Curso Online de Cirurgia Estética Facial

Curso Online de Cirurgia Estética Facial

Neste curso serão abordadas as características, cuidados, indicações, contra indicações, além de outros aspectos relevantes em relação a ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Neste curso serão abordadas as características, cuidados, indicações, contra indicações, além de outros aspectos relevantes em relação a cirurgia estética facial.

Estudante de Graduação em Odontologia.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • CIRURGIA ESTÉTICA FACIAL

  • Os pacientes estão cada vez mais procurando por procedimentos que melhorem sua aparência, seja por razões pessoais ou profi s- sionais. A cirurgia oral e maxilofacial estética está, geralmente, incluída em um amplo plano de tratamento para complementar as terapias restauradoras, protéticas e ortodônticas. Os planos de tratamento dentário, em especial aqueles que envolvem a terapia cosmética, podem ser aprimorados se os dentistas tiverem co- nhecimento da grande variedade de opções de cirurgias estéticas disponíveis ao paciente. O planejamento ortodôntico da cirurgia ortognática envolve uma avaliação cuidadosa das proporções fa- ciais que frequentemente inclui o diagnóstico de deformidades nasais externas e outras anomalias de tecido mole e duro. A re- abilitação protética geralmente envolve a tentativa de melhorar o suporte da região perioral e pode ser aperfeiçoada por meio de procedimentos faciais rejuvenescedores. A odontologia res- tauradora cosmética pode fornecer o toque fi nal ao tratamento cirúrgico cosmético. Pacientes odontopediátricos com cicatrizes causadas por traumatismos ou deformidades congênitas também podem ser benefi ciados. Pacientes com patologias orais ou da região da cabeça e do pescoço, como câncer de pele, podem ser tratados, reconstruídos e restaurados para atingir tanto uma fun- ção adequada quanto uma aparência social aceitável.

  • Os avanços na medicina e nutrição, combinados com um au- mento da consciência pública com relação aos cuidados com a saúde pessoal, possibilitam que os pacientes tenham uma vida mais longa, mais ativa e mais saudável. Entretanto, a pressão so- cial para manter uma aparência jovem apesar da idade, encoraja mais pessoas, a cada ano, a se submeterem a algum tipo de pro- cedimento que melhore a estética. Essa tendência é evidente em membros de geração do baby boom, que se encontram agora entre os 40, 50 e 60 anos de idade e que cresceram muito interessados nestes procedimentos.

  • Uma pesquisa da American Academy of Cosmetic Surgery indica que o número de pacientes submetidos a procedimentos estéti- cos continua a aumentar a cada ano. A lipoaspiração corporal é o procedimento cirúrgico mais frequente, e é ultrapassado pelas injeções de Botox (toxina botulínica), como o procedimento não-cirúrgico cosmético mais popular. Os procedimentos faciais, como o rejuvenescimento das pálpebras, os lifts faciais e o reju- venescimento cutâneo facial, também continuam crescendo.

  • O número de mulheres que procuram cirurgia estética ultra- passa o de homens em uma proporção aproximadamente de 9:1. Contudo, os homens estão cada vez mais à procura de procedi- mentos estéticos, principalmente os relacionados com as pálpe- bras, região frontal e com o tratamento da calvície. Como espe- rado, a popularidade de procedimentos específi cos é relacionada com a idade. Pacientes com idade inferior a 35 anos geralmente procuram por lipoaspiração, rinoplastia, peeling químico e reju- venescimento cutâneo com laser. À medida que o paciente atinge a idade dos 40, 50 ou 60 anos, ele procura por lipoaspiração, rejuvenescimento da testa e da pálpebra, ritidoplastia e rejuve- nescimento cutâneo com laser ou produtos químicos.

  • Os avanços das técnicas cirúrgicas também contribuem para o crescimento da cirurgia estética. Novas técnicas e avanços tecnológicos no equipamento minimizam os riscos cirúrgicos, tempo de recuperação e a visibilidade da incisão. As inovações técnicas incluem procedimentos minimamente invasivos ou en- doscópicos com utilização de pequenas incisões, lipoaspiração em sítios de acesso quase imperceptíveis e uso do laser que me- lhora a hemostasia e permite um controle preciso da profundi- dade da remoção da pele.

  • A aparência importa muito mais do que as pessoas admitem e, geralmente, infl uenciam as relações interpessoais. A melhora na autoconfi ança ocorre em muitos pacientes que se submeteram a procedimentos dentários cosméticos e cirúrgicos estéticos bem- sucedidos. É comum notar pacientes mudando seu guarda-roupa, maquiagem e estilo de cabelo após a cirurgia; eles fi cam geralmen- te encantados em como as pessoas respondem à sua nova imagem. Contudo, é importante, durante a consulta para uma cirurgia es- tética, que o cirurgião atente para determinar se os desejos do pa- ciente são baseados na motivação pessoal, sem infl uências externas excessivas ou expectativas irreais. Nesse último caso, os pacientes têm uma tendência maior a estarem insatisfeitos com o tratamento realizado apesar dos resultados técnicos bem-sucedidos

  • ENVELHECIMENTO FACIAL

    ENVELHECIMENTO FACIAL

    O envelhecimento facial envolve as mudanças da pele propria- mente dita e os efeitos resultantes na aparência da pele e dos tecidos moles circunjacentes. O envelhecimento natural, com- binado com a exposição ao sol, produz uma ampla variação das mudanças na pele. Ele resulta em perda da elasticidade e colá- geno da pele, pigmentações melanocíticas e atrofi a da gordura. A exposição ao sol aumenta o aspecto envelhecido causado pela luz ultravioleta. Esta, proveniente do bronzeamento solar, dani- fi ca a pele e, eventualmente, produz uma aparência enrugada, pigmentada e envelhecida. A radiação solar também leva a uma incidência aumentada de câncer de pele. A ação da gravidade sobre a pele e os tecidos subjacentes provoca o surgimento de linhas profundas na testa, ptose da pele palpebral, fl acidez cutâ- nea, perda do contorno das bochechas, protrusão das bolsas pal- pebrais e pescoço arqueado

  • Apesar de o envelhecimento ser um fenômeno individual, muitos fatores podem infl uenciar a aparência e o grau de enve- lhecimento. Esses incluem estado de saúde geral, estilo de vida sedentária, exposição ao sol, infl uências genéticas, balanço nu- tricional, consumo de álcool e tabagismo. O tabagismo e os efei- tos vasoativos da nicotina aceleram o envelhecimento da pele e reduzem a capacidade do organismo em reparar as feridas. Tais efeitos podem levar à cicatrização defi ciente em alguns procedi- mentos cirúrgicos estéticos

  • PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS

    PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS

    Os procedimentos descritos nas seções seguintes são apresen- tados como técnicas cirúrgicas isoladas. Contudo, na prática, muitos deles são, geralmente, combinados e realizados em uma única cirurgia.

  • Blefaroplastia

    Blefaroplastia

    A blefaroplastia (i. e., rejuvenescimento palpebral) é um dos pro- cedimentos estéticos faciais mais comuns realizados em homens e mulheres. As pálpebras envelhecidas exibem uma aparência de bolsas edemaciadas e ptosadas. Esses efeitos são resultado da fl acidez da pele da pálpebra, hipertrofi a do músculo orbicular e herniação da gordura orbitária para dentro das pálpebras (Fig. 26-2). A pele da pálpebra superior dobrada e redundante é de- nominada dermatocalase. Quando em excesso, a pele pode se es- tender além da margem dos cílios e gerar um bloqueio mecânico da visão. Os pacientes tipicamente observam isto posteriormente no dia em que “seus olhos estão cansados”. Esta pele da pál- pebra superior arqueada, redundante e dobrada sobre os cílios é denominada capuz. A causa principal das bolsas palpebrais inferiores é o gradual adelgaçamento e frouxidão do delicado septo orbitário colagenoso. Essa estrutura normalmente separa os conteúdos internos da órbita da pálpebra. Com o passar do tempo, essa estrutura enverga-se para fora, provocando a hernia- ção da gordura orbitária para o interior da pálpebra inferior. A pálpebra superior tem dois coxins gordurosos e a inferior, três (Fig. 26-3). Próximo ao rebordo orbitário, o deslocamento da gordura da pálpebra inferior pode criar uma sutil acomodação posterior do globo ocular, acentuando, dessa forma, a aparência de “cansaço”.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • ENVELHECIMENTO FACIAL
  • PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS
  • Blefaroplastia
  • Lift Frontal
  • Ritidectomia
  • Septorrinoplastia
  • Rejuvenescimento Cutâneo
  • Lipoaspiração Facial
  • Aumento da Bochecha
  • Aumento ou Redução do Mento
  • Otoplastia
  • Aumento ou Redução do Lábio
  • Terapia com Neurotoxina Botulínica
  • Revisão de Cicatrizes
  • Restauração Capilar
  • FIM...