Curso Online de A Terapia Ocupacional na Ergonomia - Laudo Ergonômico - Passo a passo simplificado

Curso Online de A Terapia Ocupacional na Ergonomia - Laudo Ergonômico - Passo a passo simplificado

Curso voltado APENAS para estudantes e profissionais de Terapia Ocupacional. O curso tem como OBJETIVOS: - Explicar a importância da t...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

De: R$ 80,00 Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Mais de 90 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso voltado APENAS para estudantes e profissionais de Terapia Ocupacional.


O curso tem como OBJETIVOS:

- Explicar a importância da terapia ocupacional na ergonomia e como elaborar um laudo ergonômico adequado, de acordo com a NR 17.

Objetivos da Terapia Ocupacional na Ergonomia:

? Investigar as atividades laborais, as condições dos postos, a organização e as relações de trabalho, além dos fatores estáveis da produção, conhecendo os determinantes da carga de trabalho pela pesquisa de campo;
? Adequar o trabalho ao indivíduo e reorganizar essas relações fornecendo subsídios teóricos sobre os cuidados com o corpo e facilitando a comunicação interpessoal no trabalho, a partir da compreensão e da transformação das relações de poder;
? Favorecer ao trabalhador autoconhecimento como pessoa, cidadão e profissional, evidenciando seus direitos e deveres, além da relação de interdependência para perceber a dimensão do trabalho na sua vida pessoal, caracterizando-se sobre o seu papel e suas responsabilidades no processo, no conflito e na busca de soluções, em relação a sua saúde física, mental, espiritual e social, podendo prevenir doenças ocupacionais e acidentes de trabalho. Watanabe; Nicolau (apud LACMAN, 2004).

Terapeuta Ocupacional desde 2006 pela Universidade Potiguar Especialista em Educação Inclusiva pela Facinter desde 2007 Especialista em Acupuntura e Eletroacupuntura pela Facredentor desde 2008 Formada em Shiatu básico e avançado desde 2009



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • A TERAPIA OCUPACIONAL NA ERGONOMIA – LAUDO ERGONÔMICO (Passo a passo)

    A TERAPIA OCUPACIONAL NA ERGONOMIA – LAUDO ERGONÔMICO (Passo a passo)

    Dra. Vanessa Picanço de M. Maia
    CREFITO 8764
    Chefe do setor de terapia ocupacional – SESIclínica (Cat/Natal) -Reabilitação e Ergonomia de 2007 a 2012.

    ATENÇÃO !
    Curso direcionado apenas para Terapeutas Ocupacionais.

  • Um artigo recente da Associação Americana de Terapia Ocupacional (2001), aponta a consultoria em ergonomia como uma das dez novas áreas emergentes de atuação na profissão. Justifica tal demanda pela crescente consciência das relações entre os fatores ocupacionais e o adoecimento, sobretudo, pelo advento dos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho, além da necessidade das empresas investirem em programas preventivos como forma de se precaverem de possíveis indenizações trabalhistas por parte dos lesionados. Watanabe; Nicolau (apud DECARLO; BARTOLOTI, 2001).

    Um artigo recente da Associação Americana de Terapia Ocupacional (2001), aponta a consultoria em ergonomia como uma das dez novas áreas emergentes de atuação na profissão. Justifica tal demanda pela crescente consciência das relações entre os fatores ocupacionais e o adoecimento, sobretudo, pelo advento dos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho, além da necessidade das empresas investirem em programas preventivos como forma de se precaverem de possíveis indenizações trabalhistas por parte dos lesionados. Watanabe; Nicolau (apud DECARLO; BARTOLOTI, 2001).

    TERAPIA OCUPACIONAL

  • O Terapeuta ocupacional tem como missão estimular os trabalhadores a refletirem sobre seus direitos e deveres no que se refere a sua saúde e segurança no trabalho, incluindo o resgate de prazer, criando e controlando suas ações. Segundo Lancman, os terapeutas ocupacionais buscam em suas práticas, prevenir adoecimentos, tratar, reabilitar, e fazer com que os indivíduos afastados por adoecimentos ligados a sua atividade, retornem ao trabalho, agindo na prevenção, no tratamento e na recuperação das capacidades diminuídas.

