Curso Online de Fibras Alimentares

Curso Online de Fibras Alimentares

Importância do consumo de fibras solúveis e insolúveis para a manutenção da saúde.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 15 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,49
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Importância do consumo de fibras solúveis e insolúveis para a manutenção da saúde.

Docente no ensino superior, médio e fundamental. Biólogo, químico e bioquímico. Doutorando em ciência e tecnologia de alimentos. Especializando em nutrição, envelhecimento e longevidade. Mestre em alimentos e nutrição. Especialista em nutrição clínica e esportiva, gerontologia e qualidade de vida e metodologia de ensino de biologia e química. Graduado em bacharelado em bioquímica, licenciatura em química e também em biologia. Experiência como professor de ciências, biologia, química, bioquímica e alimentos. Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4485065A7.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Fibras Alimentares

    Fibras Alimentares

    Mestre em Alimentos e Nutrição Professor Walisson

    https://sb24horas.com.br/nutricionista-explica-por-que-as-fibras-alimentares-sao-tao-importantes-para-o-organismo/

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    Dietas ricas em gordura, sal e açúcar e pobres em carboidratos complexos, vitaminas e minerais, aliadas ao estilo de vida mais sedentário, são responsáveis pelo aumento de doenças como obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, hipertensão, osteoporose e câncer.
     

  • A incidência das doenças crônicas tem aumentado nas populações dos centros urbanos de países industrializados, em decorrência da substituição dos alimentos naturais pelos refinados e processados. Somado a este aumento, a migração das populações rurais para os centros urbanos causou profundas modificações nos hábitos alimentares dos indivíduos, ganhando popularidade a alimentação à base de carnes, cereais refinados e açúcar.

  • Neste contexto de mudanças alimentares, a importância das fibras na alimentação tem sido evidenciada em diversos estudos epidemiológicos, quando se correlacionam o seu elevado consumo com a menor incidência de doenças como as cardiovasculares, diabetes e o câncer de cólon.

  • As fibras dietéticas têm recebido atenção considerável pelos pesquisadores e pela imprensa em geral, principalmente por causa de estudos epidemiológicos que relacionam um alto teor de ingestão de fibras (particularmente grãos integrais e feijões) com menor ocorrência de obesidade, resistência à insulina, inflamação sistêmica, síndrome metabólica, diabetes tipo 2, hiperlipidemia, hipertensão, distúrbios intestinais (desde a constipação intestinal até a síndrome do intestino irritável), doença cardíaca e risco geral de morte.

  • As fibras tem como principais funcoes regularizar o trânsito intestinal, controlar a obesidade e a glicemia, reduzir o colesterol, aumentar o bolo fecal, propiciar melhor absorção de minerais (isto quando a quantia de certos fatores antinutricionais no alimento rico em fibras é baixa) e aumentar a velocidade do trânsito intestinal.

  • Fibra alimentar é o termo técnico utilizado para denominar as partes dos vegetais que resistem ao processo de digestão. A alimentação com quantidade adequada de fibra alimentar auxilia a função intestinal - os movimentos peristálticos, protegendo contra a constipação intestinal (prisão de ventre) , contra a doença diverticular e o câncer do cólon.
    .

  • As fibras alimentares são conhecidas por reduzirem o risco de doença cardíaca coronária, hipertensão, obesidade, diabetes, acidente vascular cerebral, câncer e algumas doenças gastrointestinais. A ingestão adequada de fibras ajuda a manter a pressão arterial e auxilia no aumento do volume da massa fecal. As doenças gastrointestinais que podem ser prevenidas através do consumo de fibras são o refluxo gastro-esofágico, úlcera duodenal, diverticulite prisão de ventre e hemorroidas. As fibras dietéticas podem também melhorar o sistema imunológico.

  • A quantidade de fibras na alimentação é um parâmetro de uma alimentação saudável, pois indica que a alimentação é rica em alimentos vegetais integrais e relativamente pouco refinados e, por isso, rica em vitaminas, minerais e fitoquímicos, dentre outros nutrientes.

  • Assim sendo, modificações dietéticas planejadas podem aliviar sintomas, corrigir deficiências nutricionais e, quando possível, minimizar a causa primária da dificuldade gastrointestinal, sendo de fundamental importância o aumento de ingestão de fibra alimentar.

  • As principais fontes de carboidratos são: pães, biscoitos, farinhas, cereais e massas. Devem ser consumidos, principalmente, na sua forma integral, já que, desse modo, são ricos em fibras.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,49
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • INTRODUÇÃO
  • FIBRAS ALIMENTARES
  • FIBRAS SOLÚVEIS
  • FIBRAS INSOLÚVEIS
  • FIBRAS E OBESIDADE
  • FIBRAS E SACIEDADE
  • PREBIÓTICOS
  • YACON
  • AVEIA
  • LINHAÇA
  • QUITOSANA
  • SEMENTE DE ABÓBORA
  • GERGELIM
  • CASCA DE MARACUJÁ
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • EXERCÍCIOS SOBRE FIBRAS
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS