Curso Online de Nutrição Funcional: Alimentos Funcionais e Antioxidantes Naturais

Curso Online de Nutrição Funcional: Alimentos Funcionais e Antioxidantes Naturais

Vários alimentos funcionais são ricos em antioxidantes e estão amplamente presentes na nutrição funcional.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 30 horas


Por: R$ 24,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Vários alimentos funcionais são ricos em antioxidantes e estão amplamente presentes na nutrição funcional.

Mestre em alimentos e nutrição. Especialista em nutrição clínica e esportiva, gerontologia e qualidade de vida e metodologia de ensino de biologia e química. Professor de ciências e biologia. Bacharel em bioquímica com ênfase no entendimento de ciências dos alimentos, fitoterapia, nutrição e ensino após cursar disciplinas eletivas referentes a estas áreas e fazer estágios no decorrer da graduação.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Nutrição Funcional: Alimentos Funcionais e Antioxidantes Naturais

  • A Nutrição Funcional é uma ciência integrativa que investiga a interação entre todos os sistemas do corpo humano, enfatizando as relações que existem entre a bioquímica, a fisiologia, os aspectos emocionais e cognitivos e os nutrientes. É uma ciência que se baseia na pesquisa científica e cuja aplicação prática engloba, tanto a prevenção, como o tratamento de doenças, através de dietas elaboradas de acordo com a individualidade bioquímica de cada pessoa, levando em consideração seu genótipo e sua suscetibilidade genética no desenvolvimento de doenças.

  • PRINCÍPIOS DA NUTRIÇÃO FUNCIONAL

  • Individualidade bioquímica: Representa o princípio base para a terapia nutricional funcional, caracterizado por um conjunto de fatores genéticos, fisiológicos e bioquímicos individuais que orquestram o funcionamento do organismo e as suas necessidades nutricionais, as quais interagem com fatores ambientais (hábitos alimentares, toxinas, poluentes, estresse e nível de atividade física). Nesse sentido, cada organismo é único e apresenta necessidades nutricionais diferentes.

  • Tratamento centrado no paciente: A intervenção nutricional é estruturada considerando-se interconexões entre os sistemas orgânicos (e a influência dos fatores exógenos, antecedentes pessoais e familiares, prática de atividade física e uso de medicamentos) na busca pelo equilíbrio fisiológico do paciente nesse sentido o foco é o paciente e não a doença. Ou seja, o tratamento não será focado exatamente na doença, mas sim nos fatores que desencadearam o aparecimento ou fortalecimento dessa patologia.

  • Equilíbrio nutricional e a biodisponibilidade de nutrientes: além de garantir a adequada oferta de nutrientes pela alimentação, é necessário a adequada absorção e ação dos nutrientes em nível celular (ou seja, sua ótima biodisponibilidade). Para tanto, é importante considerar a origem do alimento e sua forma de conservação e preparo, a forma química das suplementações e, por fim, a condição em que o indivíduo consegue absorver os nutrientes, seu estado clínico e sua necessidade nutricional.

  • Saúde como vitalidade positiva: segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), saúde se refere ao perfeito estado de bem-estar físico, mental e social 8 assim a intervenção nutricional tem como objetivo modular os desequilíbrios existentes para restabelecer a relação positiva entre todos os sistemas, atingindo a saúde de forma plena.

  • Sem o equilíbrio dos fatores emocionais, mentais e espirituais, todos os outros sistemas podem ser afetados. Assim, deve-se considerar sintomas como estresse mental, ansiedade, depressão, tristeza, angústia e as relações interpessoais, a fim de direcionar uma dieta capaz de fornecer nutrientes que atuarão no controle emocional através de sua contribuição na formação e modulação de hormônios e neurotransmissores (dopamina, serotonina, melatonina, ácido gama-aminobutírico, oxitocina, entre outros.

  • É essencial considerar a composição e saúde da microbiota intestinal, que tem papel fundamental na manutenção da saúde e homeostase endógena, uma vez que atua na manutenção da barreira intestinal (controlando a absorção de nutrientes, lipopolissacarídeos bacterianos e toxinas), interage com o metabolismo de sais biliares e modula o sistema imune (influenciando a produção de antígenos). Devido a esses efeitos metabólicos, a composição da microbiota influencia também o metabolismo hepático, a composição e funcionalidade do tecido adiposo e o eixo cérebro-intestino.

  • A nutrição clínica funcional compreende a interação entre todos os sistemas do corpo, enfatizando as relações que existem entre bioquímica, fisiologia e aspectos emocionais e cognitivos do organismo.

  • A nutrição funcional é uma forma dinâmica de conhecer, prevenir e tratar doenças crônicas e complexas por meio do diagnóstico, do tratamento e da prevenção dos desequilíbrios que causam tais doenças.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • INTRODUÇÃO À NUTRIÇÃO FUNCIONAL
  • HISTÓRICO DOS ALIMENTOS FUNCIONAIS
  • ALIMENTOS FUNCIONAIS
  • NUTRACÊUTICOS
  • ALEGAÇÃO DE PROPRIEDADE FUNCIONAL
  • ROTULAGEM
  • MERCADO DE ALIMENTOS FUNCIONAIS
  • ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE ALGUNS ALIMENTOS FUNCIONAIS
  • ALIMENTOS FUNCIONAIS E ATEROSCLEROSE
  • DIETA MEDITERRÂNEA
  • ALIMENTOS FUNCIONAIS E DEGENERAÇÃO MACULAR
  • ALIMENTOS FUNCIONAIS E OBESIDADE
  • FIBRAS E OBESIDADE
  • CHÁ VERDE E OBESIDADE
  • CÂNCER
  • ESTRESSE OXIDATIVO E CÂNCER
  • INIBIÇÃO DO CÂNCER
  • FITOQUÍMICOS
  • CRUCÍFERAS
  • CAROTENOIDES
  • LICOPENO
  • COMPOSTOS POLIFENÓLICOS
  • ANTOCIANINAS
  • CURCUMINA
  • ESVERATROL
  • FIBRAS ALIMENTARES
  • ÁCIDOS GRAXOS
  • LINHAÇA
  • ALIMENTOS FUNCIONAIS E DIABETES
  • ALIMENTOS FUNCIONAIS E NEUROPROTEÇÃO
  • ALIMENTOS FUNCIONAIS E TROMBOSE
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • NUTRIÇÃO FUNCIONAL
  • ESPÉCIES REATIVAS E ANTIOXIDANTES
  • RADICAIS LIVRES
  • PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA
  • ANTIOXIDANTES