Curso Online de Alimentação e Saúde

Curso Online de Alimentação e Saúde

Imunidade e nutrição, saúde cardiovascular e alimentação saudável.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,99
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Imunidade e nutrição, saúde cardiovascular e alimentação saudável.

Docente no ensino superior, médio e fundamental. Biólogo, químico e bioquímico. Doutorando em ciência e tecnologia de alimentos. Especializando em nutrição, envelhecimento e longevidade. Mestre em alimentos e nutrição. Especialista em nutrição clínica e esportiva, gerontologia e qualidade de vida e metodologia de ensino de biologia e química. Graduado em bacharelado em bioquímica, licenciatura em química e também em biologia. Experiência como professor de ciências, biologia, química, bioquímica e alimentos. Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4485065A7.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Alimentação e Saúde

    Professor Mestre em Alimentos e Nutrição Walisson

  • Introdução

    Introdução

  • Os hábitos alimentares influenciam amplamente no fortalecimento ou diminuição da saúde. Sabe-se que o consumo de seis ou mais vegetais preferencialmente in natura ou minimamente processados, associados ao evitar o consumo dos alimentos ultraprocessados, os quais geralmente contêm quantias inadequadas de nutrientes e principalmente micronutrientes e compostos bioativos, além de conterem exagero de certos ingredientes que podem causar danos é viável visando reduzir o risco do surgimento de várias doenças. Por exemplo, o consumo adequado de fibras alimentares pode estar associado à redução do risco do surgimento de doenças cardiovasculares, diabetes e certos tipos de câncer.

  • Com o aumento da expectativa de vida, convêm entender melhor e conscientizar a sociedade a optar pela alimentação saudável para assim ter melhor qualidade de vida.

  • Com o aumento da expectativa de vida dos brasileiros e ao mesmo tempo o crescente aparecimento de doenças crônicas como obesidade, aterosclerose, hipertensão, osteoporose, diabetes e câncer, está havendo uma preocupação maior, por parte da população e dos órgãos públicos de saúde, com a alimentação.

  • A noção de dieta equilibrada é resultado de décadas de pesquisa em nutrição realizadas desde a descoberta de nutrientes e sua importância para o desenvolvimento e crescimento do corpo e manutenção da saúde. A nutrição desempenha um papel fundamental na prevenção de doenças crônicas, pois a maioria delas está relacionada com a dieta inadequada.

  • Uma alimentação adequada durante a vida favorece um envelhecimento sadio, e consequentemente maior expectativa de vida. Devido ao declínio das funções fisiológicas, que ocorre no processo de envelhecimento, a absorção e o metabolismo dos nutrientes ficam prejudicados, e quando associados a doenças, a biodisponibilidade dos nutrientes pode ficar ainda mais prejudicada, tendo em vista que os medicamentos também interferem nesta.

  • A demanda dos consumidores dos alimentos está mudando. Enquanto no século passado os estudos sobre alimentos seguros e disponíveis, foram no geral destinados a prevenir doenças devido a deficiência de nutrientes como vitaminas e minerais, no final do século passado surgiu a demanda de alimentos para proporcionar mais saúde devido ao maior interesse dos consumidores no papel dos alimentos no bem-estar e na maior expectativa de vida, bem como na prevenção da iniciação, promoção e desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis.

  • O desenvolvimento de hábitos alimentares é um processo complexo que pode ser influenciado por fatores como a estrutura da família, hábitos culturais, renda, preços, níveis de estresse e avanços tecnológicos. Vários estudos epidemiológicos nos últimos 50 anos têm claramente mostrado que dietas ricas em frutas, verduras e legumes podem prevenir e reduzir o risco de doenças crônicas (por exemplo, doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes).

  • A ingestão elevada de vegetais está fortemente associada ao menor risco de desenvolver doenças como câncer e doenças cardiovasculares, que são geralmente as maiores causas de morte dos países industrializados.

  • Estima-se que um terço das mortes por câncer nos países industrializados poderia ser evitado através de dieta apropriada. Isto sugere que mudanças comportamentais na dieta, como aumento do consumo de frutas, verduras e grãos integrais, e mudanças no estilo de vida são estratégias práticas para significativa redução da incidência de câncer.

    Há uma enorme quantidade de literatura científica associando o consumo de dietas ricas em vegetais, com redução do risco de câncer, particularmente os do trato digestivo.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,99
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Introdução
  • Alimentos Funcionais
  • Saúde Cardiovascular
  • Fitoquímicos e Saúde
  • Imunidade e Nutrição
  • Antioxidantes e Imunonutrição
  • Considerações Finais