Curso Online de TÉCNICAS DE ENFERMAGEM NA ASSISTÊNCIA AO PACIENTE CIRÚRGICO

Curso Online de TÉCNICAS DE ENFERMAGEM NA ASSISTÊNCIA AO PACIENTE CIRÚRGICO

Cirurgia ou operação é o tratamento de doença, lesão ou deformidade externa e/ou interna com o objetivo de reparar, corrigir ou aliviar u...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Cirurgia ou operação é o tratamento de doença, lesão ou deformidade externa e/ou interna com o objetivo de reparar, corrigir ou aliviar um problema físico.

Produziu cursos na área de Instrumentação Cirúrgica, onde é formado desde 2003. Autor de mais de 100 cursos na área da saúde onde atuou por mais de 10 anos na enfermagem onde é formado desde 2004. Também produziu aproximadamente 200 cursos na área da educação (Geografia e História principalmente) onde cursou Licenciatura em História de 2009 a 2013. Autor também de alguns cursos de Administração onde cursa atualmente o 3º semestre em Administração e Gestão pela IERGS em Porto Alegre - RS. Pós-Graduado em História do Brasil pela PROMINAS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Técnicas de enfermagem na assistência ao paciente cirúrgico

    Técnicas de enfermagem na assistência ao paciente cirúrgico

  • “Cirurgia ou operação é o tratamento de doença, lesão ou deformidade externa e/ou interna com o objetivo de reparar, corrigir ou aliviar um problema físico”

  • CLASSIFICADA DE ACORDO COM A FINALIDADE:

    Diagnóstica ou exploratória: para se visualizar as partes internas e/ou realizar biópsias (laparotomia exploradora)

    Curativa: correção de alterações orgânicas (retirada da amígdala inflamada); reparadora, quando da reparação de múltiplos ferimentos (enxerto de pele)

    Reconstrutora ou cosmética:reconstituição (plástica para modelar o nariz, por exemplo)

    Paliativa: corrigir algum problema, aliviando os sintomas da enfermidade, não havendo cura (abertura de orifício artificial para a saída de fezes sem ressecção do tumor intestinal, por exemplo).

  • CLASSIFICAÇÃO DA CIRURGIA POR POTENCIAL DE CONTAMINAÇÃO

    * Limpas: realizadas em tecidos estéreis ou de fácil descontaminação, na ausência de processo infeccioso local, sem penetração nos Tratos Digestório, respiratório ou urinário, em condições ideais de sala de cirurgia. Exemplo: cirurgia de ovário;

    *Potencialmente contaminadas: realizadas em tecidos de difícil descontaminação, na ausência de supuração local, com penetração nos tratos digestório, respiratório ou urinário sem contaminação significativa. Exemplo: redução de fratura exposta;

  • *Contaminadas: realizadas em tecidos recentemente traumatizados e abertos, de difícil descontaminação, com processo inflamatório mas sem supuração. Exemplo: apendicite supurada;

    *Infectadas: realizadas em tecido com supuração local, tecido necrótico, feridas traumáticas sujas. Exemplo: cirurgia do reto e ânus com pus.

  • NOMECLATURA CIRUGICA

    O nome composto de raiz (identifica a parte do corpo a ser submetida à cirurgia), somada ao prefixo ou ao sufixo

    Orqui (testículo),
    Atro (articulação),
    Gastro (estômago),
    Entero (intestino),
    Salpinge ( trompas de falópio),
    Mamo ( mamas)
    Espleno ( baço),
    Nefro ( rin)

    Angio (vasos sangüíneos)
    Flebo (veia)
    Traqueo (traquéia)
    Rino (nariz)
    Oto (ouvido)
    Oftalmo (olhos)
    Hister(o) (útero)
    Laparo (parede abdominal),

  • Prefixo

    EX (externo, fora)
    CIRCUN( ao redor)
    CISÃO( separação)

    Ex:
    Exoftalmia (Projeção acentuada do globo Ocular)

    Circuncisão ou postectomia (Excisão do prepúcio)

  • SUFIXOS

    Tomia: Incisão, corte
    Stomia: Comunicar um orgão tubular oco, com exterior através de uma boca
    Ectomia: retitada parcial ou total de um orgão
    Plastia: reparação plástica
    Pexia: fixação
    Centese: punção de um orgão ou tecido para drenagem ou coleta de um líquido
    Scopia : visualização de uma cavidade atravéz de um aparelho especial

    Ex:
    Laparotomia
    Colostomia
    Esplenectoma
    Rinoplastia
    Nefropexia
    Laparoscopia

  • CLASSIFICAÇÃO COM BASE NA URGÊNCIA

    Emergência : atenção imediata; distúrbio pode ser ameaçador a vida.

    Urgência: atenção rápida

    Requerida: o paciente precisa realizar a cirurgia

    Eletiva: o paciente pode ser operado

    Opcional: essa decisão e do paciente

  • ESTRUTURA DO CENTRO CIRÚRGICO (CC)

    Devido ao seu risco:

    * Não-restrita : as áreas de circulação livre ( vestiários, corredor de entrada e sala de espera de acompanhantes).

    *Semi-restritas : pode haver circulação tanto do pessoal como de equipamentos, sem contudo provocarem interferência nas rotinas de controle e manutenção da assepsia( salas de guarda de material, administrativa, , copa e expurgo)

    *Restrita - o corredor interno, as áreas de escovação das mãos e a sala de operação (SO) ; para evitar infecção operatória, limita-se a circulação de pessoal, equipamentos e materiais.
     

  • O CUIDADO DE ENFERMAGEM NO PRÉ-OPERATÓRIO

    Abrange desde o momento pela decisão cirúrgica até a transferência do cliente para a mesa cirúrgica.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Técnicas de enfermagem na assistência ao paciente cirúrgico