Curso Online de Mecanismos de patogenicidade

Curso Online de Mecanismos de patogenicidade

Fatores envolvidos na patogenicidade, porta de entrada, virulência do patógeno, citologia, genética e morfologia bacteriana, meio de cult...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Fatores envolvidos na patogenicidade, porta de entrada, virulência do patógeno, citologia, genética e morfologia bacteriana, meio de cultura bacteriana, curva de crescimento bacteriano, toxinas bacterianas e muito mais.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Mecanismos de patogenicidade bacteriana

    Mecanismos de patogenicidade bacteriana

    Enfª Priscila S Delpintor
    07/2015

  • Patogenicidade

    Patogenicidade

    É a capacidade de causar doença.
    Cerca de 20% da bactérias conhecidas são patogênicas.
    A patogenicidade envolve 3 fatores:
    1. Adesão
    2. Penetração / invasão tecidual
    3. Lesão tecidual

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • Fatores envolvidos na patogenicidade

    Fatores envolvidos na patogenicidade

    Existência de um patógeno e um hospedeiro
    Imunidade do hospedeiro
    Porta de entrada
    Número de microrganismos invasores (dose infectiva)
    Virulência do patógeno

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • Imunidade do hospedeiro

    Imunidade do hospedeiro

    A chance da ocorrência da patogênese é inversamente proporcional à qualidade imunológica do hospedeiro.
    Então hospedeiro com baixa imunidade é mais vulnerável.

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • Porta de entrada

    Porta de entrada

    Pele
    Mucosas
    Trato Respiratório
    Trato Gastrointestinal

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • Virulência do patógeno

    Virulência do patógeno

    Virulência - intensidade da patogenicidade
    Fatores de virulência bacterianos:
    Cápsula (glicocálice)
    Flagelos
    Adesinas
    Plasmídeos R
    Endósporos (esporos bacterianos)
    Toxinas

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • BACTÉRIAS

    BACTÉRIAS

    As bactérias são seres procariontes, apresentam parede celular constituída de peptídeoglicano e são unicelulares.
    A maioria das bactérias é heterotrófica e não produz sua própria energia.
    Uma minoria das bactérias é autotrófica e produz sua própria energia através de um processo chamado quimiossíntese.

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • CITOLOGIA E MORFOLOGIA BACTERIANA

    CITOLOGIA E MORFOLOGIA BACTERIANA

    As bactérias podem apresentar as seguintes formas:
    Coco, bacilo, espiroqueta ou espirilo, vibrião.

    Os cocos podem apresentar os seguintes arranjos:
    Diplococo (duplas), estreptococo (cadeias), estafilococo (cachos).

    Os bacilos podem apresentar os seguintes arranjos:
    Diplobacilos, estreptobacilos (mais raros).

    Os cocobacilos são bacilos que parecem cocos.

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • Genética bacteriana

    Genética bacteriana

    MUTAÇÃO – alteração na sequência de bases do ácido nucleico que é transmitida geneticamente.

    RECOMBINAÇÃO – combinação de informação genética entre 2 genomas. Geralmente, traz alterações mais significativas que a mutação.

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • Recombinação genética

    Recombinação genética

    Envolve a troca física de material genético
    Pode se apresentar de 3 maneiras:

    TRANSFORMAÇÃO
    TRANSDUÇÃO
    CONJUGAÇÃO

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015

  • TRANSFORMAÇÃO

    DNA na forma livre é incorporado por uma célula receptora.
    Competência, determinada geneticamente, é responsável pela capacidade de se transformar.

    Enf Priscla S Delpintor 07/2015


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Mecanismos de patogenicidade bacteriana
  • Patogenicidade
  • Fatores envolvidos na patogenicidade
  • Imunidade do hospedeiro
  • Porta de entrada
  • Virulência do patógeno
  • BACTÉRIAS
  • CITOLOGIA E MORFOLOGIA BACTERIANA
  • Genética bacteriana
  • Recombinação genética
  • Meio de cultura bacteriano
  • Temperatura
  • pH
  • Meio de cultura
  • Crescimento bacteriano
  • CURVA DE CRESCIMENTO BACTERIANO
  • Utilizações da cultura bacteriana
  • Toxinas bacterianas
  • Endotoxinas
  • Exotoxinas
  • Enzimas tóxicas bacterianas
  • Antibióticos
  • Antibacterianos
  • Antibacterianos - Parede celular
  • Antibacterianos - Síntese Proteica
  • Antibacterianos - ácidos nucleicos
  • Antibacterianos - inibidores da síntese de ácido fólico
  • Bactéria resistente ao antibiótico
  • Drogas anti-micobactérias