Curso Online de Drenagem Torácica

Curso Online de Drenagem Torácica

Curso completo relata os conceitos, tipos de drenos cuidados de enfermagem e complicações etc.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso completo relata os conceitos, tipos de drenos cuidados de enfermagem e complicações etc.

Sou enfermeira formada pela Universidade do Estado do Pará e atuo na saude publica (posto de saude) em Belém do Pará atualmente estou terminando pos-graduação em enfermagem do trabalho e iniciei outra pós-graduação em Saúde publica com ênfase na atenção básica.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Drenagem Torácica

    drenagem torácica

  • Introdução

    a drenagem torácica tem como objetivo a manutenção ou restabelecimento
    da pressão negativa do espaço pleural. ela é responsável pela remoção de ar,
    líquidos e sólidos (fibrina) do espaço pleural ou mediastino, que podem ser
    resultantes de processos infecciosos, trauma, procedimentos cirúrgicos entre outros.

    introdução

  • Indicações

    indicações

  • Pneumotórax

    pneumotórax, ou a presença de ar no espaço pleural, é classificado como espontâneo (primário ou secundário) ou traumático. o pnemotórax primário ocorre na ausência de causa subjacente, ao passo que o secundário ocorre como complicação de uma doença pulmonar pré - existente. o pneumotórax traumático resulta de trauma penetrante ou não penetrante e é freqüentemente iatrogênico.
    o pneumotórax secundário ocorre como complicação da doença pulmonar obstrutiva crônica (dpoc), asma, fibrose cística, tuberculose e certas pneumopatias intersticiais.

    pneumotórax

  • Pneumotórax Hipertensivo

    o pneumotórax hipertensivo pode ser espontâneo, decorrente de trauma torácico ou iatrogênico e ocorre quando o espaço pleural virtual passa a ter pressão positiva pelo aumento rápido de ar coletado na cavidade pleural. esse aumento da pressão no espaço pleural causa compressão e deslocamento das estruturas mediastinais para o lado oposto.

    pneumotórax hipertensivo

  • Transudatos e exudatos

    os derrames pleurais que se apresentam na forma de transudatos, com proteína baixa e densidade também baixa, raramente necessitam de drenagem tubular convencional, eventualmente, devem ser esvaziados por toracocentese ou, então, por pequenos cateteres. proteínas séricas menor igual a 0,5 e desidrogenase lática menor que 0,6.
    já os exsudatos requerem investigação complementar para decisão do correto tratamento e nem sempre necessitam serem drenados. proteínas séricas maiores que 0,5 e desidrogenose lática maior que 0,6.

    transudatos e exudatos

  • normalmente o aparecimento de derrames pleurais em pacientes internados decorre de processos infecciosos, sejam abdominais ou pulmonares. dois terços desses derrames são exsudatos que podem evoluir para empiema se não prontamente identificados e tratados. sendo assim a drenagem poderá ser realizada na fase exsudativa, antes da instalação do empiema, com nítidas vantagens e melhor evolução.

  • Quilotórax

    o diagnóstico é estabelecido na toracocentese, na qual o líquido pleural tem aspecto leitoso e apresenta uma concentração de triglicerídeos superior a 110 mg/dl. pode ocorrer em trauma torácico ou cirúrgico bem como em pacientes com linfoma.
    empiema
    empiema pode ser definido como a presença de coleção purulenta no espaço pleural.

    quilotórax

  • A drenagem torácica pode executar-se por ação:

    1) gravitacional;
    2) de pressão positiva intrapleural;
    3) de pressão negativa no sistema de drenagem.
    1) ação gravitacional
    o ar e/ou os fluidos deslocam-se de um nível mais alto para um nível mais baixo, isto é, deslocam-se dos valores de maior pressão para os de menor pressão. ao colocar os frascos coletores a um nível inferior ao do tórax estamos a estabelecer um circuito cujo sentido é do tórax para os frascos. a inversão desse sentido leva a que seja re-introduzido o produto drenado na cavidade pleural, com consequente aumento do derrame e um agravamento do potencial para a infecção.

    a drenagem torácica pode executar-se por ação:

  • 2 - pressão positiva intrapleural
    o ar e os fluidos em excesso contidos na cavidade pleural estão sob tensão, ou seja, estão sujeitos a um valor de pressão mais elevada que os contidos no frasco colector, colocado a um nível mais baixo que o tórax. esta pressão leva a que esse ar e esses fluidos sejam deslocados em direção ao frasco coletor.
    para esse aumento de pressão intrapleural contribuem, não só os líquidos ou o ar por si sós, como também a inspiração forçada e a ventilação artificial.

  • 3 - Pressão Negativa no sistema

    este processo é o oposto do anterior. ao ser aplicada, no sistema de drenagem, uma pressão inferior à existente na cavidade torácica estamos a forçar o movimento do líquido e do ar, contidos na cavidade pleural, em direção ao frasco coletor.
    é um procedimento muito comum quando se pretende efetuar uma rápida depleção do líquido ou ar contidos na cavidade torácica - como por exemplo, após se ter quebrado o selo de água numa drenagem simples.
    realiza-se conectando o sistema de drenagem a um sistema de vácuo.
    a pressão aplicada não pode ser muito grande (o máximo oscila entre -20 e -30cm h2o), pelo risco de se efetuar uma aspiração de tecido pulmonar (o que de modo algum se pretende, pois iríamos agravar ainda mais a situação do doente).

    3 - pressão negativa no sistema


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Drenagem Torácica
  • Introdução
  • Indicações
  • Pneumotórax
  • Pneumotórax Hipertensivo
  • Transudatos e exudatos
  • Quilotórax
  • A drenagem torácica pode executar-se por ação:
  • 3 - Pressão Negativa no sistema
  • .Local de inserção do catéter torácico
  • Sistemas de Selo de Água
  • Sistemas Valvulares
  • Sistemas Descartáveis
  • SISTEMA DE DRENAGEM SUBAQUÁTICA
  • Problemas que pode ocorrer:
  • Clampagem do sistema de Drenagem Torácica
  • São indicação para a clampagem do dreno torácico:
  • Cuidados de Enfermagem