Curso Online de Segurança do Trabalho no setor de Saúde

Curso Online de Segurança do Trabalho no setor de Saúde

Curso oferece uma visão de segurança do trabalho a todos os profissionais que estão expostos a riscos de acidentes no serviço de saúde.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso oferece uma visão de segurança do trabalho a todos os profissionais que estão expostos a riscos de acidentes no serviço de saúde.

Paulo Roberto Rodrigues de Assis E-mail: paulogestorambiental@gmail.com. Atuo como técnico de Segurança do Trabalho na Construção civil desde 2010 passei por três empresas, Trabalhei como estagiário no Estaleiro Renave e Estação de tratamentos de afluentes (AMAE cachoeiras de macacu) tenho formação superior Tecnológico em Gestão Ambiental universidade Anhanguera, pós graduação em QSMS, ministro aulas em escolas técnicas e aplico treinamentos de Segurança Meio Ambiente e Saúde.Sou consultor na área nessas áreas.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • SEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES SERVIÇOS DE SAÚDE

    SEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES SERVIÇOS DE SAÚDE

  • Historia da segurança do trabalho

    Historia da segurança do trabalho

    A Segurança do trabalho passou a existir observando os locais de trabalho as suas atividades e os riscos existentes.
    Início dos estudos em segurança do trabalho
    Quem é considerado o pai medicina do trabalho
    Fatos que marcaram a segurança do trabalho no mundo
    Fatos que marcaram a segurança do trabalho no Brasil
    Marco na segurança do trabalho

  • A segurança do trabalho pode ser entendida como os conjuntos de medidas que são adotadas visando Minimizar os acidentes de trabalho, doenças ocupacionais, bem com a física e a Capacidade de trabalho do trabalhador.
    O que é Medicina do Trabalho?
    É o ramo da Medicina que visa a preservação da saúde do Trabalhador melhorando as condições de sua atividade, bem como corrigindo as consequências dela advindas que são prejudiciais ao homem.
    Responsabilidade pela segurança do trabalho
    A responsabilidade pela segurança do trabalho é tripartite:  poder público, empregador e empregado.

  • Histórico da segurança do trabalho

    Tem-se notícias de que Aristóteles  384-322 a.c. Estudou as enfermidades dos trabalhadores nas minas e, principalmente, a forma de evitá-las.
    Hipócrates  460-375 a.c.  Pai da Medicina, quatro séculos antes de Cristo, estudou a origem das doenças das quais eram vítimas os trabalhadores que exerciam suas atividades em Minas de estanho.
    Marco da Segurança e Saúde no Trabalho

  • O Marco da segurança do trabalho se deu em 1.700, Na Itália, com a publicação da obra “De morbis Artificium Diatriba” As doenças dos Trabalhadores de autoria do médico Bernardino Ramazzini (1633-1714) que, Por esse motivo, é considerado o “Pai da Medicina do Trabalho”. Nessa obra, O autor descreve uma série de doenças relacionadas a 50 profissões.
    Com a invenção da máquina a vapor, nasce na Inglaterra a Revolução Industrial (1760-1830). Assim, galpões, estábulos e velhos armazéns eram transformados em Fábricas, Colocando-se no interior o maior número possível de máquinas de Fiação e Tecelagem.
    A improvisação das fábricas e a mão de obra constituída por homens mulheres e crianças, sem qualquer processo seletivo quanto ao seu estado de saúde e desenvolvimento físico, culminaram em doenças e mortes.

