Curso Online de Educação Ambiental
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Educação Ambiental

A natureza precisa da nossa ajuda. Saiba como fazer sua parte e ajudá-la.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

A natureza precisa da nossa ajuda. Saiba como fazer sua parte e ajudá-la.

"encelente qostei muito."

- Francisco De Assis Viana Lopes

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • centro nacional de educação a distância

    curso de gestão ambiental

    educação ambiental no ensino fundamental

  • centro nacional de educação a distância

    curso de gestão ambiental

    educação ambiental no ensino fundamental

    por: fernanda marçal vieira

    apresentação do trabalho de conclusão de curso ao cened, como condição prévia para a conclusão do curso de gestão ambiental.
    por :fernanda marçal vieira

  • RESUMO

    resumo

    a educação para o meio ambiental numa visão holística proporciona uma conectividade centrada na consciência ambiental, sendo a escola (é ) um ambiente favorável para se trabalhar conteúdos e metodologias adequadas a esse propósito.

    a inserção do meio ambiente nas escolas deve ser feita de forma contínua, deve ser proposta de uma forma que propicie aos alunos e professores, repensarem seu lugar no mundo, e as suas relações com o ambiente e com os outros seres vivos.

    apoiado em importantes teóricos e pesquisadores nos estudos de meio ambiente, esse trabalho pretende oferecer elementos para compreender a educação ambiental principalmente no que tange ao ensino fundamental.

  • METODOLOGIA

    metodologia

    o presente trabalho trata-se de (uma) pesquisa bibliográfica que tem o propósito de apresentar uma análise sobre as práticas pedagógicas sobre o meio ambiente, apresentando o papel da educação ambiental nas escolas principalmente no ensino fundamental.

    desta forma foi realizada uma detalhada pesquisa bibliográfica tendo como base trabalhos publicados acerca do assunto em questão, como livros e artigos científicos. esse tipo de pesquisa possui um caráter exploratório.

  • SUMÁRIO

    sumário

    introdução .........................................................................................

    histórico da educação ambiental .....................................................
    educação ambiental no mundo ...................................................
    educação ambiental no brasil .....................................................

    consciência ambiental .....................................................................
    desenvolvimento sustentável .....................................................
    educação ambiental consciente ................................................

    educação ambiental nas escolas ....................................................
    educação ambiental nos pcns ..................................................
    educação ambiental no ensino fundamental ............................

    conclusão .......................................................................................

    bibliografia .......................................................................................

  • INTRODUÇÃO

    introdução

    nenhum ser vivo ou grupo de seres vivos consegue existir em isolamento.
    todos os organismos, plantas ou animais, precisam de energia ou matéria do meio ambiente para sobreviver, e devido a isso a vida de cada uma afeta os demais. desta forma, preservar o meio ambiente é algo imprescindível.

    muito se discute hoje sobre ecologia ou preservação do ambiente, em várias esferas sociais, especialmente nas escolas, percebe-se então que a questão ambiental é um fato social e político, trabalhar esse tema nas escolas constitui-se uma questão de preservação da vida.

    a escola desta forma deverá ampliar os conhecimentos dos discentes, trabalhando a consciência critica como meio de transformação social, pois alunos conscientes são cidadãos que se relacionarão com a natureza de forma harmoniosa.

    preservar o meio ambiente significa preservar a vida, uma vida saudável, digna e produtiva, uma preocupação que deve passar pela educação em todas as faixas etárias.

    a mudança para uma relação mais harmônica e menos predatória e poluidora com o planeta e as outras espécies depende de todos, mas especialmente, começa em cada um de nós, individualmente, através de dois movimentos distintos: um para dentro de nós mesmo e de nossa família, com adoção de novos hábitos, comportamentos, atitudes e valores; e outro para a sociedade em torno de nós, buscando a união com outros cidadãos para influir em políticas publicas e empresariais, que levem em conta o planeta, a qualidade de vida, a justiça social.

