Curso Online de NR 14

Curso Online de NR 14

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

FORNOS

Engenheiro eletricista e bombeiro militar



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • NR - 14 FORNOS

    NR - 14 FORNOS

  • O que é FORNO? Forno é uma construção ou aparelho que se pode fechar e conservar calor em altas temperaturas, para assar (ou “cozer”) pão, bolos ou outro tipo de alimento, para secar peixe ou carne (neste caso, em temperaturas mais baixas), ou ainda para “cozer” o barro ou o vidro ou para a transformação de minérios ou metais em alto-fornos de indústrias e manufaturas.

    O que é FORNO? Forno é uma construção ou aparelho que se pode fechar e conservar calor em altas temperaturas, para assar (ou “cozer”) pão, bolos ou outro tipo de alimento, para secar peixe ou carne (neste caso, em temperaturas mais baixas), ou ainda para “cozer” o barro ou o vidro ou para a transformação de minérios ou metais em alto-fornos de indústrias e manufaturas.

  • DIFERENÇA ENTRE FORNO E CALDEIRA Temperatura

    DIFERENÇA ENTRE FORNO E CALDEIRA Temperatura

  • HISTÓRIA DO FORNO

    HISTÓRIA DO FORNO

    A história do forno mistura-se à do pão e à da panificação, talvez uma das artes mais antigas, com origem nos primeiros documentos históricos. Há indícios arqueológicos e registros de sua existência desde 3.200 a.C.
    Os fornos a lenha, pedra e carvão, construídos em pedra, barro ou tijolos, marcaram o início de uma evolução. Os primeiros registros de fornos parecidos com o que conhecemos hoje surgiram na Alsácia, no século 16, feitos de tijolos e azulejos. Mas o forno como um equipamento fundamental de cozinha aparece realmente mais tarde, na preparação de carnes, assados, doces e sobremesas, além de ser importante para aquecer ou manter alimentos aquecidos.

  • HISTÓRIA DO FORNO

    HISTÓRIA DO FORNO

    Indispensável em qualquer cozinha, produz diferentes resultados de cozedura, sendo que a maioria destes cozimentos seria impossível de ser atingida por outra forma de transferência de calor. O calor, princípio básico usado na cocção de alimentos, atua de maneira indireta no forno e envolve o alimento, cozinhando de forma suave e homogênea. De acordo com a técnica utilizada, podemos obter desde um pudim ou bolo úmido (quando assamos em banho-maria), até batatas crocantes e douradas, resultado de calor seco à temperatura elevada.

  • HISTÓRIA DO FORNO

    HISTÓRIA DO FORNO

    Hoje em dia, os diferentes materiais utilizados e a variação das fontes de energia (de lenha a ondas eletromagnéticas) indicam o forno mais adequado para cada tipo de produção:
    1) O forno convencional, aquele que encontramos nos fogões da nossa casa, tem a fonte de calor situada na base do forno (embaixo). O calor é conduzido através de cavidades na base do forno, e o alimento fica em grades suspensas. Podem ser a gás ou elétricos. Ambos também podem ter, além da fonte de calor inferior, uma outra superior, que possibilita gratinar os alimentos rapidamente.

  • HISTÓRIA DO FORNO

    HISTÓRIA DO FORNO

    2) O forno de convecção tem ar aquecido, forçado por uma ventoinha que distribui melhor e por igual o calor, cozinhando o alimento mais rapidamente que os fornos convencionais. Ótimo para carnes assadas pouco sensíveis e produtos que precisam de crosta e coloração.

  • HISTÓRIA DO FORNO

    HISTÓRIA DO FORNO

    3) O forno combinado é usado apenas em cozinhas semi-industriais ou industriais, pelo alto custo e espaço que ocupa. Combina calor seco simples, ventilado, e cocção com adição de umidade em diferentes porcentagens, possibilitando inclusive a cocção totalmente no vapor. Possui ainda um termômetro para a medição da temperatura interna dos assados (ideal para produção de um assado perfeito) e softwares onde se pode programar o tempo de cocção, diferentes temperaturas e ainda a combinação de calor seco e úmido em uma só produção.

  • HISTÓRIA DO FORNO

    HISTÓRIA DO FORNO

    Há ainda os fornos especiais, desenvolvidos apenas para um determinado tipo de produto, como fornos de pizza e o tradicional Tandoor indiano. Este último, de barro, utiliza carvão e mantém a umidade e o sabor dos alimentos. Há ainda fornos exclusivos para cocção em baixas temperaturas (designados para desidratação de alimentos crus), defumadores, além do forno de microondas, que cozinha o alimento por calor resultante da movimentação das partículas de água contidas nos alimentos, após serem agitadas por microondas.