    Evolução da Segurança do Trabalho no mundo
    Em 1802, o parlamento britânico aprovou a Primeira Lei de proteção dos Trabalhadores: a “lei de saúde e moral dos aprendizes “Estabelecia o limite de 12 de trabalho por dia, proibia o trabalho noturno, obrigava os empregadores a lavar as paredes das fábricas duas vezes por ano e tornava obrigatória a ventilação do ambiente (MIRANDA, 1998, P.2). Figura 1

  • Evolução da segurança do trabalho no Brasil
    No Brasil, podemos fixar por volta de 1930 a nossa revolução industrial e embora tivéssemos já a experiência de outros países, em menor escala, é bem verdade, atravessamos os mesmos obstáculos, o que fez com que se falasse, em 1970, que o Brasil era o campeão mundial de Acidentes do Trabalho.
    Em 1966, foi criada a FUNDACENTRO, cuja missão é a produção e difusão de conhecimentos que contribuam para a promoção da segurança e saúde dos Trabalhadores, visando o desenvolvimento sustentável, com o crescimento econômico, equidade social e proteção do meio ambiente.

    Cronologia da segurança do trabalho no Brasil

    No Brasil, a evolução da segurança do trabalho se deu de forma mais tardia do que na Europa, uma vez que a nossa revolução industrial começou por volta de 1930.
    Nessa época, o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, iniciou o processo de direitos trabalhistas individuais e coletivos com a criação da CLT, em 1943.

    Em 1833, foi baixado o “Factory Act”  Lei das fábricas, Que foi considerada como a primeira legislação realmente eficiente no campo da proteção ao trabalhador.
    E 1919, após a Primeira Guerra Mundial, na conferência da Paz, foi criada a Organização Internacional do Trabalho (OIT) fundamentada no princípio de que a paz universal é permanente só pode basear-se na justiça social, sendo a única das agências do sistema das Nações Unidas que tem estrutura tripartite, na qual os representantes dos empregadores e dos Trabalhadores tem os mesmos direitos que os do governo.

  • A partir daí, outras medidas foram realizadas em benefício dos Trabalhadores, como a criação da Lei 8213, que regulamentou os planos de benefícios da Previdência Social, incluindo os benefícios dos Trabalhadores vítimas de Acidentes do Trabalho.
    Fatos que marcaram o desenvolvimento da segurança do trabalho no Brasil
    1919  criada a lei de Acidentes do Trabalho, tornando compulsório o seguro contra o risco profissional;
    1923   criação da caixa de aposentadorias e pensões para os empregados das empresas ferroviárias, marco da Previdência Social;
    1930  criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, atual MTPS;
    1943    criada a consolidação das leis do trabalho, CLT, que trata de segurança e saúde do trabalho no título II, capítulo V do artigo 154 ao 201;
    1966   criação da fundação Jorge do Duprat Figueiredo de segurança e medicina do trabalho  FUNDACENTRO, que atua em pesquisa científica e tecnológica relacionada à segurança e saúde dos Trabalhadores;
    1978   criação das normas regulamentadoras  NRs.

  • LEGISLAÇÃO NO BRASIL CRIAÇÃO NORMA REGULAMENTADORA(NRs)

    LEGISLAÇÃO NO BRASIL CRIAÇÃO NORMA REGULAMENTADORA(NRs)

    Como surgiram as Normas Regulamentadoras?
    Primeiramente, a lei nº 6.514 de 22 de dezembro de 1977, estabeleceu a redação dos ART. 154 a 201 da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, relativas à segurança e medicina do trabalho.
    Conforme, o art. 200 da Consolidação das Leis do Trabalho CLT cabe ao Ministério do Trabalho estabelecer as disposições complementares às normas relativas à segurança e medicina do trabalho.
    Dessa forma, em 08 de junho de 1978, o Ministério do Trabalho aprovou a Portaria nº 3.214, que regulamentou as normas regulamentadoras pertinentes a Segurança e Medicina do Trabalho.
    Quantas são as normas regulamentadoras?
    Em 1978, através da Portaria nº 3.214, foram aprovadas 28 (vinte e oito). No entanto, atualmente, temos 36 (trinta e seis) NR’s aprovadas pelo o Ministério do Trabalho e Emprego.

