Curso Online de CRIAÇÃO DE BOVINOS DE LEITE PARA AGRICULTORES FAMILIARES
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de CRIAÇÃO DE BOVINOS DE LEITE PARA AGRICULTORES FAMILIARES

O presente curso, aborda de forma clara e com metodologia simples, a criação de Bovinos de Leite para Agricultores Familiares, que queira...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O presente curso, aborda de forma clara e com metodologia simples, a criação de Bovinos de Leite para Agricultores Familiares, que queiram produzir dentro de técnicas acessíveis.

Engenheiro Agrônomo (UFRPE), Especialista em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável (UNINTER), Especialista em Educação Ambiental e Sustentabilidade (UNINTER) e Técnico em Edificações (CEFET/PE) - Experiência profissional em: Planejamento Ambiental (Planos e Projetos), Planejamento Rural (Projetos Agropecuários), Assistência Técnica e Extensão Rural, Agricultura Familiar, Cooperativismo e Associativismo, Projetos de Costruções e Instalações Rurais, Avaliação de Imóveis Rurais (Laudos Técnicos), Economia Solidária e Desenvolvimento Rural Sustentável. Tendo atuado nas áreas citadas durante 25 anos através de Entidades Públicas, Privadas e Organizações Não Governamentais.


- Ramon Luis Dos Santos Silva

- Jairo Gomes De Melo

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Criação de Bovinos de Leite para Agricultores Familiares

    Criação de Bovinos de Leite para Agricultores Familiares

    Janilson Barros do Amaral
    Engenheiro Agrônomo

  • Introdução
    O Brasil é o sexto maior produtor de leite do mundo e cresce a uma taxa anual de 4%, superior à de todos os países que ocupam os primeiros lugares; respondendo por 66% do volume total de leite produzido nos países que compõem o Mercosul. Isso acontece devido à importância dos agricultores familiares na produção de leite, onde representam, em média, 52% do PIB - Produto Interno Bruto originado desse setor. Contudo, na maioria das pequenas propriedades ainda é baixa a adoção de tecnologias, muitas vezes por falta de informações ou de adequações de técnicas de manejo sanitário, alimentar, reprodutivo e outros. A importância econômica da atividade leiteira para a agricultura familiar tem como aspectos positivos: alta capacidade de absorção de mão-de-obra; alta capacidade de agregar valor na propriedade; grande alcance social e possibilidade de uso econômico e conservacionista dos pequenos imóveis rurais. Esse curso tem como objetivo colaborar com os agricultores familiares para uma produção mais racional e com técnicas acessíveis; dentro dos contextos, social, econômico e ambiental.

  • Manejo do Rebanho

    Manejo de Bezerros (as):
    Ingestão do colostro (“Leite Sujo”): Colostro, é o leite produzido nos primeiros oito a dez dias após o parto. A primeira ingestão deve ser feita até seis horas após o parto. Protege as “Crias” contra doenças infecciosas nas primeiras semanas de vida. Deve ser mamado de três a oito dias, até a vaca “limpar” o leite.
    Tratamento do umbigo: A desinfecção deve ser feita mergulhando o “coto” (pedaço do umbigo depois do corte) em um vidro de boca larga contendo solução de iodo a 10%. O tratamento deve ser repetido durante três a cinco dias para prevenir entrada de “micróbios” que podem causar doenças como: Onfaloflebite (inflamação do umbigo), Diarreias e Artrite.
    Identificação: Deverá ser feita com brinco ou tatuagem no dia do nascimento do animal.

  • Manejo do Rebanho
    (continuação)

    Manejo de Bezerros (as)
    Registro do animal: Registrar a data de nascimento, o peso ao nascer, a cor da pelagem e os nomes do pai e da mãe do animal.
    Descorna: Deverá ser feita nas primeiras três a quatro semanas de vida, quando surgir os “botões” dos chifres. Os dois métodos utilizados deverão ser: Descorna com Ferro Quente ou Descorna com Pasta Cáustica.
    Castração: Fazer a castração dos machos, para evitar cruzamentos indesejáveis, de preferência com o “Burdizzo” (ferramenta em forma de alicate.