  • Tipos de Energia de Fornos

    Tipos de Energia de Fornos

    Sólido:
    a) lenha
    b) carvão
    c) cavaco
    Líquido: Óleo BPF, Diesel, etc.
    Gasoso: GLP e Gás Natural
    Elétrica
    Solar

  • Tipos de forno

    Tipos de forno

    Independentemente de que a transmissão de calor se realize por esta ou aquela via, os fornos se classificam segundo a função que desempenham. Dada a enorme diferença de potência térmica entre os grandes fornos empregados nas transformações metalúrgicas (altos-fornos) e os pequenos fornos domésticos, são determinantes as distinções entre suas especificações térmicas.
    Em metalurgia podem ser empregados, entre outros, fornos de arco, em que se aproveita o calor produzido pela passagem de uma corrente elétrica entre dois eletrodos; fornos de indução, em que se induzem fortes campos eletromagnéticos; e fornos de cúpula ou integrados por uma câmara aquecida externamente, cujas paredes transmitem ao conteúdo energia térmica por meio de radiação.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • NR - 14 FORNOS
  • O que é FORNO? Forno é uma construção ou aparelho que se pode fechar e conservar calor em altas temperaturas, para assar (ou “cozer”) pão, bolos ou outro tipo de alimento, para secar peixe ou carne (neste caso, em temperaturas mais baixas), ou ainda para “cozer” o barro ou o vidro ou para a transformação de minérios ou metais em alto-fornos de indústrias e manufaturas.
  • DIFERENÇA ENTRE FORNO E CALDEIRA Temperatura
  • HISTÓRIA DO FORNO
  • Tipos de Energia de Fornos
  • Tipos de forno
  • METALURGIA - designa um conjunto de procedimentos e técnicas para extração, fabricação, fundição e tratamento dos metais e suas ligas.
  • Fornos industriais
  • Fornos industriais - revenimento
  • Forno elétrico – trat. térmico
  • fornos de tratamento térmico, fundição de metais não-ferrosos, aquecimento em estufas e linhas contínuas.
  • FUNDIÇÃO DE METAIS
  • Forno elétrico – alívio de tensão
  • Forno elétrico - Forjaria
  • Forno elétrico – estanho/metal patente
  • FUSÃO - é o nome dado ao processo de passagem de uma substância do estado sólido para o estado líquido.
  • Metal, assim como qualquer outra substância ou matéria, é formado por elementos químicos sendo geralmente descrito como um aglomerado de átomos com caráter metálico em que os elétrons da camada de valência fluem livremente.
  • A convecção é um fenômeno físico observado num meio fluido (líquidos e gases) onde há propagação de calor através da diferença de densidade (g / m3) desse fluido submetido a um gradiente de temperatura.
  • Fabricação é o processo em que um produto ou uma mercadoria passa a existir e ser comercial.
  • Alto-forno é como se chama a construção, na siderurgia, de tamanho variável, externamente revestido por metal e internamente com material refratário, onde é fundido o minério de ferro, a fim de transformá-lo em ferro-gusa.
  • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DE ALGUNS FORNOS E PROCESSOS USADOS EM SIDERURGIA
  • Energia solar é a designação dada a qualquer tipo de captação de energia luminosa (e, em certo sentido, da energia térmica) proveniente do Sol – Forno aquecido a Energia Solar.
  • Um forno com energia solar.
  • Um Forno cadinho é um dispositivo de ferro, chumbo, platina, porcelana ou carbonato de silício, usado em análises gravimétricas e para fundir substâncias ou misturas. Um cadinho de carbeto de silício pode suportar altas temperaturas, na ordem dos 2000ºC, podendo fundir dentro dele até o aço.
  • FORNO CADINHO
  • Forno crematório é o local onde se colocam objetos que é submetido a temperaturas altíssimas para ser transformado em cinzas.
  • Um agente funerário prepara um corpo para a cremação.
  • FORNO MICRO-ONDAS
  • Forno de Bier
  • LINHA ARTÍSTICA - PORCELANA
  • LINHA ARTÍSTICA - CERÂMICA
  • forno de cuba, para a calcinação do ferro por meio de gases de hidrocarbonetos.
  • forno de calcinação de Parke é aquecido para eliminar o enxofre e outras substâncias voláteis.
  • forno de revérbero para a calcinação de minérios arsenicais, no qual os gases são conduzidos para fora do forno
  • Forno com soleira rotativa
  • Figura 2