  • O terapeuta ocupacional encaixou-se para atuar em ergonomia pelos seus conhecimentos técnicos que estão diretamente ligados à ciência e a epidemia de DORT, e vem atuando com enorme competência na área, conseguindo estabelecer metas e objetivos para alcançar o sucesso na implementação de um projeto ergonômico.

  • A ATIVIDADE DA TERAPIA OCUPACIONAL NA EMPRESA (LAUDO ERGONÔMICO)

    A ATIVIDADE DA TERAPIA OCUPACIONAL NA EMPRESA (LAUDO ERGONÔMICO)

    RESOLUÇÃO Nº 265/2004 – DISPOE SOBRE A ATIVIDADE DA TERAPIA OCUPACIONAL NA EMPRESA .

    RESOLUÇÃO Nº. 265, DE 22 DE MAIO DE 2004
    (D.O.U Nº. 99, DE 25.05.04, SEÇÃO I, PÁG. 136)
     
    Dispõe sobre a atividade do Terapeuta Ocupacional na empresa e dá outras providências.
     
    O Plenário do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, em sua 123ª Reunião Ordinária, realizada no dia 22 de maio de 2004, na Sede da Instituição, situada no SRTS – Quadra 701 – Conj. L – Edifício Assis Chateaubriand, Bloco II, Salas 602/614, Brasília – DF, Considerando:
    O disposto na Lei Federal nº 6.316, de 17/12/1975;
    O disposto na Resolução CNE/CES nº 6, de 19/02/2002, que estabelece as diretrizes curriculares para graduação de Terapeuta Ocupacional;
    A demanda de Terapeutas Ocupacionais que já atuam nas empresas, contribuindo para a prevenção, manutenção e cuidados profissionais no campo da saúde ocupacional, Resolve:

  • Art. 1º - São atribuições do Terapeuta Ocupacional que presta assistência a saúde do trabalhador, independentemente do local em que atue:
    I – Promover ações profissionais, de alcance individual e/ou coletivo, preventivas aos distúrbios cinéticos-ocupacionais-laborais;
    II – Prescrever a atividade humana como recurso terapêutico em seus aspectos bio-psico-sócio-cultural, através de procedimentos que envolvam as atividades construtivas, expressivas e laborativas;

    III – Analisar a atividade laboral através do controle ergonômico (Laudo ou análise ergonômica);
    IV – Identificar o nexo causal das demandas ocupacional/laborativas intercorrentes através de entrevista, onde são ouvidas as queixas do trabalhador, e análise da atividade laboral exercida, considerando as questões sociais, psicológicas e ergonômicas presentes na vida do cidadão;
    V – Orientar a adaptação do ferramental de trabalho para melhorar a qualidade da atividade laboral desenvolvida;
    VI – Dirigir oficinas terapêuticas;
    VII – Prestar serviços de auditoria, consultoria e assessoria especializada no seu campo de intervenção profissional;
    VIII – Participar de programas educativos preventivos destinados ao processo de manutenção da saúde.

  • Art. 2º - O Terapeuta Ocupacional deverá contribuir para a harmonia e para a qualidade assistencial do trabalho em equipe e a ele integrar-se, sem renunciar a sua independência ético/profissional.
    Art. 3º - O Terapeuta Ocupacional deverá ser um ente profissional ativo nos processos de planejamento e implantação de programas destinados à educação do trabalhador nos temas referentes ao acidente do trabalho, doença funcional/ocupacional e educação para a saúde.
    Art. 4º - Os casos omissos serão deliberados pelo Plenário do COFFITO.
    Art. 5º - Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.
     
    CÉLIA RODRIGUES CUNHA ANDRÉ LUIZ BENTIN DE LACERDA
    Diretora-Secretária Presidente em Exercício

  • ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL

    ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL

    A terapia ocupacional atua em três níveis:
    prevenção;
    Habilitação;
    reabilitação.
    O ser humano tem uma plataforma de sobrevivência baseada em uma tríade formada pelos cuidados pessoais, recreação e trabalho. Baseados nas informações sobre essa tríade, os terapeutas ocupacionais traçam objetivos gerais de tratamento, mantendo a função que o paciente tem preservada, desenvolvendo a função que está deficitária, estimulando a descoberta de novas habilidades. Isto é, mantêm-se as habilidades já existentes, desenvolve-se o que necessita e estimula-se o novo.

  • AÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL

    AÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL

    O Terapeuta Ocupacional desenvolve diversas ações como:
    a análise ergonômica do trabalho;
    atendimento ambulatorial na reabilitação física e mental;
    avaliação postural;
    cinesioterapia laboral;
    palestras;
    orientações posturais;
    adaptação dos portadores de necessidades especiais nos postos de trabalho;
    recolocação de um colaborador após acidente de trabalho;
    elaboração e desenvolvimento de programas de qualidade de vida.

  • OBJETIVOS DA ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NA ERGONÔMIA:

    OBJETIVOS DA ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NA ERGONÔMIA:

    Investigar as atividades laborais, as condições dos postos, a organização e as relações de trabalho, além dos fatores estáveis da produção, conhecendo os determinantes da carga de trabalho pela pesquisa de campo;
    Adequar o trabalho ao indivíduo e reorganizar essas relações fornecendo subsídios teóricos sobre os cuidados com o corpo e facilitando a comunicação interpessoal no trabalho, a partir da compreensão e da transformação das relações de poder;
    Favorecer ao trabalhador auto-conhecimento como pessoa, cidadão e profissional, evidenciando seus direitos e deveres, além da relação de interdependência para perceber a dimensão do trabalho na sua vida pessoal, caracterizando-se sobre o seu papel e suas responsabilidades no processo, no conflito e na busca de soluções, em relação a sua saúde física, mental, espiritual e social, podendo prevenir doenças ocupacionais e acidentes de trabalho. Watanabe; Nicolau (apud LACMAN, 2004).

  • ERGONOMIA

    ERGONOMIA

    O termo Ergonomia deriva das palavras gregas ergon (trabalho) e nomos (leis, regras). Este termo foi utilizado pela primeira vez em 1857 por um polaco, de nome Wojciech Jastrzebowski que publicou uma obra intitulada “Ensaios de Ergonomia ou ciência do trabalho, baseada nas leis objetivas da ciência sobre a natureza”. A Ergonomia é então definida como a ciência da utilização das forças e das capacidades humanas.
    A ergonomia estuda basicamente a relação entre homem, máquina, ambiente, e mais precisamente as interfaces desse sistema em que ocorrem trocas de informações e energias que resultam na realização do trabalho. (LIDA, 2005).
    A principal meta da ergonomia é a preservação da integridade física, mental e social do ser humano, almejando equilíbrio e relação harmoniosa entre o trabalhador e seu posto de trabalho (LIDA, 1990).


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • A TERAPIA OCUPACIONAL NA ERGONOMIA – LAUDO ERGONÔMICO (Passo a passo)
  • Um artigo recente da Associação Americana de Terapia Ocupacional (2001), aponta a consultoria em ergonomia como uma das dez novas áreas emergentes de atuação na profissão. Justifica tal demanda pela crescente consciência das relações entre os fatores ocupacionais e o adoecimento, sobretudo, pelo advento dos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho, além da necessidade das empresas investirem em programas preventivos como forma de se precaverem de possíveis indenizações trabalhistas por parte dos lesionados. Watanabe; Nicolau (apud DECARLO; BARTOLOTI, 2001).
  • A ATIVIDADE DA TERAPIA OCUPACIONAL NA EMPRESA (LAUDO ERGONÔMICO)
  • ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL
  • AÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL
  • OBJETIVOS DA ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NA ERGONÔMIA:
  • ERGONOMIA
  • OBJETIVOS DA ERGONOMIA
  • O ESTUDO DA ERGONOMIA
  • TIPOS DE ERGONOMIA
  • NORMA REGULAMENTADORA – NR 17
  • LAUDO ERGONÔMICO
  • PASSO A PASSO PARA ELABORAR UM LAUDO ERGONÔMICO
  • ROTEIRO PARA ANÁLISE ERGONÔMICA
  • TERAPIA OCUPACIONAL X ERGONOMIA
  • REFERÊNCIAS