Curso Online de DICIONÁRIO DE TRÂNSITO E SEUS SINAIS

Curso Online de DICIONÁRIO DE TRÂNSITO E SEUS SINAIS

1. Disposições Preliminares - art. 1º ao art. 4º 2. Dicionário de Trânsito 3. SINAIS DE TRÂNSITO

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

1. Disposições Preliminares - art. 1º ao art. 4º
2. Dicionário de Trânsito
3. SINAIS DE TRÂNSITO

José Vieira Cabral Nasceu no dia 25 de agosto de 1.960 em Xambrê, Paraná, viveu ali até os seus oito anos de idade e depois os seus pais se mudaram para Maringá no mesmo Estado. E aos 19 anos mudou-se para São Caetano do Sul, Região do Grande ABC, São Paulo, onde permanece até o presente momento. O Autor/produtor foi comerciante a maior parte de sua vida, mas também trabalhou como empregado em algumas Empresas: Foi Administrativo e Encarregado de obras Civis, tendo como formação (Mestria em Construção Civil) e, mais de 100 Cursos de diversas áreas. Como Escritor e pesquisador escreveu diversas Obras Literárias e Didáticas: É fundador da Livraria e Editora Virtual Cabral Veríssimo (seu nome artístico) e pertencente ao Clube de autores. O seu Site:(ciacabralverissimo.loja2.com.br), onde produz os seus Livros e Cursos online para a plataforma da (www.buzzero.com/autores/jose-cabral).



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • 1. Disposições Preliminares - art. 1º ao art. 4º

    L. Definição: Trânsito é a utilização das vias por veículos motorizados, veículos não motorizados, pedestres e animais, para fins de circulação, parada ou estacionamento. Leis de trânsito são as leis que regem o tráfego e regulamentam os veículos, enquanto que leis da estrada são tanto as leis quanto as regras informais que se desenvolveram ao longo do tempo para facilitar e ordenar o fluxo preciso do trânsito.
    CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
    Art. 1º - O trânsito de qualquer natureza nas vias terrestres do território nacional, abertas à circulação, rege-se por este Código.
    § 1º - Considera-se trânsito a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação, parada, estacionamento e operação de carga ou descarga.

  • § 2º - O trânsito, em condições seguras, é um direito de todos e dever dos órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito, a estes cabendo, no âmbito das respectivas competências, adotar as medidas destinadas a assegurar esse direito.
    § 3º - Os órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito respondem, no âmbito das respectivas competências, objetivamente, por danos causados aos cidadãos em virtude de ação, omissão ou erro na execução e manutenção de programas, projetos e serviços que garantam o exercício do direito do trânsito seguro.
    § 4º - (VETADO)
    § 5º - Os órgãos e entidades de trânsito pertencentes ao Sistema Nacional de Trânsito darão prioridade em suas ações à defesa da vida, nela incluída a preservação da saúde e do meio-ambiente.

  • Art. 2º - São vias terrestres urbanas e rurais as ruas, as avenidas, os logradouros, os caminhos, as passagens, as estradas e as rodovias, que terão seu uso regulamentado pelo órgão ou entidade com circunscrição sobre elas, de acordo com as peculiaridades locais e as circunstâncias especiais.
    Parágrafo único - Para os efeitos deste Código, são consideradas vias terrestres as praias abertas à circulação pública e as vias internas pertencentes aos condomínios constituídos por unidades autônomas.
    Art. 3º - As disposições deste Código são aplicáveis a qualquer veículo, bem como aos proprietários, condutores dos veículos nacionais ou estrangeiros e às pessoas nele expressamente mencionadas.
    Art. 4º - Os conceitos e definições estabelecidos para os efeitos deste Código são os constantes do Anexo

  • § 2º - O trânsito, em condições seguras, é um direito de todos e dever dos órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito, a estes cabendo, no âmbito das respectivas competências, adotar as medidas destinadas a assegurar esse direito.
    § 3º - Os órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito respondem, no âmbito das respectivas competências, objetivamente, por danos causados aos cidadãos em virtude de ação, omissão ou erro na execução e manutenção de programas, projetos e serviços que garantam o exercício do direito do trânsito seguro.
    § 4º - (VETADO)
    § 5º - Os órgãos e entidades de trânsito pertencentes ao Sistema Nacional de Trânsito darão prioridade em suas ações à defesa da vida, nela incluída a preservação da saúde e do meio-ambiente.
    Anexo

