Curso Online de Fibras Alimentares

Curso Online de Fibras Alimentares

O consumo diário de alimentos ricos em fibras é essencial para a saciedade, evitar a constipação, melhorar a microbiota intestinal, dent...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 24,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O consumo diário de alimentos ricos em fibras é essencial para a saciedade, evitar a constipação, melhorar a microbiota intestinal, dentre outros benefícios.

Sou licenciado em química e biologia, bacharel em bioquímica e pesquisador de qualidade de vida e alimentação saudável, mestre em alimentos e nutrição e especialista em nutrição clínica e esportiva e também em gerontologia e qualidade de vida. Atualmente sou graduando em Qualidade de Vida na Contemporaneidade. Meu nome é Walisson Junio Martins da Silva. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1141431817967324.Professor de disciplinas relacionadas a alimentos, bioquímica, química, ciências e biologia. Para informar com mais precisão, sempre me atualizo cursando cursos online. Alguns cursos online que cursei: Aspectos Bioquímicos e Nutricionais dos Alimentos-Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular; Princípio de Educação Alimentar; Envelhecimento da População Brasileira-Ministério da Saúde e Fiocruz. Nutrição Aplicada a Medicina Estética; Saúde Pública e Meio Ambiente; Promoção da Alimentação Saudável na Atenção Básica-Universidade Aberta do SUS; Nutrição Clínica; Metodologias para EaD; Nutrição Aplicada às Doenças Cardiovasculares; Bioquímica na Cozinha-Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia; Alimentos Funcionais- Universidade Federal de Viçosa e, Boas Práticas de Fabricação na Indústria de Alimentos. Nestes cursos transmito informações preciosas e atualizadas sobre alimentação e saúde com total credibilidade e clareza após estudar intensamente cada conteúdo.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • FIBRAS ALIMENTARES

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    Dietas ricas em gordura, sal e açúcar e pobres em carboidratos complexos, vitaminas e minerais, aliadas ao estilo de vida mais sedentário, são responsáveis pelo aumento de doenças como obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, hipertensão, osteoporose e câncer.
     

  • A incidência das doenças crônicas tem aumentado nas populações dos centros urbanos de países industrializados, em decorrência da substituição dos alimentos naturais pelos refinados e processados. Somado a este aumento, a migração das populações rurais para os centros urbanos causou profundas modificações nos hábitos alimentares dos indivíduos, ganhando popularidade a alimentação à base de carnes, cereais refinados e açúcar.

  • Neste contexto de mudanças alimentares, a importância das fibras na alimentação tem sido evidenciada em diversos estudos epidemiológicos, quando se correlacionam o seu elevado consumo com a menor incidência de doenças como as cardiovasculares, diabetes e o câncer de cólon.

  • A quantidade de fibras na alimentação é um parâmetro de uma alimentação saudável, pois indica que a alimentação é rica em alimentos vegetais integrais e relativamente pouco refinados e, por isso, rica em vitaminas, minerais e fitoquímicos, dentre outros nutrientes.

  • Assim sendo, modificações dietéticas planejadas podem aliviar sintomas, corrigir deficiências nutricionais e, quando possível, minimizar a causa primária da dificuldade gastrointestinal, sendo de fundamental importância o aumento de ingestão de fibra alimentar.

  • Distúrbios gastrointestinais como a síndrome do cólon irritável, hérnia de hiato, apendicite, diverticulite, doença de Crohn, hemorróidas e constipação intestinal têm sido correlacionados com a baixa ingestão de fibra alimentar.

  • No intuito de diminuir a incidência de cânceres do intestino grosso diversos estudos sugerem a ingestão de fibras como procedimento preventivo. Sabe-se que sais biliares sob ação de microrganismos intestinais podem formar agentes carcinogênicos, sendo capazes de determinar em longo prazo o aparecimento de cânceres de cólon em indivíduos com trânsito intestinal lento.

  • É fundamental desenvolver hábitos alimentares saudáveis na primeira infância. Na verdade, sabe-se que as fases iniciais da vida (fase intra-uterina e no primeiro ano de vida) são sensíveis a fatores nutricionais.

  • O aleitamento materno exclusivo até seis meses e se possível estendendo a sua duração de até dois anos ou mais, em combinação com a introdução da alimentação complementar equilibrada (CF), são enfatizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como importantes medidas de saúde pública, com impacto efetivo na redução do risco de desenvolver doenças crônicas. 

  • Sabe-se que as crianças após a idade de dois anos devem ser alimentadas com uma nutricionalmente dieta equilibrada, semelhante à dos adultos, principalmente uma dieta pobre em açúcar, sal e gordura e rica em carboidratos complexos, frutas e legumes. 


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • INTRODUÇÃO
  • FIBRA ALIMENTAR
  • FIBRAS SOLÚVEIS
  • FIBRAS INSOLÚVEIS
  • FIBRAS E OBESIDADE
  • FIBRAS E SACIEDADE
  • PREBIÓTICOS
  • YACON
  • AVEIA
  • LINHAÇA
  • QUITOSANA
  • SEMENTE DE ABÓBORA
  • GERGELIM
  • CASCA DE MARACUJÁ
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS