Curso Online de ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA

Curso Online de ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA

Curso voltado com material sobre ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA conceitos características tipos e tratamentos

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso voltado com material sobre ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA
conceitos
características
tipos
e tratamentos

Fisioterapeuta, pós graduada em: Fisioterapia Intensiva em Pediatria e neonatologia. Cursos de extensão em: Ventosaterapia, Ergonomia, Dry Needling, Ventilação Mecãnica em Pediatria, nas área de ortopedia, e de pediatria entre outros. APAIXONADA PELA PROFISSÃO, AMO PODER ENSINAR E PASSAR O POUCO QUE SEI. *OS CURSOS SÃO CURSOS COMO INTRODUÇÃO NO ASSUNTO CITADO, COM OBJETIVO DE ENSINAR AO ALUNO SOMENTE O CONTEÚDO TEÓRICO SOBRE O ASSUNTO. SENDO ASSIM, NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS E NÃO GARANTIMOS O DESEMPENHO DO ALUNO NA PRÁTICA, POIS A EXECUÇÃO DA PARTE PRÁTICA SOBRE TUDO O QUE O ALUNO APRENDEU ESTUDANDO A TEORIA DURANTE O CURSO, DEPENDERÁ DA HABILIDADE, COMPETÊNCIA E APTIDÃO DE CADA ALUNO.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • ENCEFALOPATIA CRÔNICANÃO PROGRESSIVA

    1

  • INTRODUÇÃO

    2
    Historicamente, a Paralisia Cerebral foi descrita pela primeira vez em 1843, por Litte, que a definiu como uma patologia caracterizada principalmente por rigidez muscular, e que apresentava diferentes causas.
    Ao longos dos tempos, o conceito se aprimorou e passou a ser definida como Encefalopatia crônica não progressiva da infância, formada por um grupo heterogêneo de etiologias e quadros clínicos, que se unem por apresentarem de forma predominante sintomatologia motora, mas com outros sintomas que se combinam de forma diferentes.

  • INTRODUÇÃO

    3
    Popularmente conhecida como paralisia cerebral (PC), a encefalopatia crônica não progressiva é definida como :

    “um grupo de dístúrbios do movimento e da postura que causa limitação nas atividade e é atribuído a distúrbios não progressivos que ocorreram no desenvolvimento do cérebro infantil.“

  • INTRODUÇÃO

    4
    A lesão nem sempre é de origem cerebral, podendo também acometer outras estruturas encefálicas, como o cerebelo.
    A PC é uma lesão persistente no encéfalo imaturo resultante de lesão difusa ou localizada, que ocorre até os 2 primeiros anos de idade.
    Tem caráter irrerversível e não progressivo, porém mudanças clínicas podem suceder.

  • 5
    Dependendo da etiologia, da extensão, da intensidade e da localização da lesão, a criança também pode ter outros problemas que incluem distúrbios de sensação, percepção, deficiência mental, conculsões, distúrbios de linguagem, transtornos de aprendizagem e problemas de visão e audição, porém estes distúrbios nem sempre estão presentes.

  • 6
    É comum apresentar diversos tipos de crises convulsivas, como também problemas musculoesqueléticos secundários, contraturas musculares e tendíneas, rigidez articular, deslocamento de quadril, deformidade na coluna.
    Essas alterações estão relacionadas ao crescimento físico e à espasticidade muscular e provocam mudanças qualitativas no movimento, na postura e no tônus muscular que podem modificar-se a medida que a criança avança de idade.

  • 7
    A PC é caracterizada por uma lesão no SNC em desenvolvimento que cursa com alteração no comportamento motor.
    Alguns autores consideram como uma desordem do tônus, da postura e do movimento.
    Esta é uma lesão não progressiva e estática, porém com repercussões clínicas mutáveis.

  • 8
    Nos dias atuais a utilização do termo paralisia Cerebral não é considerado o mais adequado, já que a lesão não necessariamente terá origem cerebral, podendo também comprometer outras estruturas encefálicas como o cerebelo e principalmente pelo fato de que, nem sempre a criança terá a paralisia como comprometimento motor. Ainda assim, essa expressão ainda é empregada.

  • FISIOPATOLOGIA E ETIOLOGIA

    9
    O cérebro se desenvolve logo após a concepção e continua até após o nascimento.
    Quando ocorre qualquer fator agressivo antes, durante ou depois do nascimento no tecido cerebral, as áreas atingidas terão o funcionamento prejudicado e dependendo da agressão, as aletrações ocorridas são permanentes, caracterizando uma lesão não progressiva.

  • 10
    A etiologia da lesão cerebral pode em muitos casos ser desconhecida, porém sabe-se que ela ocorre nos períodos pré, peri, e pós-natal.
    Evidências sugerem que 70 a 80 % sejam de origem pré-natal e que a prematuridade é a causa de 25% das crianças com PC.
    As causas podem ser congênitas, genéticas, inflamatórias, infecciosas, anóxicas, traumáticas e metabólicas.

  • AS CAUSAS PODEM SER:

    11
    PRÉ-NATAL
    PERINATAL
    PÓS-NATAL

    Nesta época o SNC é um sistema imaturo que sofre uma agressão e continua a se desenvolver na presença de uma lesão.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA
  • INTRODUÇÃO
  • FISIOPATOLOGIA E ETIOLOGIA
  • AS CAUSAS PODEM SER:
  • PRÉ-NATAL
  • PERINATAL
  • PÓS-NATAL
  • DIAGNÓSTICO MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS
  • Suas características precoces são:
  • CLASSIFICAÇÃO
  • O QUE É TÔNUS MUSCULAR
  • CLASSIFICAÇÃO QUANTO A DISFUNÇÃO MOTORA
  • ESPÁSTICA( piramidal)
  • ESPÁSTICA
  • DISCINÉTICA(extrapiramidal)
  • DISTÔNICA
  • ATETOSE
  • COREIA
  • ATAXIA
  • MISTA
  • HIPOTÔNICA
  • CLASSIFICAÇÃO TOPOGRÁFICA
  • MONOPARESIA
  • HEMIPARESIA
  • HEMIPARESIA DUPLA
  • DIPARESIA
  • TRIPARESIA
  • QUADRIPARESIA
  • CLASSIFICAÇÃO PELA INTENSIDADE - GRAVIDADE
  • NÍVEIS
  • AVALIAÇÃO
  • PRINCIPAIS ITENS DE AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA
  • Deformidades Musculoesqueléticas
  • ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA
  • INTERVENÇÃO