Curso Online de Tecnologias de Tratamento e Disposição de Lodo Industrial

Curso Online de Tecnologias de Tratamento e Disposição de Lodo Industrial

Este curso é voltado a todos os profissionais da área de saneamento e industrial como gerentes, engenheiros, técnicos, operadores, estuda...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 9 horas

De: R$ 360,00 Por: R$ 250,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso é voltado a todos os profissionais da área de saneamento e industrial como gerentes, engenheiros, técnicos, operadores, estudantes e todos aqueles que tenham interesse em conhecer as tecnologias para o tratamento do lodo e sua disposição.
O tratamento do lodo é um assunto muito atual pois nos deparamos todos os dias tanto na indústria como na nossas casas com esta questão. É um desafio como reduzir a quantidade de lodo, qual tecnologia utilizar, qual local dispor em condições que não agridam a população e o meio ambiente. Neste curso será possível elucidar todas estas questões.

Conteúdo Programático
Capítulo I
1.Objetivo
2.A importância do lodo tratado
3.Principais componentes do efluente bruto
4.Tipo / Origem
5.Características
Capítulo II e III
6.Processos de Tratamento
Capítulo IV
7.Especificação
8.Armazenagem
9.Transporte
10.Segurança
11.Meio Ambiente
12.Legislação
13.Avaliação técnico-comercial
14.Referências Bibliográficas
15.Artigos Recomendados

Beatriz Peralta Oruê,Engenharia Química,especialista em processos industriais, formada pela Escola de Engenharia Mauá em 1997 e com pós-graduação em Administração Industrial pela USP em 2001 com diversos cursos de extensão na área de saneamento, gestão ambiental e desenvolvimento sustentável, gestão de projetos, processos industriais. Participação das principais feiras,congressos e seminários. Trabalhei por mais de 10 anos no ramo petroquímico, papel & celulose, fertilizantes e tecnologias para tratamento de água, efluente e gases como engenheira de processo e projetos.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Curso Tecnologias de Tratamento e destinação de Lodo Industrial

    Curso Tecnologias de Tratamento e destinação de Lodo Industrial

    Por Enga. Beatriz Peralta Oruê

  • Conteúdo Programático
    Capítulo I
    Objetivo
    A importância do lodo tratado
    Principais componentes do efluente bruto
    Tipo / Origem
    Características
    Capítulo II e III
    Processos de Tratamento
    Capítulo IV
    Especificação
    Armazenagem
    Transporte
    Segurança
    Meio Ambiente
    Legislação
    Avaliação técnico-comercial
    Referências Bibliográficas
    Artigos Recomendados

  • CAPÍTULO I

  • Conteúdo Programático

    Capítulo I

    Objetivo
    A importância do lodo tratado
    Principais componentes do efluente bruto
    Tipo / Origem
    Características

  • 1. Objetivo

    By  Freepik in buildings
    Flaticon

    Tecnologias de Tratamento

    lodo

    Difusão do conhecimento

    Disposição

    Reduzir umidade

    Concentrar sólidos

    Reduzir volume

    Eliminar agentes patogênicos

    Química, Petroquímica, fertilizantes, aço, papel e celulose, farmacêutica, cosmética, galvanoplastia, tintas, têxtil , plásticos, etc

  • 2. A importância do lodo tratado

    By  Freepik in buildings
    Flaticon

    Lodo Tratado

    Custo do Processamento e Disposição

    Setor Agrícola

    Construção civil

    Energia Elétrica

    Química, Petroquímica, fertilizantes, aço, papel e celulose, farmacêutica, cosmética, galvanoplastia, tintas, têxtil , plásticos, etc

    Custo Operacional ETDI

    $

    60 %

  • 3. Principais poluentes do efluente bruto

     
     

    Metais pesados:
    Ag, As, Cd, Co, Cr, Cu, Hg, Ni, Pb, Sb, Se e Zn.

    Alguns destes metais são encontrados na natureza, outros são resíduos provenientes das indústrias: galvanoplastia, química, petroquímica, farmacêutica, cosmética, ferro e aço, têxtil, plásticos, papel e celulose, lavanderias, hospitais e laboratórios. São prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente quando as concentrações e o tempo de exposição ultrapassam o limite permitido. Exceção: chumbo, mercúrio e o cádmio que são um risco em qualquer concentração.

    Agentes patogênicos: Helmintos (tênia), protozoários (ameba, giárdia), fungos, vírus (hepatite e rotavírus) e bactérias (coliformes fecais, salmonela, vibrião da cólera).

    Podem ser encontrados no lodo sanitário (fezes humanas e animais) e na rede de esgotos (roedores). Está diretamente relacionado às condições sanitárias da população.

    Poluentes Orgânicos: poluentes orgânicos persistentes (POP´s), compostos orgânicos voláteis (VOC´s) e outros. Ex.: cianeto, fenol, tolueno, cloretos, cloro, etilbenzeno, naftaleno, xileno, anilina, ftalatos, fósforo, nitrogênio,...

    A principal fonte de emissão é a indústria. Muito prejudiciais à saúde humana, animal e ao meio ambiente. Ex.: Em empresas de fertilizantes é muito importante o tratamento do fósforo e nitrogênio, pois caso não for tratado pode causar eutrofização do corpo d’ água.

  • O que é eutrofização?

    É a proliferação de algas e outros organismos pelo consumo excessivo de nutrientes, como fósforo e nitrogênio em um corpo d’água. É um sinal de poluição da água, com consequente morte de peixes e até do rio.

    Eutrofização na Lagoa da Boa Vista (Sete Lagoas, MG)
    Fonte: http://ramonlamar.blogspot.com.br/2012/03/eutrofizacao.html

  • 4. Tipo / Origem

    O lodo por ser dividido em:

    (*) Sanitário: descarte doméstico industrial (banheiros, refeitório, cozinha,...).

  • 5. Características

    Hidrofilia: propriedade que concede ao lodo a afinidade por água. Os lodos hidrofílicos são mais difíceis de secar ou desidratar. Ex.: Lodo biológico;

    Hidrofobia: propriedade que concede ao lodo a repulsa por água, ou seja, têm poucas ligações com água. Os lodos hidrofóbicos são mais fáceis de secar ou desidratar. É o lodo ideal para a secagem, inclusive existe a possibilidade da mistura dos lodos hidrofóbicos com hidrofílicos para facilitar a secagem. Ex.: Lodo inorgânico, lodo oleoso, lodo fibroso (área de papel e celulose);

    Concentração de sólidos secos: Quanto maior a concentração, mais difícil desidratar, em função da composição da água intersticial;

    Teor de voláteis: Quanto maior o teor, mais difícil desidratar.
    Relação SV/ST : 60-80% lodo bruto e 30-60%
    lodo digerido (2);

  • Composição elementar: dependendo do teor do elemento pode ser direcionado para uso específico. Ex: lodo rico nos nutrientes N e P pode ser usado como adubo na indústria de fertilizantes.
    Composição da água intersticial:

    Fonte: (1) Sperling


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 250,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Curso Tecnologias de Tratamento e destinação de Lodo Industrial