Curso Online de Diabetes Infantil

Curso Online de Diabetes Infantil

Conheça os principais sintomas do diabetes infantil. Existem muitos casos em que as crianças desenvolvem diabetes e os pais não conseguem...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 69,98
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Conheça os principais sintomas do diabetes infantil. Existem muitos casos em que as crianças desenvolvem diabetes e os pais não conseguem identificar. E quando isso acontece, não sabem como controlar o problema. Por essa razão, selecionamos alguns sintomas que podem ajudar aos pais a observarem alguma alteração no comportamento dos filhos.

*TERAPEUTA NATURALISTA E MASSAGISTA. *TÉCNICO EM MEDICINA CHINESA, *TÉCNICO EM MEDICINA AYURVEDA *TÉCNICO EM MEDICINA E TIBETANA *CONSULTOR PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA. *CONSULTOR INTELIGÊNCIA EMOCIONAL APLICADA EM SALA DE AULA. *TÉCNICO EM LEITURA DINÂMICA ,MAPAS MENTAIS E APRENDIZAGEM ACELERADA. *FORMADO EM QUÍMICA / BIOLOGIA



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • PROF.SÉRGYO COSTA

    DIABETES
    INFANTIL

  • DIABETES NA CRIANÇA Sumário

    Luís Batalha

    DIABETES NA CRIANÇA Sumário

    Epidemiologia
    conceito
    fisiopatologia
    critérios de diagnóstico
    factores que afectam necessidades de insulina
    evolução da doença e tratamento da fase aguda, remissão e intensificação
    tratamento no domicilio
    problemas comuns: hipoglicémias e cetoacidose
    protocolo HP
    complicações tardias

  • DIABETES NA CRIANÇA Introdução

    DIABETES NA CRIANÇA Introdução

    Luís Batalha

    Doença endócrina mais frequente em idade pediátrica (Moura, 1989)
    em pediatria a diabetes tem implicações profundas na dinâmica familiar (inicio abrupto, insulino-dependentes, dependência da criança)
    trabalho especializado em equipa multidisciplinar que permita a autogestão da doença pela família.

  • DIABETES NA CRIANÇA Prevalência e incidência

    DIABETES NA CRIANÇA Prevalência e incidência

    Luís Batalha

    2 ‰ aos 16 anos (Lissauer e Clayden, 1998);
    5 a 10 % das crianças têm parente do 1º grau com a doença (Foster, 1994)
    pico de incidência entre os 6 - 12 anos
    Em crianças < 10 anos: metade dos casos surge nos meses frios, idade média de 6 anos e uma relação sexo masculino/feminino de 2/1 (Moura, 1989)

  • DIABETES NA CRIANÇA Conceito

    DIABETES NA CRIANÇA Conceito

    Luís Batalha

    Na criança o tipo mais frequente consiste numa anomalia bi-hormonal caracterizada por défice de insulina e aumento de hormonas contra-reguladoras (Glucagon e GH).

    Diabetes primária insulino-dependente

    Diabetes mellitus

    Doença crónica do metabolismo dos HC caracterizada por uma deficiência absoluta ou funcional da insulina

  • DIABETES NA CRIANÇA Fisiologia normal

    DIABETES NA CRIANÇA Fisiologia normal

    Luís Batalha

    HC da dieta

    GLICÉMIA

    Glicose dentro da célula
    (oxidação celular)

    Armazenamento no fígado
    (glicogênese)

    Armazenamento em tecido adiposo
    (lipogênese)

    INSULINA
    (excepto cérebro, fígado, medula renal, hemácias e cristalino dos olhos)

    glicogénio

  • DIABETES NA CRIANÇA Fisiopatologia

    DIABETES NA CRIANÇA Fisiopatologia

    Luís Batalha

    Ataque imune contra células beta
    (produção de Ac e destruição)

    Activação da auto-imunidade
    (não reconhecimento das celulas beta)

    Insulite
    (inflamação do pancreas)

    Evento ambiental
    (infecção, alergenos)

    Sensibilidade genética

    DIABETES MELLITUS

  • Luís Batalha

    DIABETES NA CRIANÇA Curso da doença

    Polúria, polidipsia, polifagia e emagrecimento podem ser referenciados pela família 1 a 2 meses antes do diagnóstico.

    57% iniciam sintomatologia 15 dias antes do internamento, 28% entre os 15 e 30 dias e 14% à mais de um mês.

    No momento do internamento estavam conscientes 51%, 39% prostrados e 105 em choque ou coma.

    (Moura, 1989)

  • Sintomas clássicos (poliúria, polidipsia, polifagia, emagrecimento, cetonúria e glicémia > 200mg/dl (11.1 mmol/l)

    glicémia em jejum > 140 mg/dl (7.8mmol/l )

    teste de tolerância à glicose oral raramente é utilizado nas crianças

    Luís Batalha

    DIABETES NA CRIANÇA Critérios de diagnóstico

    (DGCSP, )

  • DIABETES NA CRIANÇA Factores que afectam as necessidades de insulina

    DIABETES NA CRIANÇA Factores que afectam as necessidades de insulina

    Luís Batalha

    Alimentação
    puberdade (hormonas sexuais)
    stress (resistência transitória á insulina e hiperglicémia)
    infecção (resistência transitória á insulina )
    exercício (facilita o transporte de glicose para o músculo mesmo sem insulina)

  • DIABETES NA CRIANÇA Evolução / tratamento

    DIABETES NA CRIANÇA Evolução / tratamento

    Luís Batalha

    Fase aguda

    Glicémia > 200mg/dl

    glicosúria

    polúria

    Perda de Na, K, glicose

    Utilização de fontes alternativas

    cetona

    Pulmão
    urina
    hidrogénio livre

    cetoacidose

    Eliminação de Co2


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 69,98
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Sumário
  • Introdução
  • Prevalência e incidência
  • Conceito
  • Fisiologia normal
  • Fisiopatologia
  • Fatores que afetam as necessidades de insulina
  • Evolução / tratamento
  • Objetivos do Tratamento
  • Controle metabólico
  • Insulinas humanizadas
  • locais de aplicação da insulina
  • Problemas comuns
  • Problemas comuns emergentes
  • Tratamento - Protocolo HP
  • Complicações tardias
  • síndrome da diabetes do RN
  • DEFINIÇÃO
  • AS CAUSAS
  • ELEVAM O RISCO DE DIABETES
  • FATORES DE RISCO EM PESSOAS NÃO DIABÉTICAS (MODIFICÁVEIS)
  • FATORES DE RISCOS NÃO MODIFICÁVEIS
  • TRATAMENTO DO DIABETES
  • DIABETES DO TIPO 1
  • O TRATAMENTO DO DIABETES TIPO 2 DEPENDE
  • DIABETES DO TIPO 2 TRATAMENTO:
  • HIPOGLICEMIA
  • SINTOMAS DE HIPOGLICEMIA
  • HIPERGLICEMIA
  • HIPERGLICEMIA PRINCIPAIS SINTOMAS
  • DIABETES COMPLICAÇÕES AGUDAS
  • DIABETES DO TIPO 1 COMPLICAÇÕES CRÔNICAS
  • DIABETES DO TIPO 2 COMPLICAÇÕES CRÔNICAS
  • CUIDADOS FUNDAMENTAIS
  • Cuidados com os pés
  • OBJETIVOS
  • Controle da glicemia
  • DEFINIÇÃO DE DIABETES MELITO
  • PREVALÊNCIA
  • IMPORTANTE.
  • ATITUDE COMO MÉDICOS DE ATENÇÃO PRIMÁRIA
  • SINTOMAS E SINAIS CLÁSSICOS
  • DIAGNÓSTICO
  • DEVEM SER INVESTIGADOS
  • TAMBÉM ESTES OUTROS.
  • EXAMES PARA DIAGNÓSTICO
  • CRITÉRIOS DE DM
  • JEJUM
  • DM 1
  • Características do Paciente DM tipo 1
  • DM TIPO 2
  • OUTROS TIPOS DE DIABETES MELLITO
  • DM GESTACIONAL
  • ESTÁGIOS DO DIABETES MELITO
  • AVALIAÇÃO INICIAL: ANAMNESE
  • EXAME FÍSICO
  • EXAMES COMPLEMENTARES
  • TRATAMENTO
  • O TRATAMENTO É BASEADO EM TRÊS EIXOS
  • CRITÉRIOS DE CONTROLE GLICÊMICO
  • ORIENTAÇÕES PARA O PACIENTE
  • DIETA
  • ATIVIDADE FÍSICA
  • Uso clínico
  • BIBLIOGRAFIA