  • Art. 2º - São vias terrestres urbanas e rurais as ruas, as avenidas, os logradouros, os caminhos, as passagens, as estradas e as rodovias, que terão seu uso regulamentado pelo órgão ou entidade com circunscrição sobre elas, de acordo com as peculiaridades locais e as circunstâncias especiais.
    Parágrafo único - Para os efeitos deste Código, são consideradas vias terrestres as praias abertas à circulação pública e as vias internas pertencentes aos condomínios constituídos por unidades autônomas.
    Art. 3º - As disposições deste Código são aplicáveis a qualquer veículo, bem como aos proprietários, condutores dos veículos nacionais ou estrangeiros e às pessoas nele expressamente mencionadas.
    Art. 4º - Os conceitos e definições estabelecidos para os efeitos deste Código são os constantes do

  • 2. Dicionário de Trânsito

    ANEXO I - DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO - DOS CONCEITOS E DEFINIÇÕES

    Índice

    A – B – C – D – E – F – G – H – I – J – K – L – M – N – O – P – Q – R – S – T – U - V

    A
    Acostamento - Parte da via destinada exclusivamente a parada ou estacionamento de veículos em caso de emergência e circulação de pedestres e ciclistas na ausência de calçadas ou ciclovias;

  • Agente da autoridade de trânsito (Agente Fiscalizador de Trânsito) - Pessoa civil ou militar credenciada para fiscalizar e policiar ostensivamente o trânsito;
    AR ALVEOLAR - ar expirado pela boca de um indivíduo, originário dos alvéolos pulmonares. (Incluído pela Lei nº 12.760, de 2012)

    Automóvel - Veículo automotor destinado ao transporte de passageiros com capacidade para até 8 pessoas (contando o condutor);

    Autoridade de Trânsito - Dirigente máximo de órgão integrante do Sistema Nacional de Trânsito ou pessoa por ele credenciada;

  • B
    Balanço Traseiro - Distância entre o plano vertical passando pelo centro das rodas traseiras extremas e o ponto mais recuado do veículo, considerando-se todos os elementos fixados ao mesmo;

    Bicicleta - Veículo de propulsão humana dotado de duas rodas;

    Bicicletário - Local destinado ao estacionamento de bicicletas;

    Bonde - Veículo de propulsão elétrica que se move sobre trilhos;

    Bordo da Pista - Margem da pista podendo ser demarcada por linhas que limitam a parte destinada à circulação dos veículos;

  • C
    Calçada - Parte da via destinada ao trânsito de pedestres, sinalização, vegetação etc.;

    Caminhão-Trator - Veículo automotor destinado a arrastar outro;

    Caminhonete - Veículo destinado ao transporte de carga de até 3,5 toneladas;

    Camioneta - Veículo misto destinado ao transporte de passageiros e cargas no mesmo compartimento;

    Canteiro Central - Obstáculo físico utilizado para separar duas pistas de rolamento podendo ser substituído por marcas na via (canteiro fictício);

    Capacidade Máxima de Tração - Máximo peso que a unidade de tração pode tracionar;

  • Carreata - Protesto cívico ou de uma classe com a utilização de veículos automotores;

    Carro de mão - Veículo de propulsão humana utilizada no transporte de pequenas cargas;

    Carroça - Veículo de tração animal destinado ao transporte de carga;

    Catadióptrico - Dispositivo de reflexão e refração da luz utilizado para sinalização, o mesmo que olho-de-gato;

    Charrete - Veículo de tração animal usado para transporte de pessoas;

    Ciclo - Veículo de pelo menos duas rodas e propulsão humana;

    Ciclofaixa - Parte da via destinada a circulação de ciclos;

  • Ciclomotor - Veículo de duas ou três rodas cuja cilindrada não exceda 50 centímetros cúbicos e a velocidade não exceda 50 Km/h;

    Ciclovia - Via exclusiva para circulação de ciclos;

    Conversão - Movimento à esquerda ou à direita alterando a direção original do veículo;

    Cruzamento - Interseção de duas vias no mesmo nível;


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • 1. Disposições Preliminares - art. 1º ao art. 4º
  • 2. Dicionário de Trânsito
  • 3. SINAIS DE TRÂNSITO