseqüente parada respiratória, seguindo-se a parada cardíaca.

    Em água salgada: com uma concentração de sais muito superior à sanguínea, verifica-se uma passagem da água dos capilares para o interior dos alvéolos – desta forma, os pulmões inundam-se ainda mais. O músculo cardíaco para por esgotamento e anóxia, provenientes das dificuldades no transporte do pouco oxigênio existente.

  • De água doce: com uma concentração de sais muito inferior à sanguínea, acontecerá o contrário da água do mar, ou seja, o líquido passa dos alvéolos para o interior dos capilares. Para além disso, a absorção de uma grande quantidade de água doce produz uma evidente diluição do sangue e a destruição maciça dos glóbulos vermelhos, o que origina uma série de alterações físico-químicas do meio sanguíneo.

  • Objetivo
    Promover menor número de complicações provendo-se o cérebro e o coração de oxigênio até que a vítima tenha condições para fazê-lo sem ajuda externa, ou até esta ser entregue a serviço médico especializado.
    Meios
    Suporte Básico de Vida (SBV) afim de habilitar a vítima aos procedimentos posteriores do Suporte Cardíaco Avançado de Vida (SCAV). O SBV consiste apenas em medidas não invasivas.

  • Atendimento

    Atendimento

    Retire a vítima da água imediatamente, se possível inicie logo a respiração artificial;
    Não perca tempo tentando extrair água dos pulmões;
    Inicie a RCP imediatamente. Se o laringoespasmo estiver dificultando a respiração, não desanime. Com a progressão da hipóxia ele vai se relaxar e permitir a ventilação artificial.
    Se possível oxigene o paciente.
    Mantenha a RCP até que a vítima se recupere ou o óbito seja atestado pelo médico. Não desanime, sobrevivem 90% das vítimas de afogamento que chegam com suporte de vida ao hospital.

  • Choque Elétrico

    Choque Elétrico

    Parada Cardíaca;
    Fibrilação Ventricular;
    Paralisação da respiração por contração dos músculos responsáveis pela mesma;
    Queimaduras locais;
    Amputações.
    Fatores que determinam a gravidade do acidente elétrico:
    Intensidade da corrente elétrica;
    Tempo de exposição;
    Trajeto da corrente pelo corpo.

  • CONDUTA:
    Antes de tocar o corpo da vítima, procure livrá-la da corrente elétrica, com a máxima segurança possível e a máxima rapidez, nunca use as mãos ou qualquer objeto metálico ou molhado para interromper um circuito ou afastar um fio;
    Se a vítima tiver entrado em apnéia, aplique a respiração artificial;
    Se a vítima apresentar apnéia e parada cardíaca, aplique a técnica de RCP;
    Em casos de queimaduras, irrigue o local atingido com água fervida, ou fria, observando os cuidados para evitar o deslocamento brusco dos tecidos desvitalizados e prevenir complicações, como hemorragias, ampliação da área de tecidos descobertos;
    Conter hemorragia nos casos de amputação;
    Observar se o paciente estar em estado de choque;
    Cuidado com as queimaduras se for manusear a vítima sempre utilizar gaze estéril ou pano macio muito limpo.

  • Hemorragias

    Hemorragias

    Conceito:
    É a perda constante de sangue ocasionada pelo rompimento de um ou mais vasos sangüíneos (veias ou artérias).
    Classificação:
    Do ponto de vista anatômico:
    Arterial: a saída de sangue acompanha os batimentos cardíacos (em jato) e possui a coloração clara;
    Venosa: o sangue sai contínuo e possui coloração mais escura.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Como agir diante de afogamento, Choque Elétrico e Hemorragias
  • Afogamento
  • Classificação de Afogamento
  • Atendimento
  • Choque Elétrico
  • Hemorragias
  • Conseqüências das Hemorragias
  • Corte Profundo
  • Fraturas
  • Sinais e Sintomas
  • Tratamento da Entorse
  • Tipos de Imobilização
  • Queimadura
  • Classificação das Queimaduras
  • CONDUTA
  • Insolação
  • Intermação
  • Envenenamento
  • Intoxicação Alimentar
  • Animais peçonhentos
  • Parto de Emergência