Curso Online de Prevenção da Osteoporose

Curso Online de Prevenção da Osteoporose

Osteoporose é uma doença que se caracteriza pela perda progressiva de massa óssea, tornando os ossos enfraquecidos e predispostos a fratu...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas


Por: R$ 27,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Osteoporose é uma doença que se caracteriza pela perda progressiva de massa óssea, tornando os ossos enfraquecidos e predispostos a fraturas. A osteoporose é uma condição mais comum em mulheres acima dos 45 anos que deixa os ossos frágeis e porosos. À medida que vai progredindo com o avançar da idade, a doença aumenta o risco de fraturas.

Mestre em alimentos e nutrição-Unesp. Bioquímico-UFV. Licenciado em Ciências Biológicas. Especialista nas áreas Ensino, Gerontologia e Nutrição. Atualmente professor de biologia e de ciências. Anteriormente professor de ciência dos alimentos, biologia, química, ciências e bioquímica. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1141431817967324. Pesquisador de qualidade de vida, alimentação saudável e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Especialista em nutrição clínica e esportiva; gerontologia e qualidade de vida. Estudo intensamente nutrição, alimentos, saúde e gerontologia, dentre outras áreas. Nestes cursos transmito informações preciosas e atualizadas sobre alimentação e saúde com total credibilidade e clareza após estudar intensamente cada conteúdo. No final de cada curso não há avaliação. Cursou, aprendeu bastante e não tem a preocupação, ansiedade em ser avaliado (a). No certificado é informado o número de dias em que o curso foi cursado e o tanto de horas que ele foi acessado, diante disto, não convém cursar muito rápido e em poucos dias.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Prevenção da Osteoporose

  • Osteoporose (osso poroso) é uma condição patológica que afeta todo o sistema esquelético acometendo 10 milhões de pessoas por ano nos EUA. Ocorre durante o processo de envelhecimento, devido a diminuição dos componentes orgânicos e inorgânicos do osso, à perda de cálcio do corpo (pela urina, fezes e suor) é maior do que a quantidade absorvido da alimentação, fazendo com que a massa óssea fique porosa tornando os ossos frágeis, perdendo a elasticidade e sofrendo fraturas espontâneas. Por exemplo, uma fratura de quadril pode resultar da simples ação de sentar-se muito rapidamente

  • Os ossos são formados por duas camadas, o periósteo camada mais externa, formada pela sua substância compacta, que confere dureza e resistência aos ossos. Já o endósteo, a camada interna, formada pela substância esponjosa, aloja a medula óssea.

  • Do nascimento à adolescência, mais osso é produzido do que perdido durante o remodelamento ósseo. Nos adultos jovens, as taxas de produção e perda óssea são praticamente iguais. À medida que os níveis de esteroides sexuais diminuem, durante a meia-idade, especialmente nas mulheres pós-menopausa, ocorre uma redução de massa óssea, pois a reabsorção óssea ultrapassa a sua formação. Para começar, os ossos das mulheres geralmente são menores do que os dos homens, portanto a perda de massa óssea na velhice causa tipicamente maiores problemas nas mulheres. Estes fatores contribuem para uma incidência mais alta de osteoporose nestas últimas.

    MORA, T.C. Anatomia e fisiologia humanas. Indaial : Uniasselvi, 2012.

  • O tecido ósseo como todo conjunto de células é irrigado por uma vasta rede vascular, responsável pela perfusão sanguínea e oferta de nutrientes. Divide-se em duas camadas: substância compacta, conjunto de células que formam uma matriz rígida, cuja camada externa, o periósteo, que confere a dureza e resistência aos ossos. Mais internamente, no endósteo, cama composta pela substância esponjosa, caracterizada pelas trabéculas (poros) que formam a cavidade medular, alojando a medula óssea, responsável pela produção de células sanguíneas.

  • https://static.biologianet.com/2020/02/estrutura-dos-ossos.jpg

  • O envelhecimento gera algumas mudanças no indivíduo, sendo elas morfológicas, anatômicas, fisiológicas e bioquímicas que ocasionam o aumento de risco de acidentes. Dentre estas mudanças pode-se destacar a alteração auditiva e visual, a diminuição da destreza e redução da massa óssea, diminuição de massa muscular e força, que se integram em fatores que cooperam para a fragilidade do idoso, tornando-os mais vulneráveis a quedas.

  • O envelhecimento tem dois efeitos principais no sistema esquelético: ele se torna mais frágil e perde massa. A fragilidade óssea resulta de uma redução na taxa de síntese proteica e na produção do hormônio de crescimento humano, diminuindo assim a produção de fibras colágenas que dão força e flexibilidade ao osso.

  • A combinação de uma placa motora menos eficiente, menor captação de glicose e menor anabolismo acarreta a redução gradual da massa muscular esquelética, provocando a alteração de sua composição, a aquisição de mais gordura intramuscular e menor quantidade de fibras tipo II. Esse processo é conhecido como sarcopenia. Idosos com sarcopenia têm dificuldades para executar movimentos que exijam força e potência muscular, o que aumenta o risco de fragilidade e dependência. Além disso, o sistema locomotor apresenta alterações estruturais nas articulações e cartilagens e nos ossos. As articulações se tornam mais rígidas e doloridas, e é comum o desenvolvimento de patologias que levam a deformidades ósseas, principalmente nas mãos e nos pés, e que também podem alterar a curvatura da coluna vertebral. Nos ossos, a redução da formação de osteócitos e o aumento dos osteoclastos provocam uma progressiva porosidade óssea, gerando maior possibilidade de fraturas.

  • A perda de massa óssea resulta da desmineralização e geralmente começa depois dos 30 anos, nas mulheres, acelera-se bastante depois dos 45 anos, à medida que o nível de estrógenos diminui, e continua até que cerca de 30% do cálcio dos ossos seja perdido, ao redor dos 70 anos de idade. Uma vez iniciada a perda óssea nas mulheres, aproximadamente 8% da massa óssea são perdidos a cada 10 anos. Nos homens, a perda de cálcio ósseo só começa tipicamente após os 60 anos de idade e em torno de 3% de massa óssea são perdidos a cada 10 anos. A redução do cálcio ósseo é um dos problemas, na osteoporose. A perda de massa óssea também causa deformidades ósseas, dor, rigidez, alguma redução da estatura e perdas dentárias.

    Mora, Ticiana Camila. Anatomia e fisiologia humanas. Indaial : Uniasselvi, 2012.

  • Sistema Esquelético


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 27,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Sistema Esquelético
  • Osteoporose
  • Proteínas
  • Contração Muscular
  • Prevenção da Osteoporose
  • Promoção da Saúde
  • Atividade Física e Saúde
  • Envelhecimento Saudável