  • o ensino sobre o meio ambiente contribui para o exercício da cidadania, estimulando a ação transformadora e promovendo mudança de comportamentos.

    a educação ambiental é fundamentalmente uma pedagogia de ação. não basta se tornar mais consciente dos problemas ambientais sem se tornar também mais ativo, critico e participativo.

    a idéia de incluir temas relacionados ao meio ambiente e à educação ambiental já existe, o que ocorre é que temos privilegiado o ambiente natural e detrimento ao ambiente social. este, responsável pelas ações humanas que prejudicam o ambiente natural. a idéia é que se pense em preservar o homem antes de se pensar em preservar o meio natural.

    as escolas devem incluir no projeto pedagógico um estudo sobre educação ambiental, cujo principal objetivo seja proporcionar autoconhecimento, socialização e conhecimento. e que tudo isso leve a um conhecimento ambiental, despertando uma consciência capaz de modificar comportamentos.

    esse trabalho tem como principal objetivo analisar de modo integrado e sistêmico o papel da educação ambiental para a formação de alunos mais conscientes, refletindo sobre a trasversalização do tema meio ambiente nas escolas e ainda discutir o papel do professor como educador ambiental, proporcionando aos alunos, e principalmente aos professores, atividades que permitam uma aproximação a respeito de seu próprio comportamento e as causas dos mesmos e conscientizarem-se de que, devido as constantes atividades diárias, nem sempre avaliam suas práticas, seja como educando seja como educadores.

    sendo as crianças e adolescentes o nosso futuro, esse trabalho se pautará na educação ambiental para as turmas do ensino fundamental, que conscientes da agressão ambiental atual, conservarão melhor o meio ambiente, proporcionando um desenvolvimento mais sustentável.

  • Histórico da Educação Ambiental

    histórico da educação ambiental

    a educação ambiental é um instrumento para o exercício da cidadania, na medida em que leva o homem a refletir e agir em nome da preservação da qualidade de vida, orientando-o para o uso adequado dos recursos naturais que, por sua vez submetida a um desenvolvimento político-econômico e social. portanto, tem como objetivo, formar um pensamento crítico e inovador nas diferentes formas de conhecimento, para manutenção da qualidade de vida global. a educação ambiental é um processo de formação e informação orientado para o desenvolvimento da consciência crítica sobre as questões ambientais e de atividades que levam a participação das comunidades na preservação do equilíbrio ambiental.

    a educação ambiental aparece como um instrumento capaz de reeducar o cidadão por conter em seus princípios elementos que possibilitem a reflexão das relações socioeconômicas da sociedade, apontando para novas formas de convivência social; contudo raras são as preocupações a respeito das bases conceituais e epistemológicas sobre as quais ela deverá se desenvolver.

    educação ambiental não deixa de ser educação política, no sentido que ela reivindica e prepara o cidadão para exigir justiça social, cidadania (nacional e planetária), autogestão e ética nas relações sociais e com a natureza; ela tende a questionar, o próprio conceito de educação vigente, exigindo-a, por princípio, criativa, inovadora e crítica.

  • Educação Ambiental no Mundo

    educação ambiental no mundo

    foi a conferência de estocolmo, realizada em 1972, que impulsionou a educação ambiental no mundo. desde então, a educação ambiental, passou a ser considerada como campo de ação pedagógica, adquirindo relevância, sendo criado pela onu o programa das nações unidas para o meio ambiente. dois anos depois, no seminário realizado em tammi, foram estabelecidos os
    princípios de educação ambiental e foi considerada como elemento critico para o combate à crise ambiental. em 1976, a unesco (organização das nações unidas para a educação, a ciência e a cultura), juntamente com o pnuma (programa das nações unidas para o meio ambiente ), em resposta a recomendação da conferência de estocolmo, cria o programa internacional de educação ambiental (piea), voltado a promover, nos países membros, a reflexão, a ação e a cooperação internacional nesse campo.

    as discussões em relação à natureza da educação ambiental passaram a ser desencadeadas e os acordos foram reunidos nos princípios de educação ambiental, estabelecidos no seminário realizado em tammi (comissão nacional finlandesa para a unesco, 1974). esse seminário considerou que a educação ambiental permite alcançar os objetivos de proteção ambiental e que não se trata de um ramo da ciência ou uma matéria de estudos separadas, mas de uma educação integral permanente. além disso, nesse encontro, ficou agendada uma conferência intergovernamental que aconteceria dois anos mais tarde, com o objetivo de estabelecer as bases conceituais e metodológicas para o desenvolvimento da educação ambiental mundial.

    desta forma, em tbitisi na geórgia, celebrou-se a conferência intergovernamental sobre educação
    ambiental, que constitui o ponto culminante do programa internacional da educação ambiental até hoje, iniciado em belgrado. nessa conferencia foram definidos os objetivos e as estratégias pertinentes em âmbito nacional e internacional da educação ambiental, postulando-se que esta seria