  • Manejo do Rebanho
    (continuação)
    Manejo de Bezerros (as)

    Descorna com Ferro Quente:
    1 - Aparar com tesoura os pelos em volta dos botões dos chifres.
    2 - Queimar, colocando a parte curva do ferro sobre os botões dos chifres, firmando bem para o ferro não escorregar. Em seguida, virar o ferro, colocar o lado reto sobre o mesmo local e firmar bem, até que desapareça a saliência.
    3 - Aplicar repelente, sem atingir os olhos ou a boca do animal

  • Manejo do Rebanho
    (continuação)
    Manejo de Bezerros (as)

    Descorna com Pasta Cáustica:
    1 - Aparar com tesoura os pelos em volta dos botões dos chifres e em seguida escarificar os botões dos chifres com a parte serrilhada do bastão, sem permitir sangramento.
    2 - Passar vaselina em volta dos botões dos chifres, sem sujar os botões.
    3 - Aplicar a Pasta Cáustica em cima dos botões dos chifres sem deixar a pasta escorrer pela cabeça do animal.

  • Manejo do Rebanho
    (continuação)
    Manejo de Bezerros (as)

    “ Castrar os animais com o auxílio do “Budizzo” (ferramenta em forma de alicate). Puxar os testículos para trás e localizar com os dedos os cordões espermáticos. Colocar a “boca” do Burdizzo nos cordões espermáticos (um de cada vez), fechar a ferramenta até o final, esperar um minuto (em média), em seguida abrir e retirar .”

  • Manejo do Rebanho
    (continuação)
    Marcação do animal com Ferro Quente:

    “Fazer a marcação no corpo do animal com ferro em brasa, escolhendo – se locais permitidos por lei. Não colocar a mesma marca em mais de um local do corpo do animal. Verificar a marca diariamente até cicatrizar, se houver inflamação aplicar repelente até a cicatrização. A idade ideal para a marcação é até os 60 dias de idade.”

  • Manejo do Rebanho
    (continuação)
    Locais permitidos por lei para marcação com Ferro Quente:

    “”

  • Manejo do Rebanho
    (continuação)
    Manejo de Novilhos (as)
    Separação por sexo: A idade em que a fêmea entra no cio pela primeira vez varia em média de 320 dias a 460 dias. Os machos começam a produzir espermatozoides a partir do 5o mês de vida. Touro de 34 a 35 semanas já entram na fase de puberdade.
    Idade à primeira cobertura:
    A idade da primeira cobertura deverá ser baseada no peso da novilha, conforme cada raça :
    1 – Raças de grande porte (Holandesa e Pardo – Suíço): Maior que 340kg de peso vivo.
    2 – Raças de médio Porte (Girolanda e Mestiças de Zebuínas com Taurinas): Maior que 320kg de peso
    3 – Raças de pequeno porte (Gir, Jersey e Guernsey): Maior que 280kg de peso vivo.

  • Manejo do Rebanho
    (continuação)
    Manejo de Matrizes (Vacas)
    Parição: Uma semana antes da parição, colocar a vaca em piquete com gramíneas, próximo das instalações (curral). Após o parto deverá ser feita a higiene lavando – se a parte traseira do animal com água e sabão, podendo ser usado desinfetante. Caso duas horas após o rompimento da “bolsa” o bezerro não nascer, com o auxílio de luvas, observar se o mesmo está vivo e na posição normal, depois puxar a cria com leve tração de uma cordinha fina e limpa, amarrada nas patas dianteiras. Se não houver resultados procurar um Médico Veterinário.
    Escolha da Matriz (Vaca):
    Conformação exterior: Úberes bem conformados, firmes e com tetas perfeitas; cabeça pequena e delicada demonstrando feminilidade; aprumos perfeitos e corpo em forma de cunha.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Criação de Bovinos de Leite para Agricultores Familiares
  • Introdução
  • Manejo do rebanho
  • -Manejo de bezerros
  • -Marcação do animal com ferro quente
  • -Locais permitido para marcação
  • -Manejo de matrizes(vacas)
  • -Ordenha
  • -Manejo do reprodutor (Touro)
  • Manejo reprodutivo do rebanho
  • Manejo sanitário do rebanho
  • Construções e instalações pata o rebanho
  • Manejo alimentar do rebanho
  • Principais pragas das pastagens
  • Produtividade da pecuária
  • Bibliografia