Curso Online de Parvovirose Canina
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Parvovirose Canina

Este curso aborda a parvovirose canina, uma das principais doenças do melhor amigo do homem.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 2 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 50 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso aborda a parvovirose canina, uma das principais doenças do melhor amigo do homem.

Técnico agrícola, agrônomos e médicos veterinários.


- Jackson Taylon Silva Carvalho

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Parvovirose Canina

    Parvovirose Canina

  • Introdução a Parvovirose Canina

    Introdução a Parvovirose Canina

    A Parvovirose Canina é uma das principais viroses de cães, caracterizada por gastroenterite hemorrágica aguda, é extremamente contagiosa e possui com elevada mortalidade (80%), afetando principalmente cães não vacinados, muitas vezes é fatal para os filhotes.
    Causada por um vírus da família Parvoviridae.

    Provoca nos cães sinais intensos de vômitos e diarréia com sangue, levando a uma alta letalidade entre os animais doentes.

  • Histórico

    Histórico

    O Parvovírus foi descrito pela primeira vez no final da década de 70, nos Estados Unidos.
    Os primeiros surtos da doença foram descritos no Brasil em 1980, e desde então, muito se progrediu no controle desta afecção, principalmente em se tratando da imunização dos animais.
    Não se sabe onde a doença se originou e por que ela apareceu subitamente em várias partes do mundo ao mesmo tempo.

  • Sinônimos da Parvovirose Canina

    Sinônimos da Parvovirose Canina

    Também conhecido como:
    “Vírus Diminuto dos Cães”
    Enterite Canina Parvoviral.

  • Epidemiologia da Parvovirose Canina

    Epidemiologia da Parvovirose Canina

    Distribuição: Mundial
    Predileções Raciais:
    As raças mais predispostas são Rottweilers, Dobermans e Pinchers.
    Não há predileção sexual
    Idade:
    Pode acometer cães de qualquer idade mas o grupo de maior risco são os cães não vacinados, em especial, os animais mais jovens, com menos de 6 meses de vida, correspondendo a 85% dos casos da doença, por não terem recebidos a estimulação antigênica para formação de anticorpos específicos aos vírus da parvovirose.
    A doença nos filhotes com menos de 3 meses de idade tende a ser mais grave, principalmente em animais com infecção concomitantes, como as infecções parasitárias intestinais(vermes e giárdia).
    O vírus é transmitido pela eliminação fecal e a porta de entrada é a via oral. 

  • Epidemiologia da Parvovirose Canina

    Epidemiologia da Parvovirose Canina

    Possui alta mortalidade e é extremamente contagiosa.
    Algumas condição de risco de incidência são preponderantes, a saber temos:
    Aglomeração de animais, tais como clínicas veterinarias, “Pet shop”, canis de criação.

  • Agente Etiológico da Parvovirose Canina

    Agente Etiológico da Parvovirose Canina

  • Agente Etiológico da Parvovirose Canina

    Agente Etiológico da Parvovirose Canina

    Classificação Biológica:
    Família: Parvoviridae
    Gênero: Parvovirus

    Características do parvovírus canino:
    Genoma: DNA;
    Pequeno (20 a 25 nm), são alguns dos menores vírus encontrados na natureza (o nome parvus: significa pequenos, origem latim);
    Sem envelope lipoprotéico;
    Capsídeo de simetria icosaédrica, composto por 60 capsômeros.

  • Agente Etiológico da Parvovirose Canina

    Agente Etiológico da Parvovirose Canina

    O parvovírus é estável no ambiente:
    Suporta alterações de pH e de temperatura e é resistente a maioria dos desinfetantes, podendo sobreviver de dias a meses em objetos, dependendo da temperatura.
    Isso é importante porque o ambiente no qual um animal doente está alberga grande quantidade de vírus e a desinfecção adequada do recinto é imprescindível.
    Para uma desinfecção eficaz, o recomendado são produtos a base de hipoclorito de sódio (Cloro) na higienização.

  • Transmissão

    Transmissão

    Os animais enfermos devem ficar isolados dos outros animais e as fezes são as principais fontes de infecção:
    Durante a enfermidade aguda, aproximadamente 1-2 semanas após isso, elimina-se uma quantidade maciça de parvovírus (mais de 1 bilhão de virions por grama de fezes) nas fezes de cães infectados. O vírus pode estar presente em outras secreções e excretas durante a essa fase da doença. 
    O fato de os vírus conseguirem sobreviver e permanecer infeccioso por muitos meses no ambiente, em fômites, devemos considerar, portanto que a contaminação ambiental é um aspecto fundamental na prevenção desta doença.

  • Transmissão

    Transmissão

    Formas de transmissão do vírus entre os caninos:
    A ingestão ou inalação das partículas virais das fezes de um animal enfermo;
    Contato direto com um cão doente;
    Contato indireto com objetos (camas, vasilhas, pêlos sujos) ou no próprio ambiente contaminado pelo vírus.
    Mesmo o cão já estando curado, o vírus continua sendo eliminado através das fezes até 3 semanas após a infecção.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Parvovirose Canina
  • Introdução a Parvovirose Canina
  • Histórico
  • Sinônimos da Parvovirose Canina
  • Epidemiologia da Parvovirose Canina
  • Agente Etiológico da Parvovirose Canina
  • Transmissão
  • Patogênia
  • Diagnóstico Laboratorial
  • Diagnóstico – Achados Laboratoriais
  • Diagnóstico – Achados Macroscópicos
  • Sinais Clínicos da Parvovirose Canina
  • Sinais Clínicos da Parvovirose Canina
  • Diagnóstico Diferencial
  • Tratamento
  • Vacinação
  • Prognóstico
  • Considerações Finais