  • As normas regulamentadoras são de observância obrigatória para as empresas privadas, públicas e pelos órgãos públicos de administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados redigidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
    NR 01 Disposições Gerais; NR 02 Inspeção Prévia; NR 03 Embargo ou Interdição; NR 04 Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho SESMT; NR 05 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA; NR 06 Equipamentos de Proteção Individual EPI; NR 07 Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional PCMSO; NR 08 Edificações; NR 09 Programas de Prevenção de Riscos Ambientais PPRA; NR 10 Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade; NR 11 -Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais; NR 12 Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos; NR 13 Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações; NR 14 Fornos; NR 15 Atividades e Operações Insalubres; NR 16 Atividades e Operações Perigosas; NR 17 Ergonomia; NR 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção; NR 19 Explosivos; NR 20 Segurança e Saúde no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis; NR 21 Trabalho a Céu Aberto; NR 22 Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração; NR 23 Proteção Contra Incêndios; NR 24 Condições Sanitárias e de Conforto nos Locais de Trabalho; NR 25 Resíduos Industriais; NR 26 Sinalização de Segurança; NR 27 (Revogada pela Portaria GM n.º 262, 29/05/2008) Registro Profissional do Técnico de Segurança do Trabalho no MTB; NR 28 Fiscalização e Penalidades; NR 29 Segurança e Saúde no Trabalho Portuário; NR 30 Segurança e Saúde no Trabalho Aquaviário; NR 31 Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura; NR 32 Segurança e Saúde no Trabalho em Estabelecimentos de Saúde; NR 33 Segurança e Saúde no Trabalho em Espaços Confinados; NR 34 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção e Reparação Naval; NR 35 Trabalho em Altura; NR 36 Segurança e Saúde no Trabalho em Empresas de Abate e Processamento de Carnes e Derivados.

  • NR:32http://www.saude.sp.gov.br/resources/crh/ggp/cartilhas/normas_regulamentares.pdf
    . Hoje você vai aprender a NR 32 segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde uma das normas mais cobradas em provas e concursos.

    Aprenda a NR 32, de forma bem objetiva, com destaques dos principais tópicos da NR, mais quadro resumo.

    Do Objetivo e Campo de Aplicação
    Esta Norma Regulamentadora NR tem por finalidade estabelecer as diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral.

    Para fins de aplicação desta NR entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.

  • Consideram-se agentes biológicos os microrganismos, geneticamente modificados ou não; as culturas de células; os parasitas; as toxinas e os príons.
    O PPRA deve ser reavaliado 1 vez ao ano e:
    a) sempre que se produza uma mudança nas condições de trabalho, que possa alterar a exposição aos agentes biológicos;
    b) quando a análise dos acidentes e incidentes assim o determinar.
    Das medidas de proteção
    Em caso de exposição acidental ou incidental, medidas de proteção devem ser adotadas imediatamente, mesmo que não previstas no PPRA.
    A manipulação em ambiente laboratorial deve seguir as orientações contidas na publicação do Ministério da Saúde Diretrizes Gerais para o Trabalho em Contenção com Material Biológico, correspondentes aos respectivos microrganismos.

    Em toda ocorrência de acidente envolvendo riscos biológicos, com ou sem afastamento do trabalhador, deve ser emitida a Comunicação de Acidente de Trabalho CAT.

    Todo local onde exista possibilidade de exposição ao agente biológico deve ter lavatório exclusivo para higiene das mãos provido de água corrente, sabonete líquido, toalha descartável e lixeira provida de sistema de abertura sem contato manual.

    Os quartos ou enfermarias destinados ao isolamento de pacientes portadores de doenças infectocontagiosas devem conter lavatório em seu interior.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • SEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES SERVIÇOS DE SAÚDE
  • Historia da segurança do trabalho
  • LEGISLAÇÃO NO BRASIL CRIAÇÃO NORMA REGULAMENTADORA(NRs)
  • Meio ambiente do trabalho