Curso Online de Feridas e Curativos 2

Curso Online de Feridas e Curativos 2

com um tema específico e mais amplo no sentido de conhecimento e cuidados com lesões teciduais.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 110,00 Por: R$ 75,00
(Pagamento único)

Mais de 20 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

com um tema específico e mais amplo no sentido de conhecimento e cuidados com lesões teciduais.

Sou enfermeira no hospital Santa Catarina, atuo no setor de ps,graduada na universidade nove de julho.Professora de enfermagem nivel tecnologo,ministrando aulas como; clinica medica, anatomia e fisiologia, pronto socorro, atendimento pre hospitalar, saude publica, farmacologia, tecnicas basicas.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • assistência de enfermagem
    aos portadores de feridas

  • a pele
     é uma membrana com duas camadas (epiderme e derme) –
    reveste a superfície externa do corpo, estendendo-se para os ofícios e cavidades (mucosa)

    feridas
    -         qualquer lesão que leve à solução de continuidade da pele pode ser chamada de ferida.
    -         também e qualquer ruptura da pele e dos tecidos subjacentes.
    -         as feridas têm diversas causas traumáticas, cirurgicas, patológicas e específicas.
     

  • podem ser classificadas quanto:
    causa
    -         intencional ou cirúrgica – lesão programada e realizada em condições assépticas.
    -         acidental ou traumática – lesão imprevista.
     

    etiologia
    -         aguda – quando ocorre ruptura da vascularização com desencadeamento imediato do processo de homostasia.
    crônica – quando ocorre desvio na sequência do processo cicatricial fisiológico e é caracterizada por resposta mais proliferativa (fibroblástica) do que exsudativa.

  • podem ser classificadas quanto:

    conteúdo microbiano
    -         limpa – a lesão ocorre em condições assépticas e está isenta de microorganismos.
    -         potencialmente contaminada – lesão com tempo inferior a 6 horas entre o trauma e o atendimento – apresenta componentes contaminantes, não apresenta processo infeccioso local.
    -         contaminada – lesão apresenta-se com mais de 6 horas entre o trauma e o atendimento, apresenta componentes contaminantes, não apresenta processo infeccioso local.
    -         infectada – presença de agente infeccioso local e lesão com evidências de intensa reação inflamatória e destruição de tecidos, pode haver pus.

  • agente causador:
    -         incisa ou cortante – produzida por objeto cortante, com bordas ajustáveis e passíveis de reconstituição.
    -         lacerante – produzida por objetos lacerantes que provocam a separação da pele dos tecidos subjacentes.
    -         perfurante – produzida por objetos que resultam de pequenas aberturas na pele.
    -         penetrante – geralmente produzida por arma de fogo, as lesões variam de acordo com o tipo de arma, o tipo do projétil, velocidade percorrido.
    -         contusa – objeto rombo.
    -         escoriação - atrito com superfície áspera.
    -         venenosa – causadas por animais peçonhentos.
    -         patológicas – causadas por fatores intrínsecos do paciente (diversos tipos de úlceras ocorridas por problemas metabólicos ou neoplásicos).
    -         iatrogênica – ocorrem devido a tratamentos com radioterapia.
    amputação – ocorre a partir da laceração ou separação forçada dos tecidos.

  • podem ser classificadas quanto:

    presença de exsudato e transudato
    -         transudato – é uma substância altamente fluída que passa através dos vasos e com baixíssimo conteúdo de proteínas, célualas e derivados celulares.
    -         exsudato – é um material fluído, composto por células ou debris celulares que escapam de um vaso sanguíneo e se depositam nos tecidos, geralmente como resultado de um processo inflamatório.
     
    para quantificar o exsudato na lesão, utilização a seguinte denominação: não exsudativa, pouca, média, grande ou abundante exsudação.

  • características do exsudato.

    aspecto
    -         seroso – caracterizado por uma extensa liberação de líquido, com baixo conteúdo protéico, é observado nas faces de desenvolvimento da maioria das reações inflamatórias agudas e é classicamente encontrado nos estágios precoces de infecção
    -         bacteriana.
    -         hemorrágico – decorrente de lesões com rupturas de vasos sanguíneos, é quase sempre fibrinoso ou supurativo.
    -         supurativo ou purulento – líquido composto por leucócitos e proteínas produzido por processo inflamatório asséptico, pode difundir-se sobre os tecidos ou localizar-se em um foco de infecção.
    -         fibrinoso – é o extravasamento de grande quantidade de proteínas plasmáticas, incluindo o fibrinogênio e a precipitação de grandes massas de fibrina.
    fibrina/esfacelos(slough) – é a proteína insolúvel formada a partir do fibrinogênio pela ação proteolítica da trombina durante a coagulação normal do sangue. na lesão a fibrina tem coloração esbranquiçada ou amarelada e adere-se ao tecido.

  • podem ser classificadas quanto:
    características do exsudato.
    aspecto.
    -         coloração – depende do tipo de exsudato e pode ser característica do pigmento de algumas bactérias. as colorações mais freqüentes são: esbranquiçadas, amareladas, avermelhadas, esverdeadas e achocolatada.
    -         odor – de acordo com o odor produzido pela bactéria e tecidos em decomposição. o olfato pode auxiliar muito no diagnóstico de infecção na ferida.

    tipos de feridas
    -         feridas necróticas – são feridas com tecido morto, é causada pela ação degenerativa e progressiva das enzimas. pode apresentar-se como:

  • -         necrose por liquefação – resulta da ação de poderosas proteínas que literalmente digerem a célula e a transforma em líquido proteínico, é localizada geralmente em lesões bacterianas, causadas por piogênicos.
    -         necrose coagulativa – é caracterizada pela convenção da célula numa “lápide” opaca e acidófila, geralmente com perda do núcleo, é característica da lesão anóxia de todos os tecidos exceto o cérebro (necrose por liquefação), tem como característica um tecido de coloração preta.
    -         necrose gangrenosa – é a designação que se dá para o processo de perda do suprimento sanguíneo, em geral de um membro que é invadido por agentes bacterianos. os tecidos sofrem morte celular isquêmica necrose coagulativa modificada pela ação liquefativa das bactérias e leucócitos atraídos.

  • tipos de feridas
             feridas incisas
    são feridas sem perda de tecido e passíveis de sutura, podem ser incisões cirúrgicas com bordos ajustados ou incisões traumáticas com bordos irregulares.
     

    cistos e fístulas
    cisto – é um trajeto sem saída que se abre em uma superfície epitelial e normalmente é indicado da presença de um abscesso.
    fístula – é um trajeto anormal que conecta duas superfícies epiteliais, pode ser causado por infecção, traumas, iatrogenias, neoplasias ou doenças intestinais inflamatórias.
     
             feridas planas ou superficiais.
    envolvem epiderme, derme e tecido sub-cutâneo.

  • -         feridas profundas
    envolvem tecidos moles profundos, como músculo e fáscia.
     
    -         feridas cavitárias
    caracterizam-se por perda de tecido e formação de uma cavidade com envolvimento de órgãos ou espaços. podem ser traumáticas, infecciosas, por pressão ou complicação pós cirúrgica.
     
    -         feridas infectadas
    são invadidas por agentes microbianos, com intensa reação inflamatória e destruição de tecidos, podem ou não apresentar exsudato supurativo ou purulento.
     
    -         feridas com crostas
    são feridas expostas ao ar onde os tecidos mais superficiais da pele secam e produzem uma zona adicional de células mortas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 75,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail: