Curso Online de PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE ENFERMAGEM
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE ENFERMAGEM

São vários procedimentos de enfermagem que um profissional capacitado poderá realizar ao longo de sua carreira de enfermagem. Cabe a...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 25 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 100 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

São vários procedimentos de enfermagem que um profissional capacitado poderá realizar ao longo de sua carreira de enfermagem. Cabe a ele revisar e se atualizar periodicamente para que não fique desatualizado quanto às novas técnicas utilizadas.

Produziu cursos na área de Instrumentação Cirúrgica, onde é formado desde 2003. Autor de mais de 100 cursos na área da saúde onde atuou por mais de 10 anos na enfermagem onde é formado desde 2004. Também produziu aproximadamente 200 cursos na área da educação (Geografia e História principalmente) onde cursou Licenciatura em História de 2009 a 2013. Autor também de alguns cursos de Administração onde cursa atualmente o 3º semestre em Administração e Gestão pela IERGS em Porto Alegre - RS. Pós-Graduado em História do Brasil pela PROMINAS.


- Sheila Aparecida De Souza Santos

- Luciene Da Silva Andrade

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE ENFERMAGEM

    PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE ENFERMAGEM

  • Temperatura Corporal
    Pulso
    Freqüência Respiratória
    Pressão Sangüínea Arterial

    São dados objetivos – Indicam eficiência ou deficiência do funcionamento do corpo

    Sinais Vitais

  • Recomendações Para a Medida dos Sinais Vitais

    Recomendações Para a Medida dos Sinais Vitais

    Devem ser medidos:
    Durante a admissão hospitalar
    Uma vez ao dia se paciente saudável
    No mínimo de 4/4h se um ou mais sinais vitais mostram-se anormais
    A cada 15 minutos se paciente instável

  • Se relato de sensações incomuns Antes e após transfusões sangüíneas Antes da administração de medicamento capaz de afetar qualquer um dos sinais vitais Sempre que a condição do paciente parecer ter-se modificado

  • Temperatura Corporal

    Temperatura Corporal

    Refere-se ao calor do organismo

    Temperatura externa ou da superfície da pele costuma ser inferior à temperatura interna

    Temperatura interna é muito mais significativa que a externa

  • Temperatura Corporal em Adultos Saudáveis: varia de 35,8°C a 37,4°C

    Temperatura Corporal em Adultos Saudáveis: varia de 35,8°C a 37,4°C

    Calor corporal - produzido pelo exercício e metabolismo alimentar realizado pelo organismo

    Perda de calor – pele e pulmões

  • Regulação da Temperatura

    Regulação da Temperatura

    Hipotálamo – centro da regulação da temperatura

    Se o hipotálamo está funcionando adequadamente – mantém temperatura ótima do corpo

  • Fatores que Afetam a Temperatura Corporal

    Fatores que Afetam a Temperatura Corporal

    Idade
    Gênero
    Exercício e Atividade
    Ritmo Circadiano
    Emoções
    Doença

  • Escalas de Temperatura

    Escalas de Temperatura

    Temperatura do Corpo – Medida em:

    Graus centígrados – °C

    Graus Fahrenheit – °F

    Escala em centígrado – mais utilizada nos países onde utiliza o sistema métrico

  • Locais de Medida

    Locais de Medida

    Pode ser medida na boca, reto, axila ou na orelha

    Estas são áreas anatomicamente próximas das artérias superficiais

    As medidas variam um pouco dependendo do local utilizado

  • Boca ou Local Oral

    Boca ou Local Oral

    Temperatura de 37°C

    Fazer tomada por uns 30 minutos

    A área debaixo da língua está diretamente próxima à artéria sublingual

    Desde que o paciente mantenha a boca fechada, a temperatura permanece constante


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE ENFERMAGEM
  • Recomendações Para a Medida dos Sinais Vitais
  • Temperatura Corporal
  • Temperatura Corporal em Adultos Saudáveis: varia de 35,8°C a 37,4°C
  • Regulação da Temperatura
  • Fatores que Afetam a Temperatura Corporal
  • Escalas de Temperatura
  • Locais de Medida
  • Boca ou Local Oral
  • Boca: Contra - Indicação
  • Reto
  • Axila
  • Ouvido
  • Termômetros
  • Medindo a Temperatura Corporal com um Termômetro a Mercúrio
  • Temperatura Elevada do Corpo
  • Orientações para Pacientes com Febre
  • Temperatura do Corpo Abaixo do Normal
  • Orientações para Pacientes com Hipotermia
  • Pulso
  • Freqüência de Pulsação
  • Fatores que Afetam a Freqüência Cardíaca
  • Termos Utilizados
  • Ritmo do Pulso
  • Volume de Pulsação
  • Avaliação das Pulsações
  • Respiração
  • Ventilação
  • Freqüência Respiratória (FR)
  • Freqüências Respiratórias Normais em Várias Idades
  • Padrões Respiratórios Anormais
  • Pressão Sangüínea
  • A Medida da Pressão Sangüínea reflete:
  • Medidas da Pressão
  • Fatores que Afetam a Pressão Sangüínea
  • Locais para Exame
  • Equipamento para Medição
  • Punhos do Esfigmomanômetro
  • Medindo a Pressão Sangüínea
  • Sons de Korotkoff
  • Causas Comuns de Erros na Medida
  • Pressão Sangüínea Alta
  • Pressão Alta Pode Estar Associada a:
  • Pressão Sangüínea Baixa
  • Oxigenação
  • Exame Físico
  • Análise dos Dados do Exame Físico
  • Sinais Comuns de Oxigenação Inadequada
  • Oximetria de Pulso
  • Promoção da Oxigenação
  • Fatores que Interferem em uma Oximetria
  • Terapia com Oxigênio
  • Fluxômetro e Umidificação
  • Maneiras de Administração de Oxigênio
  • Máscaras para Oxigenação
  • Toxicidade de Oxigênio
  • MEDICAMENTOS
  • Vias de Administração de Medicamento
  • Via Oral
  • Formas de Medicamentos Orais
  • Frequência da Administração
  • Instruções Verbais
  • Administrando Medicamento
  • Administrando Medicamentos Orais por Sonda
  • Sondas Usadas para Descompressão
  • Sondas Usadas para Nutrição Enteral
  • VIA TÓPICA
  • Aplicações Cutâneas
  • Vias de Administração Tópica
  • Via Inalante
  • Medicamentos Parenterais
  • Equipamento para Administração de Parenteral
  • Preparo dos Medicamentos
  • Reconstituindo Medicamentos
  • Vias para Injeção
  • Injeções Intradérmicas
  • Técnica de Injeção
  • Injeções Subcutâneas
  • Técnica de Injeção
  • Injeções Intramusculares
  • Local Dorsoglúteo
  • Local Ventroglúteo
  • Local Vasto Lateral
  • Local do Reto Femoral
  • Região Deltóide
  • Equipamentos para Injeção
  • Técnica do ziguezague
  • Medicamentos Intravenosos
  • Administrando Medicamento EV
  • Bureta para infusão contínua
  • Cateter implantado
  • Sondagem
  • Objetivos da Sonda
  • Tipos de Sondas
  • Sonda Orogástrica
  • Sonda Nasogástrica
  • Sonda Nasoentérica
  • Sondas Transabdominais
  • Manejo das Sondas
  • Técnica para Medição da Sonda
  • Alimentação por Sonda
  • Benefícios e Riscos
  • Horário da Alimentação por Sonda
  • Resíduo Gástrico
  • Manutenção da Permeabilidade da Sonda
  • Problemas Comuns das Sondas Alimentares
  • Remoção da SNG
  • Eliminação Urinária
  • Coletas de Amostras de Urina
  • Padrões Anormais de Urina
  • Auxílio aos Pacientes na Eliminação Urinária
  • Cateterização Vesical
  • Finalidades do Cateter Urinário
  • Tipos de Cateteres
  • Coletores Externos
  • Utilização dos Coletores
  • Cateteres de Alívio
  • Cateteres de Demora
  • Técnica de Colocação do Preservativo
  • Avaliação do Coletor
  • Técnica para Sondagem de Demora - Feminino
  • Avaliação da Sondagem de Demora
  • Diferença dos Cateteres de Alívio e de Demora
  • Técnica para Sondagem de Demora - Masculino
  • Sistema de Drenagem
  • Práticas de Cuidados com o Cateter
  • Irrigação da Sonda
  • Cuidados para a Remoção de uma Sonda Foley
  • Desvios Urinários
  • Cuidados de uma Urostomia
  • Feridas
  • Feridas Abertas
  • Feridas Fechadas
  • Cicatrização das Feridas
  • Cicatrização por Primeira Intenção
  • Cicatrização por Segunda Intenção
  • Cicatrização por Terceira Intenção
  • Fatores que Afetam a Cicatrização
  • Cuidado das Feridas
  • Úlceras de Pressão
  • Estágios das Úlceras de Pressão
  • Prevenção da Úlcera de Pressão
  • Fatores de Risco para Surgimento de Úlceras de Pressão
  • Cuidados para Prevenção das Úlceras
  • Feridas Cirúrgicas
  • Objetivos dos Curativos
  • Tipos de Curativos
  • Troca de Curativo
  • Drenos
  • Drenos Abertos
  • Drenos Fechados
  • Irrigações
  • FIM