Curso Online de Recursos Eletrofísicos em Fisioterapia

Curso Online de Recursos Eletrofísicos em Fisioterapia

Este curso irá abordar os conceitos em Neurofisiologia da Dor e as principais correntes elétricas utilizadas na prática clínica em Fisiot...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso irá abordar os conceitos em Neurofisiologia da Dor e as principais correntes elétricas utilizadas na prática clínica em Fisioterapia: TENS, FES, Corrente Russa e Corrente Interferencial. Para receber o certificado basta concluir o curso.

Fisioterapeuta formado pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) Campus Baixada Santista. Realizou estágio na Santa Casa de Misericórdia de Santos, no Serviço de Reabilitação e Fisioterapia da Prefeitura de Santos e na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Paulo da Escola Paulista de Medicina (EPM-UNIFESP). Durante a graduação participou de projetos de monitoria acadêmica e em laboratórios de pesquisa, publicando artigos como co-autor e como primeiro autor. Participou de cursos de extensão universitária e curta duração, congressos, simpósios e palestras na área de saúde e pesquisa. Organizou 2 congressos nacionais e 1 internacional. CREFITO 3: 256752-F



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • RECURSOS ELETROFÍSICOS

    RECURSOS ELETROFÍSICOS

    Dr. Pedro Ruiz
    CREFITO 3/256752-F

  • NEUROFISIOLOGIA DA DOR

    NEUROFISIOLOGIA DA DOR

  • Neurofisiologia da Dor

    Neurofisiologia da Dor

    Existem dois tipos de dores, a dor rápida, que consiste no reflexo de retirada, e a dor lenta, sem reflexo de retirada. A dor pode ser:

    Aguda: quando ela surge repentinamente e tem duração limitada ou
    Crônica: quando se torna recorrente e prolongada por pelo menos três meses.

    A vias anatômica da dor é constituída pelos seguintes níveis: periférico (da terminação nervosa até a medula), medular (da medula até o tronco encefálico) e central (do tronco encefálico até o córtex).

  • Neurofisiologia da Dor

    Neurofisiologia da Dor

    A dor é conduzida pelos tratos:

    Neo-espinotalâmico: dor rápida, aguda (fibras A).
    Paleo-espinotalâmico: dor lenta, crônica (fibras C).

  • Neurofisiologia da Dor

    Neurofisiologia da Dor

    Os neurônios aferentes da via anatômica são classificados em:

    Neurônio de 1º ordem: periférica-medular.
    Neurônio de 2º ordem: medular-tronco encefálico.
    Neurônio de 3º ordem: tronco encefálico-córtex.

  • Neurofisiologia da Dor

    Neurofisiologia da Dor

    Os axônios dos neurônios de 1ª ordem são classificados de acordo com o diâmetro de sua fibra e de acordo com a presença ou ausência de mielina.
     
    Fibras A, A e A: mielínicas, maior diâmetro e rápidos (mecanoceptores).
    Fibras C: amielínicas, menor calibre e lentos (nociceptores).

  • Neurofisiologia da Dor

    Neurofisiologia da Dor

    Controle Ascendente ou “Teoria das Comportas”

    O estímulo ascendente das fibras de grande calibre (fibras A, de transmissão rápida) inibe a nível medular a transmissão do estímulo doloroso ao SNC, conduzidas pelas fibras de pequeno calibre (fibras C, de transmissão lenta). Assim, diante de um estímulo não doloroso, as fibras A (mecanoceptores) fecham a comporta inibindo a percepção da dor transmitida pelas fibras C (nociceptores). Isto ocorre na região da substância gelatinosa na medula espinal.

  • Neurofisiologia da Dor

    Neurofisiologia da Dor

    Controle Descendente ou “Opioides Endógenos”

    Os opioides endógenos são neuropeptídeos que ativam receptores de opioides. Alguns dos opioides incluem a encefalina, a dinorfina e a -endorfina. Normalmente, esses opioides inibem a atividade neural nas vias nociceptivas. A ação dos opioides nos terminais aferentes nociceptivos se dá pelo impedimento da liberação de transmissores excitatórios.

  • ELETROTERAPIA

    ELETROTERAPIA

  • Aplicação de Correntes Elétricas

    Aplicação de Correntes Elétricas

    Eletrodo
     
    O eletrodo é uma interface entre o aparelho e o tecido humano. Existem três tipos de eletrodos: borracha, metal e adesivo. Para a fixação dos eletrodos pode-se utilizar faixas de borracha não condutoras de corrente elétrica, fitas adesivas e géis condutores autoadesivos.
     
    Existem diversos tamanhos de eletrodos. Para a utilização, aconselha-se o tamanho do eletrodo conforme a área a ser tratada. Ou seja, quanto maior a área a ser tratada, maior deve ser o eletrodo utilizado. No entanto, ressalta-se que, quanto maior o eletrodo, menor a densidade total de corrente.

  • Aplicação de Correntes Elétricas

    Aplicação de Correntes Elétricas

    Quanto maior o eletrodo, menor a densidade de corrente. A densidade não pode exceder o limiar de desconforto no paciente. Os eletrodos maiores servem para tratar grandes áreas e os eletrodos menores para pequenas áreas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Neurofisiologia da Dor
  • Aplicação de Correntes Elétricas
  • TENS (Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation)
  • FES (Functional Electrical Stimulation)
  • Corrente Russa
  • Corrente Interferenci