Curso Online de Alimentação Infantil

Curso Online de Alimentação Infantil

Ao nascer, o principal alimento de que a criança necessita é o leite materno, não sendo necessário nenhum outro tipo de alimento (como c...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 39,56
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Ao nascer, o principal alimento de que a criança necessita é o leite materno, não sendo necessário nenhum outro tipo de alimento (como chás, sucos, água, ou outro tipo de leite), nos seis primeiros meses de vida. O leite materno é um alimento muito importante para a criança, pois aumenta o laço afetivo entre mãe e bebê, auxilia na formação do sistema nervoso da criança, além de trazer inúmeros outros benefícios.

A partir dos seis meses de idade, a amamentação já pode ser complementada com outros alimentos, que vão sendo inseridos na dieta da criança gradativamente. É nesse período que a mãe deve começar a estimular seu filho a manter uma alimentação balanceada, consumindo alimentos saudáveis como frutas, verduras e legumes e evitando alimentos como enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas.

FORMADA EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR ,PEDAGOGIA ,LETRAS,TÉCNICA EM TERAPIAS ORIENTAIS, CONSULTORA DE VENDAS,CULINÁRIA E PALESTRANTE DE AUTO-AJUDA



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Alimentação
    Infantil

  • Alimentação no primeiro ano de vida

    Impacto na promoção à saúde e no crescimento e desenvolvimento adequados.
    Papel relevante na prevenção de doenças crônicas na vida adulta, como obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares.

    Alimentação no primeiro ano de vida

  • ALEITAMENTO MATERNO

    ALEITAMENTO MATERNO

    LEITE MATERNO:
    Nutricionalmente completo;
    Condições ideais de absorção de nutrientes;
    Passa do seio à boca em tempo e temperatura adequados;
    Isento de germes, mesmo em precárias condições de higiene;
    MAMÍFEROS: leites espécie - específicos.

  • ALEITAMENTO MATERNO Dieta Materna

    ALEITAMENTO MATERNO Dieta Materna

    Balanceada e diversificada,pobre em gorduras animais, produtos industrializados e cafeína, sem excessos de lácteos, doces e refrigerantes.
    Boa ingesta hídrica.
    Variação da dieta materna: importante no aprendizado dos sabores pelo lactente, o qual se inicia na vida intra-uterina.

  • COLOSTRO

    COLOSTRO

    Primeiros dias pós parto: 2 - 20 mL por mamada;
    Características laxantes, favorecendo a eliminação de mecônio;
    Imunoglobulinas atapetam a mucosa intestinal, impedindo aderência ou invasão de germes patogênicos.
    Evolução para leite maduro em 3 – 14 dias após o nascimento (apojadura).
    Alta densidade e pequeno volume; menos lactose, gordura e vitaminas hidrossolúveis; mais proteínas, vitaminas lipossolúveis e minerais como zinco e sódio.

  • COLOSTRO X LEITE MADURO

    COLOSTRO X LEITE MADURO

  • LM: PROTEÍNAS

    LM: PROTEÍNAS

    Dentre os mamíferos, o leite humano é o de menor concentração protéica: 0,8 a 0,9 g/100 ml, mas perfeitamente adequada para o crescimento normal, sem sobrecarregar os rins imaturos do bebê.
    Contém todos os aminoácidos essenciais em concentrações balanceadas.
    Alfa-lactoalbumina: componente importante do sistema enzimático da síntese de lactose, grande valor nutritivo.
    LV: alta concentração de caseína, com formação de coágulo firme (difícil digestibilidade, esvaziamento gástrico mais lento) e com alta afinidade pelo cálcio, dificultando a absorção deste.
    LV: betalactoglobulina bovina pode sensibilizar lactentes susceptíveis.

  • LM: PROTEÍNAS

    LM: PROTEÍNAS

  • LM: FATORES PROTETORES

    LM: FATORES PROTETORES

    LACTOFERRINA: grande afinidade pelo ferro, evita que as bactérias o utilizem. (colostro: 5-7 mg/ml, no leite maduro: 1 mg/ml); EGPR (enterocyte-growth promoting role).
    LISOZIMA: ação antibacteriana contra gram-positivos e enterobactérias.
    IMUNOGLOBULINAS: principalmente IgA secretória, mas também IgA livre, IgG e IgM. A IgA secretória é resistente à ação das proteases, tem ação antiinfecciosa direta, protegendo o intestino contra vírus e bactérias.

  • LM: GORDURAS

    LM: GORDURAS

    Componente mais variável do leite humano, com flutuações circadianas e picos no fim da manhã e começo da tarde; também varia com a dieta materna.
    Alta concentração no leite final (não limitar a duração das mamadas!)
    Secretada em glóbulos microscópicos, menores que as gotículas de gordura do leite de vaca.
    Os triglicérides correspondem a 98% dos lipídios dos glóbulos.

  • LM: GORDURAS

    LM: GORDURAS

    Membranas globulares: fosfolípides, esteróis (colesterol) e proteínas.
    Ácidos graxos: 42% saturados, 57% insaturados.
    Ácidos graxos de cadeia longa: importantes para o desenvolvimento e mielinização do cérebro.
    Entre as gorduras poliinsaturadas são particularmente importantes os ácidos araquidônico e linoléico (concentração 4 vezes maior no LH), por causa da síntese das prostaglandinas. Estas, por sua vez, têm importante atuação sobre a digestão e maturação das células intestinais.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 39,56
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Alimentação no primeiro ano de vida
  • ALEITAMENTO MATERNO
  • ALEITAMENTO MATERNO Dieta Materna
  • COLOSTRO
  • COLOSTRO X LEITE MADURO
  • LM: PROTEÍNAS
  • LM: FATORES PROTETORES
  • LM: GORDURAS
  • LM: HIDRATOS DE CARBONO
  • LM: VITAMINAS E SAIS MINERAIS
  • OMS
  • ALEITAMENTO MATERNO
  • OS DEZ PASSOS PARA A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL (MS/OPAS E SBP)
  • Alimentação complementar para lactentes em aleitamento materno
  • Alimentação complementar para lactentes em aleitamento materno (Departamento de Gastroenterologia Pediátrica da Sociedade de Pediatria do DF)
  • NÃO OFERECER (Departamento de Gastroenterologia Pediátrica da Sociedade de Pediatria do DF)
  • Alimentação complementar para lactentes não amamentados ou precocemente desmamados (Departamento de Gastroenterologia Pediátrica da Sociedade de Pediatria do DF)
  • Sullivan AS, Birch LL. Infant dietary experience and acceptance of solid foods. Pediatrics. 1994;93:271-7.
  • Alimentação complementar para lactentes não amamentados ou precocemente desmamados (Departamento de Gastroenterologia Pediátrica da Sociedade de Pediatria do DF)
  • ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR
  • Conceitos
  • CONCEITO
  • PRATICAS DE ACONSELHAMENTO
  • OS DEZ PASSOS PARA A ALIMENTAÇÃO SAUDAVEL DA CRIANÇA MENOR DE 2 ANOS
  • Características dos alimentos adequados
  • Quantidade e frequência da oferta dos alimentos
  • SUPLEMENTAÇÃO DE FERRO
  • VITAMINA A
  • BIBLIOGRAFIA