Curso Online de Neoplasia

Curso Online de Neoplasia

- Cancro (tumor)- Definição - Metastase - Classificação e Nomenclatura - Linfomas e Leucemias - Tumores em órgãos específicos - Sint...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

- Cancro (tumor)- Definição
- Metastase
- Classificação e Nomenclatura
- Linfomas e Leucemias
- Tumores em órgãos específicos
- Sintomatologia
- Diagnóstico
- Investigação
- Causas: Fatores desencadeantes
- Genes tipicamente mutados no cancro.
- Anatomia patológica
- Quimioterapia
- Radioterapia

Leivander do Rosário Pimentel Campos, Graduado em Ciências pela Universidade Federal do Amazonas-UFAM, Especialista em Morfologia Humana-UFAM,e Docência do Ensino Superior - Faculdade Martha Falcão, Mestrando do programa de Mestrado Internacional em Nutrição Dietética, pela FUNIBER, Professor na Faculdade Martha Falcão, ministrando as disciplinas de Fisiologia e Psicofarmacologia. Ministrei até 2010, aulas na Universidade Nilton Lins: Disicplinas: Anatomia, Fisiologia, Patologia,Patologia Bucal, Imunologia, Micologia, Virologia, Patobioquímica,Neurologia, Neuropatologia.Professor efetivo da SDUC-AM, ministrando as disciplinas de Química, Física e Biologia para o Ensino Médio.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Cancro (tumor)

    cancro (tumor)

    cancro ou câncer , nomes comuns da neoplasia maligna, é uma patologia caracterizada por uma população de células que cresce e se dividem sem respeitar os limites normais, invadem e destróem tecidos adjacentes, e podem se espalhar para lugares distantes do corpo, através de um processo chamado metástase.

    estas propriedades malignas do câncer o diferencia dos tumores benignos, que são auto-limitados em seu crescimento e não invadem tecidos adjacentes (embora alguns tumores benignos sejam capazes de se tornarem malignos).

    quase todos os cânceres são causados por anomalias no material genético de células transformadas. estas anomalias podem ser resultado dos efeitos de carcinógenos, como o tabagismo, radiação, substâncias químicas ou agentes infecciosos. outros tipos de anormalidades genéticas podem ser adquiridas através de erros na replicação do dna.

  • cancro (tumor)

  • Classificação - Nomenclatura

    classificação - nomenclatura

    os vários tipos de neoplasia maligna são classificados de acordo com o tipo de célula de origem e a morfologia microscópica.

    tumores de células do mesênquima são sarcomas, e tendem a metastizar pelo sangue: lipossarcoma (morfologia semelhante aos adipocitos); fibrossarcoma (semelhante a fibrocitos); rabdomiossarcoma (músculo esqueléctico), leiomiossarcoma (músculo liso).

    tumores de células epiteliais são carcinomas: adenocarcinomas se têm morfologia glândular, carcinomas epidermóides (ou de células escamosas) se são constituidos de células semelhantes ás da pele, com queratina; carcinoma hepatocelular, carcinoma de células renais.

  • Linfomas e Leucemia

    linfomas e leucemia

    linfomas e leucemias são tumores das células do sangue e linfa, as quais têm origem na medula óssea. se a maioria das células neoplásicas se concentra em orgãos linfoides são linfomas, se estão na medula óssea são leucemias.

    de células germinativas como teratoma seminoma.

    de células neuroendócrinas: os tumores carcinoides.

    de células dos endotélios: hemangiossarcomas (vasos sanguíneos), linfangiossarcomas (vasos linfáticos), colangiossarcomas (vasos biliares)

  • Tumores em órgãos específicos

    tumores em órgãos específicos

    melanoma maligno - neoplasia invasiva dos melanócitos da pele.

    tumores da tiróide - neoplasias das células da glândula tiróide/tireóide.

  • Sintomatologia

    sintomatologia

    basicamente, os sinais e sintomas do câncer podem ser divididos em três grupos:

    locais: caroços ou inchaços não-usuais (tumor), hemorragia (sangramento), dor e/ou ulceração. a compressão dos tecidos circundantes pode causar sintomas como icterícia.

    de metástase: linfonodos aumentados, tosse e hemoptise, hepatomegalia , dor óssea, fratura de ossos afetados e sintomas neurológicos. embora o câncer avançado pode causar dor, ela geralmente não é o primeiro sintoma.

    sistêmicos: perda de peso (perda da massa muscular), falta de apetite e caquexia (cansaço), transpiração excessiva (sudorese), anemia e, em cerca de 10% dos doentes, fenômenos paraneoplásicos específicos, ou seja, condições específicas que ocorrem devido a um câncer ativo, a como trombose ou mudanças hormonais.

  • Diagnóstico

    diagnóstico

    a maioria dos cânceres são inicialmente reconhecidos por causa de seus sintomas e sinais ou através de exames. nenhum dos dois leva a um diagnóstico definitivo, que geralmente requer a opinião de um patologista.

  • Investigação

    investigação

    raio-x de tórax mostrando câncer de pulmão no pulmão esquerdo.

    pessoas com suspeita de câncer são investigadas com exames médicos. estes geralmente incluem exames de sangue, raio-x, tomografia computadorizada e endoscopia.

  • Causas – Fatores desencadeantes

    causas – fatores desencadeantes

    fatores que aumentam o risco de cancro são vários e incluem a exposição excessiva à radiação solar (cancros da pele), alguns vírus (cancro do pênis, colo do útero, alguns linfomas). no entanto as causas preveníveis mais importantes do cancro são o tabaco (cancros do pulmão, cancro da bexiga, tumor da laringe, tumores da cavidade oral) e o álcool (cancro do estômago e do pâncreas).

    a alimentação com excesso de gordura também parece ser um fator de risco importante para muitos cancros.

  • Genes tipicamente mutados no Cancro

    genes tipicamente mutados no cancro

    qualquer tumor é constituido pela progénie de uma única célula que acumulou mutações em genes suficientes para evadir os mecânismos anti-tumorais e para ganhar autonomia na replicação.

    existem basicamente quatro classes de genes importantes na patogenia do cancro:

    oncogenes: são genes que normalmente estão envolvidos na proliferação celular (quando são normais são proto-oncogenes). se sofrerem mutações que aumentam a sua actividade transformam-se em oncogenes, e aumenta a proliferação celular.

  • Genes tipicamente mutados no Cancro

    genes tipicamente mutados no cancro

    alguns exemplos de oncogenes:

    myc: factor de transcrição nuclear pró-proliferativo. mutação pode aumentar a expressão deste gene e a proliferação.

    ret: receptor celular que pode sofrer mutação e tornar-se autonomo.

    ras (gene): proteína de transdução de sinal proliferativo que se pode tornar autonoma (produzindo continuamente sinal).


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Cancro (tumor)
  • Classificação - Nomenclatura
  • Linfomas e Leucemia
  • Tumores em órgãos específicos
  • Sintomatologia
  • Diagnóstico
  • Investigação
  • Causas – Fatores desencadeantes
  • Genes tipicamente mutados no Cancro
  • Anatomia patológica
  • Quimioterapia
  • Radioterapia
  • Fim. Muito Obrigado!