Curso Online de Exodontia de Terceiros Molares

Curso Online de Exodontia de Terceiros Molares

Neste curso serão abordados a importância e a necessidade de extração de terceiros molares, além de citar as principais classificações e ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Neste curso serão abordados a importância e a necessidade de extração de terceiros molares, além de citar as principais classificações e as respectivas indicações para remoção.

Estudante de Graduação em Odontologia.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Exodontia de Terceiros Molares

    Exodontia de Terceiros Molares

    Cirurgia

  • Introdução

    Os terceiros molares são os últimos dentes a erupcionarem na cavidade oral, e em decorrência deste fato, muitas vezes não encontram espaço suficiente para a sua erupção e permanecem retidos, por tecidos moles, ósseos ou ambos.

    Introdução

  • Atualmente, a remoção destes dentes é o procedimento mais comum no cotidiano dos profissionais buco maxilo faciais, porém, existe uma série de estudos que se destinam a pesquisar quando se indica tal procedimento cirúrgico.

  • São considerados dentes impactados aqueles aos quais são impedidos de erupcionar em sua posição normal devido ao seu posicionamento, à falta de espaço ou outros impedimentos (DEWEL6, 1949).

  • O fator genético parece desempenhar um papel importante neste aspecto, visto que são comuns membros de uma mesma família apresentar dentes inclusos ou impactados de forma semelhante. Outra teoria que procura explicar esta falta de espaço nos arcos dentários é a teoria da evolução da espécie.

  • Do homo sapiens para o homo erectus grandes alterações nas estruturas ósseas foram observadas. Umas das maiores mudanças ocorreram no crânio, onde a caixa craniana aumentou para envolver um cérebro de proporções maiores e os ossos da face, principalmente a maxila e a mandíbula, que diminuíram, provavelmente pela falta de estímulos funcionais da mastigação, em função da alimentação moderna, composta por alimentos pastosos e cozidos.

  • Peterson et al. 14 (2005) estabelece indicações e contra-indicações para remoção dos dentes impactados. Relata o autor que as indicações compreendem a prevenção da doença periodontal, da cárie dentária, da pericoronarite, da reabsorção radicular, de cistos e tumores odontogênicos, da dor de origem desconhecida, além de dentes impactados sob próteses, facilitação do tratamento ortodôntico.

  • Em contra partida as contar indicações dizem aos extremos da idade, à condição médica comprometida e a possibilidade de dano excessivo às estruturas adjacentes.

  • O fator financeiro (McGRATH et al.11,2003), o risco de complicações cirúrgicas (OLIVEIRA et al.13,2005), o desconforto pós-operatório (JAMILEH9,2003) e a ausência de evidências científicas são motivos utilizados para contra-indicar a remoção de dentes assintomáticos inclusos.

  • O desenvolvimento de alterações patológicas associadas importantes deve ser considerada e a maior dificuldade cirúrgica após a formação completa do dente com riscos a estruturas anatômicas, são usadas como justificativa para a conduta cirúrgica de cunho profilático, fatores estes defendidos por Ventã et al.21,2001).

  • O pós- operatório imediato desconfortável, dores, edema, hemorragias, trismo, devem ser estudados para aperfeiçoar o ato cirúrgico, mas tal fato não apresenta significado quando comparado ao benefício proporcionado, pois a fase de desconforto é transitória e tem sua validade clínica para a qualidade de vida a longo prazo, fato este defendido por Macgrath et al.11,2003. Para Sverzut et al.17, (2005) mencionam que por vezes a cirurgia de terceiro molares podem apresentar acidentes não favoráveis ao paciente.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Exodontia de Terceiros Molares
  • Introdução
  • Classificação dos Terceiros Molares
  • Inferiores – Classificação Horizontal
  • Terceiros Molares Inferiores: Classe A
  • Terceiros Molares Inferiores Classe B
  • Terceiros Molares Inferiores: Classe C
  • Inferiores – Classificação Vertical
  • Terceiros Molares Inferiores: Classe 1
  • Terceiros Molares Inferiores: Classe 2
  • Terceiros Molares Inferiores: Classe 3
  • Inferiores – Classificação quanto ao posicionamento
  • Terceiros Molares Inferiores: Vertical
  • Terceiros Molares Inferiores: Mesioangular
  • Terceiros Molares Inferiores: Distoangular
  • Terceiros Molares Inferiores: Horizontal
  • Terceiros Molares Inferiores: Invertido
  • Terceiros Molares Inferiores: Tranzalveolar: bucoversão ou linguoverção
  • Inferiores - Proximidade de Estruturas Importantes
  • Terceiros Molares Inferiores: Distante do canal
  • Terceiros Molares Inferiores: Em contato com o canal
  • Terceiros Molares Inferiores: trespasse das raizes
  • Terceiros Molares Inferiores: Nervo lingual
  • Superiores – Classificação Horizontal
  • Terceiros Molares Superiores: Classe A
  • Terceiros Molares Superiores: Classe B
  • Terceiros Molares Superiores: Classe C
  • Superiores – Classificação quanto ao posicionamento
  • Terceiros Molares Superiores: Vertical
  • Terceiros Molares Superiores: Distoangular
  • Terceiros Molares Superiores: Mesioangular
  • Superiores – Proximidades de Estruturas Importantes
  • Terceiros Molares Superiores: Distante do seio maxilar
  • Irrupção
  • Irrupcionado
  • Submucoso
  • Intra ósseo
  • Retalhos
  • Retalho
  • Osteotomias
  • Secção Dental
  • Secção Mediana Longitudinal
  • Secção Mediana Parcial
  • Secção Coronária Total
  • Secção Coronária Distal
  • Secção Mediana das Raízes
  • Secção Múltipla
  • Uso de Elevadores e Fórceps
  • Fim...