Curso Online de  metodos separaçao das proteinas

Curso Online de metodos separaçao das proteinas

fala sobre os metodos de separação das proteinaz

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

De: R$ 100,00 Por: R$ 70,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

fala sobre os metodos de separação das proteinaz

eu sou formada em engenharia Agronômica com especialização em proteção de plantas e aluna de graduação do curso de ciencias biológicas



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Métodos Físicos de Separação,
    Detecção e Purificação
    de Proteínas

  • As proteínas são as moléculas orgânicas mais abundantes e importantes nas células.

    Pertencem à classe dos peptídeos.

    A proteína é, depois da água, o elemento mais abundante em nosso corpo.

    Todas contêm carbono, hidrogênio, nitrogênio e oxigênio, e quase todas contêm enxofre.

    Exercem funções diversas: reserva, protetora, contratil, estrutural, transporte

    São formadas por aminoácidos

    Características

  • Aminoácidos

    Todas as proteínas são formadas a partir da ligação em seqüência de apenas 20 aminoácidos.

    Os 20 aminoácidos possuem em comum:

    Carbono alfa (Cα) ligado a um hidrogênio e a cadeia lateral (R);

    Grupamento amino(NH2);

    Grupamento carboxi(COOH).

  • Estruturas das Proteínas

    1 - Estrutura Primária

    - Dada pela  seqüência de aminoácidos e ligações peptídicas da molécula.

    - É o nível estrutural mais simples e mais importante.

    - A estrutura primária da proteína resulta em uma longa cadeia de aminoácidos semelhante a um "colar de perólas“.

  • 2 - Estrutura Secundária

    - É dada pelo arranjo espacial de aminoácidos próximos entre si.

    - É o último nível de organização das proteínas fibrosas.

    - São 2 os tipos principais de arranjo
    secundário regular.

               

  • ESTRUTURA SECUNDÁRIA: ALFA-HÉLICE

  • ESTRUTURA SECUNDÁRIA: FOLHA BETA-PREGUEADA

    ESTRUTURA SECUNDÁRIA: FOLHA BETA-PREGUEADA

  •  3 - Estrutura Terciária

               
    - Dada pelo arranjo espacial de aminoácidos distantes entre si na seqüência polipeptídica.

                - É a forma tridimensional como a proteína se "enrola".

                - Ocorre nas proteínas globulares, mais complexas estrutural e funcionalmente.

                -Resulta do enrolamento da hélice ou da folha pregueada.

                - Os domínios são considerados as unidades
    funcionais e de estrutura tridimensional de uma proteína.

  • 4 - Estrutura Quaternária

               
                - Dada pela distribuição espacial de mais de uma cadeia polipeptídica no espaço, as subunidades da molécula.

                - Estas subunidades se mantém unidas por forças covalentes, como pontes dissulfeto, e ligações não covalentes, como pontes de hidrogênio, interações hidrofóbicas, etc.

                - A ma formação das proteínas podem levar
    a doenças graves, como a anemia falciforme.

  • Cadeias
    polipeptídicas

    Regiões da
    seqüência que
    formam estruturas
    regulares.

    Primária Secundária Terciária Quaternária

    Empacotamento das estruturas secundárias formando um ou múltiplos domínios

    Algumas proteínas são compostas por várias estruturas terciárias

  • Funções Biológicas das Proteínas

    Proteínas enzimáticas: catalisadores biológicos
    Proteínas de reserva: Ex: a caseína e a lacto-albumina, presentes no leite.
    Proteínas de transporte: Ex a hemoglobina.
    Proteínas contráteis: na contração das células musculares, tomam parte duas proteínas, a actina e a miosina.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 70,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • ESTRUTURA SECUNDÁRIA: FOLHA BETA-PREGUEADA
  • Cromatografia de filtração em gel