Curso Online de Melhor Qualidade de Vida do Idoso

Curso Online de Melhor Qualidade de Vida do Idoso

Hábitos saudáveis que podem propiciar melhor qualidade de vida.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 15 horas


Por: R$ 24,99
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Hábitos saudáveis que podem propiciar melhor qualidade de vida.

Mestre em alimentos e nutrição. Professor de ciência dos alimentos, biologia, química, ciências e bioquímica. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1141431817967324. Pesquisador de qualidade de vida, alimentação saudável e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Especialista em nutrição clínica e esportiva; gerontologia e qualidade de vida. Estudo intensamente nutrição, alimentos, saúde e gerontologia, dentre outras áreas. Nestes cursos transmito informações preciosas e atualizadas sobre alimentação e saúde com total credibilidade e clareza após estudar intensamente cada conteúdo.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • MELHOR QUALIDADE
    DE VIDA DO IDOSO

  • Atualmente estima-se haver cerca de 35,5 milhões de pessoas com demência no mundo. Este número praticamente irá dobrar a cada 20 anos, chegando a 65,7 milhões em 2030 e a 115,4 milhões em 2050.

  • Nutrição do Idoso

  • A alimentação do paciente idoso deve atender todas as suas necessidades nutricionais, sendo ofertada de forma completa, equilibrada e variada.

    É recomendado que haja o fracionamento das refeições, ou seja, o idoso deve fazer em média de 5 a 6 refeições diárias em horários estabelecidos para que se crie o hábito de rotina alimentar.

    É ideal que sejam ofertadas fontes de proteínas nas refeições intermediárias como leite, iogurte ou queijo por exemplo.

  • Nas grandes refeições é importante que sejam ofertados diversos grupos alimentares como uma fonte de carboidrato como arroz, batata, batata doce, macarrão. Uma fonte de proteína como carne, peixe ou ovo e vegetais e hortaliças em gerais.

    Deve-se evitar sobremesa e sempre dar preferência para o consumo de frutas, já que possuem uma quantidade limitada de açúcares que se forem consumidos em altas quantidades podem auxiliar na elevação da glicemia do paciente.

  • A última refeição do dia, a ceia deve ser uma refeição leve para que não provoque nenhum tipo de desconforto gástrico no paciente e atrapalho o seu sono, pode ser baseada em chás e bolachas saudáveis, por exemplo.

    E por fim deve-se dar uma atenção especial para o consumo de água, pois os idosos possuem baixa percepção da sensação de sede, e tendem a se manter desidratados em boa parte do tempo.

  • O triptofano ricamente presente nas castanhas de caju se converte em serotonina. Este neurotransmissor é a substância que nos mantém felizes e equilibrados. 

  • Frutas e saúde

  • As refeições dos idosos devem ser fracionadas e compostas pelos diversos grupos de alimentos. Para idosas que possuem dificuldades de mastigação e deglutição, os alimentos devem ser oferecidos em consistências adequadas. Legumes e verduras, por exemplo, devem ser mais cozidos e cortados em pequenos pedaços.

  • Dê preferência a folhas refogadas em vez de cruas e, no caso das carnes, faça preparações ao molho ou desfiadas ao invés das grelhadas.

  • Considerando que a constipação intestinal (intestino preso) é queixa frequente nessa população, deve-se incentivar o consumo de cereais integrais, feijões, frutas, legumes e verduras, que fornecem boa quantidade de fibras e beneficiam a saúde do intestino. Além disso, também deve-se incentivar a ingestão de líquidos.

    http://www.crn3.org.br/uploads/BaseArquivos/2020_03_03/FolderWEB_diadamulher_20.pdf


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,99
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Alimentação Saudável
  • Nutrição do Idoso
  • Frutas e saúde
  • Alimentação e Prevenção da Doença de Alzheimer
  • Osteoporose
  • Atividade Física e Saúde do Idoso
  • Saúde Cutânea
  • Prevenção da Hipertensão