Curso Online de Estamparia Química Textil

Curso Online de Estamparia Química Textil

A reprodução de desenhos coloridos em tecidos.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

A reprodução de desenhos coloridos em tecidos.


  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Estamparia

    estamparia

    química textil

  • INTRODUÇÃO

    introdução

    a reprodução de desenhos coloridos em tecidos tem uma longa historia, já eram pintados em roupas usando pigmentos e misturas adesivas provavelmente por volta de 2000 a.c. até recentemente, esta técnica sofria limitações de poucas resistência a úmido ou seja, (desbotamento na lavagem) e considerável rigidez, mas com a descoberta dos métodos de tingimento passou a ser largamente adotada como alternativa para o uso de pigmentos colorantes.

  • INTRODUÇÃO

    introdução

    a estamparia direta com pigmentos, foi a primeira desenvolvida por apresentar menor numero de variáveis de processo e de aplicação tanto em tecidos puros como em misturas.

    a estamparia direta com corantes, devido às condições necessárias de reação, tem um maior numero de variáveis de processo, incluindo o tipo de fibra a ser utilizada.

  • Estamparia com tela “screen printing”

    estamparia com tela “screen printing”

    a estamparia com tela também chamada de estamparia com quadros, consiste na aplicação de um padrão ou desenho em um tecido por passagem de tinta através de orifício de uma tela. esta superfície perfurada pode ser uma placa de metal ou de tecido, onde os orifícios são os espaços deixados pelo cruzamento da trama e do urdume do tecido.
    a “abertura da malha”, ou seja, o diâmetro dos orifícios a ser selecionado numa tela depende do tipo de desenho a ser estampado e do tipo de tecido.

  • Estamparia com tela “screen printing”

    estamparia com tela “screen printing”

    para um desenho de linhas grossas ou de grandes áreas em tecidos texturizados ou ásperos, costuma-se utilizar a tela com 86 fios por polegada, com 46% de área ocupada pelos orifícios, ou seja, a área onde a tinta ira fluir.
    para desenho com linhas finas em tecidos mais lisos, menor quantidade de tinta é necessária e melhor definição é conseguida com telas de 150 fios por polegada, com 35% de área livre.

  • Estamparia com tela “screen printing”

    estamparia com tela “screen printing”

    por volta de 1950 o processo de estamparia a quadros começou a ser automatizado. a maquina automática de estampar tinha as telas fixas em suas posições e o tecido corria por um tapete de borracha entre cada uma das cores aplicadas. este processo aumentava a velocidade de estamparia pois a cada avanço do tecido, as cores já tinham seus registros acertados. em algumas maquinas havia mecanismos de controle de inclinação do rodo e de pressão aplicada pelo operador.

  • Estamparia rotativa “roller Printing”

    estamparia rotativa “roller printing”

    a estamparia rotativa surgiu nos anos 60 e é ainda hoje o processo mais usado para estampar tecidos em grande quantidade, com rapidez e qualidade. o processo de estamparia utilizado pelas maquinas rotativas é basicamente o mesmo daquele usado pelas maquinas de telas planas, com a diferença que a tela é substituído por um cilindro formado por uma folha de cobre microperfurada. este cilindro é gravado como uma tela normal e, na mesa de estamparia, é fixado sobre o tecido em movimento, proporcionando sua rotação.

  • Estamparia rotativa “roller Printing”

    estamparia rotativa “roller printing”

  • Estamparia rotativa “roller Printing”

    estamparia rotativa “roller printing”

    como o cilindro tem seu desenho repetido a cada giro, alem do registro inicial, não se fazem mais necessários os ajustes do desenho. o sistema do cilindro é completado por um tubo perfurado, localizado em seu eixo, por onde a tinta de estamparia é bombeada e por um sistema de espalhamento de tinta que substitui o rodo na estamparia à quadros. a tinta é forçada a passar pelos orifícios do cilindro ou por um sistema de rodos de borracha ou metálicos de pressão fixa ou por um sistema de cilindros metálicos atraídos eletromagneticamente (sistema peter zimmer).

  • Estamparia rotativa “roller Printing”

    estamparia rotativa “roller printing”

    o sistema de pressão controlada magneticamente tem a vantagem de melhor se adaptar a diversas mudanças no tipo de tecido, diâmetro dos orifícios do cilindro de cobre, viscosidade da tinta, etc.
    a confecção de cada cilindro deve seguir os mesmo cuidados dispensados às telas planas, como a separação de cores, a gravação pelo sistema de verniz fotossensível, etc. para que uma estampadora rotativa possa produzir tecidos de varias cores, tantos cilindros em séries serão necessários para tantas cores quanto desejadas na estampa.

  • Máquina rotativa

    máquina rotativa


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Estamparia
  • INTRODUÇÃO
  • Estamparia com tela “screen printing”
  • Estamparia rotativa “roller Printing”
  • Máquina rotativa
  • Comparações entre processos
  • Tintas de estamparia
  • Lavagem posterior
  • Acabamento final
  • FIM
  • Licenciado em Química