Curso Online de Lesões Dentoalveolares e de Tecidos Moles

Curso Online de Lesões Dentoalveolares e de Tecidos Moles

Neste curso serão abordados todos os temas relacionados as lesões dentoalveolares e de tecidos moles.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Neste curso serão abordados todos os temas relacionados as lesões dentoalveolares e de tecidos moles.

Estudante de Graduação em Odontologia.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Lesões Dentoalveolares e de Tecidos Moles

    Lesões Dentoalveolares e de Tecidos Moles

    CIRURGIA ORAL E MAXILOFACIAL

  • LESÕES DOS TECIDOS MOLES

    LESÕES DOS TECIDOS MOLES

    Os tipos de lesões dos tecidos moles que o dentista pode encon- trar na prática variam consideravelmente. Contudo, é correto admitir que, compreendendo a disponibilidade atual de outros profi ssionais de saúde, o cirurgião-dentista provavelmente não estará envolvido no tratamento das feridas graves de tecido mole ao redor da face.

  • As lesões que ocorrem concomitante ao trau- matismo dentoalveolar e aquelas que o dentista pode, inadverti- damente, causar na prática são as que se encontram com maior frequência.

  • Nas descrições de feridas que se seguem e que o dentista pode encontrar na prática, deve-se lembrar de que os pacientes podem apresentar-se com combinações dessas lesões, sendo, portanto, o tratamento mais complicado.

  • Abrasão

    Abrasão

    A abrasão é uma ferida causada pela fricção entre um objeto e uma superfície de tecido mole. É normalmente superfi cial, des- nuda o epitélio e, ocasionalmente, envolve as camadas mais pro- fundas. Visto que as abrasões atingem as terminações de muitas fi bras nervosas, elas são bastante dolorosas. O sangramento ge- ralmente é mínimo, porque é de natureza capilar e responde bem à aplicação de suave pressão.

  • O tipo de abrasão mais comumente visto são as escoriações que as crianças apresentam nos cotovelos e joelhos devido a brincadeiras. Se a abrasão não é especialmente profunda, a re- epitelização ocorre sem a formação de cicatriz. Quando a abra- são estende-se abaixo das camadas mais profundas da derme, a cicatrização dos tecidos mais profundos ocorre com a formação de tecido cicatricial, podendo ser esperada alguma deformidade permanente.

  • O dentista pode encontrar abrasões na ponta de nariz, lábios, bochechas e mento em pacientes que sofreram traumatismo den- toalveolar . As áreas abrasionadas devem ser total- mente limpas a fi m de remover todo corpo estranho. Substâncias degermantes usadas na lavagem das mãos e irrigação salina co- piosa devem ser utilizadas com esse propósito.

  • Todas as partícu- las de material estranho devem ser removidas. Se essas partículas permanecerem no tecido, resultarão em uma “tatuagem” perma- nente e difícil de ser tratada. Em abrasões profundas e contami- nadas com sujeira ou outro material, pode ser necessário aneste- siar a área e usar uma escova cirúrgica (ou escova de dente) para remover completamente os detritos.

  • Uma vez que a ferida esteja livre de detritos, a aplicação tó- pica de uma pomada antibiótica é o tratamento adequado. Um curativo não-compressivo pode ser utilizado se a abrasão é pro- funda, mas é desnecessário em abrasões superfi ciais. Antibióticos sistêmicos não são normalmente indicados. Durante a semana seguinte, ocorrerá reepitelização da ferida, que é uma crosta de sangue e plasma ressecados que se desenvolve após uma lesão de tecido mole (p. ex., uma crosta). A crosta cairá, então.

  • Se uma abrasão profunda na superfície cutânea é descoberta após a limpeza da ferida, a consulta com um cirurgião buco- maxilofacial é indicada, pois podem ser necessários enxertos de pele para prevenir quantidades excessivas de formação de tecido cicatricial.

  • O dentista pode criar abrasões iatrogenicamente, como as que ocorrem quando a haste de uma broca em movimento atinge a mucosa oral ou quando uma compressa de gaze ou outro tecido (p. ex., blocos triangulares absorventes) abrasiona a mucosa du- rante sua remoção da boca. Felizmente, o epitélio oral regenera- se rapidamente e nenhum tratamento, a não ser a higiene oral de rotina, é indicado.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Lesões Dentoalveolares e de Tecidos Moles
  • LESÕES DOS TECIDOS MOLES
  • Abrasão
  • Contusão
  • Laceração
  • Limpeza da Ferida
  • Desbridamento da Ferida
  • Hemostasia da Ferida
  • Fechamento da Ferida
  • LESÕES DENTOALVEOLARES
  • Tratamento das Lesões Dentoalveolares
  • Anamnese
  • Exame Clínico
  • Exame Radiográ? co
  • Classi? cação das Lesões Traumáticas dos Dentes e Estruturas de Suporte
  • Tratamento das Lesões Dentoalveolares
  • Fissura Coronária
  • Fratura Coronária
  • Fratura Coronário-radicular
  • Fratura Horizontal da Raiz
  • Sensibilidade
  • Mobilidade
  • Intrusão
  • Extrusão
  • Deslocamento Lateral
  • Avulsão
  • Fraturas Alveolares
  • Tratamento da Polpa
  • FIM...