  • um elemento essencial para a educação global, orientada para a resolução dos problemas por meio da participação ativa dos educandos na educação formal e não-formal, em favor do bem estar humano.

    as discussões ocorridas em tbilisi contribuíram no sentido de demonstrar a necessidade da educação ambiental para a natureza, definindo seus princípios, objetivos e características e formulando recomendações e estratégias pertinentes aos planos regionais; nacional e internacional. para o seu desenvolvimento, foi recomendada a consideração de todos os aspectos que compõem a questão ambiental, ou seja, os aspectos políticos, sociais, econômicos, científicos, tecnológicos, culturais, ecológicos e éticos;, tornando-a um instrumento de articulação de diversas disciplinas e experiências educacionais que facilitam a visão integrada do ambiente. essa visão holística proporciona a compreensão da complexidade da natureza; adquirir conhecimentos, valores, comportamentos e habilidades práticas para participar eficazmente na prevenção e solução dos problemas ambientais, compreendendo as interdependências econômicas, políticas e ecológicas do mundo moderno, no qual as decisões e os comportamentos dos diversos países produzem conseqüências de alcance internacional; estabelecendo uma relação estreita entre os processos educativos e a realidade, enfocando os problemas por meio de uma perspectiva interdisciplinar e globalizadora, concebendo-a como um processo contínuo, dirigido a todos os grupos de idade e categorias profissionais.

    em 1987, a unesco e o pnuma promoveram a conferência intergovernamental sobre educação ambiental em moscou, para avaliar as realizações dos últimos 10 anos e para um redirecionamento
    da educação ambiental no mundo. dessa conferência saíram as estratégias internacionais para ações no campo da educação e formação ambiental, para a década de 90, ressaltando-se a necessidade de fortalecer as orientações de tbilisi. a ênfase é colocada na necessidade de atender prioritariamente à formação de recursos humanos nas áreas formais e não-formais da educação ambiental e na inclusão da dimensão ambiental nos currículos de todos os níveis de ensino, bem como na elaboração de materiais didáticos de qualidade, insistindo no estabelecimento de canais fluídos de informação e na necessidade de envolver os meios de comunicação de massa.

  • a análise das três últimas décadas revela que as diferenças sociais e econômicas entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos têm aumentado. a economia dos países em desenvolvimento caracterizou-se por um processo inflacionário, associado ao desemprego crescente, induzindo uma combinação de políticas macroeconômicas que aumenta os problemas socioambientais, com agravante do processo de detenoração dos recursos naturais renováveis e não-renováveis nos países do terceiro mundo. e os processos de globalização do sistema econômico aceleram-se, ocorrendo uma redefinição do papel do estado na economia nacional. no contexto internacional, começa ser preparada a conferência rio-92, no qual a grande preocupação se centra nos problemas ambientais globais e nas questões do desenvolvimento sustentável. segundo o mec (1998), a agenda 21 é um dos documentos resultantes dessa conferência, sendo elaborado com base no compromisso assumido pelos representantes dos 179 países presentes, que tem com principal objetivo garantir o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida no século xxi.

    paralelamente a esse documento, foi elaborado o documento das organizações não-governamentais (ongs), denominado tratado de educação ambiental para sociedades sustentáveis e responsabilidade global. esse documento aponta para uma educação ambiental que:
    seja crítica e inovadora, nas modalidades formal, não-formal e informal, e que uma transformação social;
    tenha uma perceptiva hotística, relacionando o homem, a natureza e o universo, além de almejar a solidariedade, a igualdade e o respeito através de formas democráticas de atuação;
    valorize as diversas culturas, etnias e sociedades, principalmente os povos tradicionais;
    crie novos estilos de vida, desenvolvendo uma consciência ética, trabalhando pela democratização dos meios de comunicação de massas e objetivando formar cidadãos.

    em evento paralelo (rio 92), coordenado pelo mec, foi elaborado o documento carta brasileira para a
    educação ambiental no qual se destacava que, entre outros compromissos, deveria haver real


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • RESUMO
  • METODOLOGIA
  • SUMÁRIO
  • INTRODUÇÃO
  • Histórico da Educação Ambiental
  • Educação Ambiental no Mundo
  • Educação Ambiental no Brasil
  • CONSCIÊNCIA AMBIENTAL
  • Desenvolvimento Sustentável
  • Educação Ambiental Consciente
  • EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA
  • A Educação Ambiental nos PCNs
  • Educação Ambiental no Ensino Fundamental
  • CONCLUSÃO
  • REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS