Curso Online de Doenças transmissíveis da infância

Curso Online de Doenças transmissíveis da infância

Aprenda todas as doenças e tratamentos de doenças transmissíveis em crianças

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Aprenda todas as doenças e tratamentos de doenças transmissíveis em crianças



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Doenças Transmissíveis da Infância

    Doenças Transmissíveis da Infância

  • Difteria

    Difteria

    Descrição: Doença transmissível aguda, toxiinfecciosa, imunoprevenível, causada por bacilo toxigênico que freqüentemente se aloja nas amígdalas, faringe, laringe, nariz e, ocasionalmente, em outras mucosas e na pele. É caracterizada por placas pseudomembranosas típicas.

    Agente etiológico: Corynebacterium diphtheriae, bacilo gram-positivo, produtor da toxina diftérica

  • Difteria continuação

    Difteria continuação

    Reservatório: O próprio doente ou o portador, sendo este último mais importante na disseminação do bacilo, por sua maior freqüência na comunidade e por ser assintomático. A via respiratória superior e a pele são locais habitualmente colonizados pela bactéria.
    Modo de transmissão: A transmissão se dá pelo contato direto de pessoa doente ou portadores com pessoa susceptível, através de gotículas de secreção respiratória, eliminadas por tosse, espirro ou ao falar. A transmissão por fômites é pouco freqüente, mas pode ocorrer.
    Período de incubação: Em geral, de 1 a 6 dias, podendo ser mais longo.

  • Difteria continuação

    Difteria continuação

    Período de transmissibilidade: Em média, até duas semanas após o início dos sintomas. A antibioticoterapia adequada erradica o bacilo diftérico da orofaringe, de 24 a 48 horas após a sua introdução, na maioria dos casos.

    Manifestações Clínicas
    - placas pseudomembranosas branco-acinzentadas
    - prostrado e pálido
    - dor de garganta
    - febre
    - edema do pescoço
    - edema periganglionar nas cadeias cervicais e submandibulares

  • Difteria continuação

    Difteria continuação

    Diagnóstico Laboratorial
    Realizado mediante a identificação e isolamento do Corynebacterium diphtheriae através de cultura de material colhido com técnica adequada das lesões existentes (ulcerações, criptas das amígdalas), exsudatos de orofaringe e de nasofaringe, que são as localizações mais comuns, ou de utras lesões cutâneas, conjuntivas

  • Difteria continuação

    Difteria continuação

    Prevenção e Tratamento
    Como prevenção possui o soro antidiftérico (SAD) que deve ser feito em unidade hospitalar e cuja finalidade é inativar a toxina circulante o mais rapidamente possível e possibilitar a circulação de excesso de anticorpos, em quantidade suficiente para neutralizar a toxina produzida pelos bacilos. Além da vacina (tríplice bacteriana e dupla adulto), evita o surgimento da doença, que se tornou rara nos países com sistemas de vacinação eficientes

  • Tétano

    Tétano

    O tétano é uma doença infecciosa não contagiosa causada pelo Clostridium tetani, produtor de exotoxinas que se fixam ao sistema nervoso.
    Agente Etiológico
    Clostridium tetani, bacilo gram-positivo, anaeróbico, esporulado

  • Tétano continuação

    Tétano continuação

    Reservatório
    Camadas superficiais do solo especialmente contaminados por fezes e até na pele humana. Os esporos podem sobreviver no solo seco por dez anos ou mais, podendo ser encontrado no aparelho gastrintestinal de animais e humano sem causar a doença. Em sua forma vegetativa o Clostridium tetani produz três toxinas, sendo a tetanospasmina responsável pela patogenia do tétano (contraturas musculares).

  • Tétano continuação

    Tétano continuação

    Meios de contaminação
    No tétano neonatal a infecção ocorre por contaminação quando são utilizados instrumentos para secção do cordão umbilical; fios contaminados para ligadura do coto umbilical e substâncias contaminadas na ferida umbilical, por exemplo: teia de aranha, esterco, óleos, etc. No tétano acidental ferimento provocado por instrumentos pérfuro-cortantes, lacerações, infecção dentária pós-cirúrgica, infecção pós-aborto, infecção pósqueimaduras.
    Período de incubação
    Tétano neonatal: aproximadamente 7 dias / variando entre 2 a 28 dias;
    Tétano Acidental: aproximadamente 10 dias / variação 2 a 21 dias.

  • Tétano continuação

    Tétano continuação

    Manifestações clínicas
    hipertonia dos masseteres (trismo), disfagia, contratura
    dos músculos da mímica facial (riso sardônico, acentuação dos sulcos naturais da face, pregueamento frontal, diminuição da fenda palpebral), rigidez abdominal (abdome em tábua), contratura da musculatura paravertebral (opistótono), região cervical (rigidez de nuca), de membros (dificuldade para deambular)

  • Tétano continuação

    Tétano continuação

    Diagnóstico
    Essencialmente clínico


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Doenças Transmissíveis da Infância
  • Difteria
  • Difteria continuação
  • Tétano
  • Tétano continuação
  • Tétano continuação
  • Tétano continuação
  • Coqueluche
  • Coqueluche continuação
  • Meningite
  • Meningite continuação
  • Hepatites
  • Hepatite A
  • Hepatite A continuação
  • Hepatite B
  • Hepatite B continuação
  • Sarampo
  • Sarampo continuação
  • Caxumba
  • Caxumba continuação
  • Varicela
  • Varicela continuação