Curso Online de NEFROLOGIA
1 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de NEFROLOGIA

NEFROLOGIA

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

NEFROLOGIA

ESPECIALISTAS EM ENFERMAGEM; BACHAREIS EM ENFERMAGEM E OBSTETRÍCIA; Experiência em: -Urgência e Emergência, -Clinica Médica, -Clinica Círurgica, -UTI, -Oncologia, -Nefrologia e -SAÚDE PUBLICA E ETC; PROFESSORES DE CURSOS TECNICO DE ENFERMAGEM EM DIVERSAS ÁREAS.


"Não acrescentou muita coisa nos meus conhecimentos, acho que foi muito superficial."

- Rosana Pereira Franchi

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • NEFROLOGIA

    nefrologia

    enf: marcelo neves

    1

  • ANATOMIA: rins são órgãos localizados no espaço retroperitonial, estando o polo superior situado na altura da 12ª vértebra torácica e o inferior ao lado da 3ª vértebra lombar. O rim esquerdo é mais alto e usualmente maior que o direito.

    anatomia: rins são órgãos localizados no espaço retroperitonial, estando o polo superior situado na altura da 12ª vértebra torácica e o inferior ao lado da 3ª vértebra lombar. o rim esquerdo é mais alto e usualmente maior que o direito.

    os rins participam da manutenção da constância do meio interno, através de fino controle do volume , da osmolaridade, da concentração eletrolítica e dos íons ácidos, entre outras funções essenciais a vida.

    2

  • 3

  • 4

    os rins produzem e secretam uma série de peptídeos e hormônios, como renina, a angiotensina e a prostaglandina; produzem a eritropoetina, importante hormônio estimulador na produção de hemácias, e participam do metabolismo mineral através do catabolismo de petídeos e hormônios. a insulina catabolizada por células renais é o melhor exemplo desta função. ainda possui funções metabólicas, como a síntese de glicose através da gliconeogênese em condições de jejum prolongado.

  • 5

    insuficiência renal
    esta presente quando a excreção da água, eletrólitos e produtos do catabolismo é insuficiente devido a lesão renal que impede os rins de manter o meio interno do organismo normal.

    insuficiência renal aguda (ira)

    a insuficiência renal aguda (ira) define-se como a rápida deterioração da função renal com acúmulo de resíduos nitrogenados.

    a ira é um diagnóstico sindrômico que pode ser causado por várias entidades em vários contextos clínicos, caracterizando sub-síndromes. estas são caracterizadas por: ira pré, intra e pós renal.

  • 6

    ira pré-renal
    é a diminuição da filtração glomerular por hipoperfusão renal, sem lesão renal intrínseca, reversível com a interrupção do insulto. exemplos : hipovolemia, baixo débito cardíaco, diminuição do fluxo sangüíneo renal (desproporção entre resistência renal e sistêmica)

    ira intra renal
    também chamada de necrose tubular aguda (nta) é a diminuição da filtração glomerular acompanhada de lesão renal intrínseca ( dano nas células tubulares)

  • 7

    as três categorias :
    nta isquêmica;
    nta nefrotóxica: por toxinas (exógenas e endógenas)
    combinação de hipoperfusão e nefrotoxicidade

    ira pós-renal ( uropatia obstrutiva)
    a obstrução pode ocorrer em diversos níveis:
    pelve e ureter: coágulos , cálculos, trauma
    bexiga: cálculos , retenção urinária, no homem é comum obstrução por tumores de bexiga e próstata, na mulher a pelve congelada por tumor de colo uterino invasivo
    uretra: estreitamento e trauma direto

  • 8

    insuficiência renal crônica (irc)
    conjunto de sinais e sintomas que constituem a síndrome urêmica. essas manifestações clínicas são conseqüência ou estão associadas às doenças que evoluem com redução progressiva da filtração glomerular. á medida que ocorre progressão da insuficiência renal, as conseqüências metabólicas do estado urêmico começam a manifestar-se comprometendo vários sistemas ocasionando sintomatologia variável, mas em geral progressiva.

    principais sinais e sintomas:
    noctúria, cãibras, edema, hipertensão arterial; obnubilação, confusão mental, coma, naúseas, vômitos, anorexia, prurido, oligúria, poliúria, sonolência, fadiga , insônia.

  • 9

    anormalidades laboratoriais mais características são :
    séricas; urinárias, radiológicas
    essas manifestações ocorrem em graus diferentes, dependendo da gravidade, duração e causa da insuficiência renal.

    causas da irc:
    patologias primárias que mais freqüentemente levam os pacientes a irc são: hipertensão arterial severa, diabetes, glomerulonefrite, doença rena policística, nefrite intersticial crônica, nefrologia obstrutiva, entre outras.

  • 10

    prevenção da doença renal
    algumas medidas preventivas das patologias mais freqüentes , de fácil entendimento e manejo.

    diabetes
    manejo : dieta, exercício físico, controle rigoroso da glicemia , controle da pressão arterial

    hipertensão
    manejo : controle da pressão arterial, dieta e exercício físico

  • 11

    glomerulonefrite
    manejo: controle da pressão arterial, e tratamento eficiente de infecções estreptocócicas, malária, esquistossomose e hepatite b

    doença renal policística
    manejo: não há meios conhecidos para prevenir a doença. recomenda-se o aconselhamento genético (sua detecção in vitro já é factível); oferece controle de pa e orientações no sentido de evitar outras agressões como infecções, obstrução, uso de medicamentos com potencial nefrotóxico.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • NEFROLOGIA
  • ANATOMIA: rins são órgãos localizados no espaço retroperitonial, estando o polo superior situado na altura da 12ª vértebra torácica e o inferior ao lado da 3ª vértebra lombar. O rim esquerdo é mais alto e usualmente maior que o direito.