Curso Online de Teologia Sistemática Básico: 2ª Matéria: Teologia Própria
3 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Teologia Sistemática Básico: 2ª Matéria: Teologia Própria

estudaremos a pessoa do Deus pai.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

estudaremos a pessoa do Deus pai.

Licenciatura Plena em Letras/Inglesa (Letrólogo), pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Boa Esperança -(FAFIBE), no ano de 2015. 2003-2015 ? Igreja Católica Cargo: Coordenador, Palestrante e Formador do Grupo. ? 2013-2015 - Associação de Jovens e Adolescentes Paraíso Cargo: Voluntário como elaborador de ofícios e projetos. 2011-2015 ? Plataforma de Ensino à Distância, EAD, Buzzero.com Cargo: Autor de Cursos da Língua Portuguesa, Informatica e Religiosos. ? 2010-2015 - Autônomo Serviços gerais na operação de computador e Reforço de Informática Básica. 2012-2013 ? E.M.E.F. Rogério Ribeiro Monteiro/ 2013-2014 ? E.M.E.F. Geralda Bonifácio Rodrigues/ 2014-2015 E.M.E.F. Francisco Higino Filho Cargo: Professor de Jovens e Adultos e professor complementar no ensino regular do 2º ao 5º ano do ensino fundamental I.


- Kelly Cristina Francisco De Barros

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • TEOLOGIA: DOUTRINA DE DEUS

    teologia: doutrina de deus

    matéria 02

  • I. DEFINIÇÕES DE DEUS

    i. definições de deus

    a) definição filosófica de platão: deus é o começo, o meio e o fim de todas as coisas. ele é a mente ou razão suprema; a causa eficiente de todas as coisas; eterno, imutável, onisciente, onipotente; tudo permeia e tudo controla; é justo, santo, sábio e bom; o absolutamente perfeito, o começo de toda a verdade, a fonte de toda a lei e justiça, a origem de toda a ordem e beleza e, especialmente, a causa de todo o bem.
    b) definição cristã do breve catecismo: deus é um espírito, infinito, eterno e imutável em seu ser, sabedoria, poder, santidade, justiça, bondade e verdade.
    c) definição combinada: deus é um espírito infinito e perfeito em quem todas as coisas tem sua origem, sustentação e fim (jo.4:24; ne.9:6; ap.l:8; is.48:12; ap.1:17).
    d) definições bíblicas: as expressões "deus é espírito" (jo.4:24) e "deus é luz " (ijo.1:5), são expressões da natureza essencial de deus, enquanto que a expressão "deus é amor" (ijo.4:7) é expressão de sua personalidade. (itm.6:16)

  • II. ESSÊNCIA OU NATUREZA DE DEUS:

    ii. essência ou natureza de deus:

    quando falamos em essência de deus, queremos significar tudo o que é essencial ao seu ser como deus, isto é, substância e atributos.
    a) substância de deus:
    1) há duas substâncias: matéria e espírito.
    2) deus é uma substância simples: a substância de deus é puro espírito, sem mistura com a matéria (jo.4:24).
    b) atributos de deus:
    sua substância é espírito e seus atributos são as qualidades ou propriedades dessa substância. atributos é a manifestação do ser de deus.

  • III. CLASSIFICAÇÃO DOS ATRIBUTOS

    iii. classificação dos atributos

    a) naturais e morais: também chamados de "intransitivos e transitivos", "incomunicáveis e comunicáveis", "absolutos e relativos", "negativos e positivos" ou "imanentes e emanentes".
    b) atributos naturais:
    1) vida: deus tem vida; ele ouve, vê, sente e age, portanto é um ser vivo (jo.10:10; sl.94:9,l0; iicr.16:9; at.14:15; its.1:9). quando a bíblia fala do olho, do ouvido, da mão de deus, etc., fala metaforicamente. a isto se dá o nome de antropomorfismo. deus é vida (jo.5:26; 14:26) e o princípio de vida (at.17:25,28).
    2) espiritualidade: deus, sendo espírito, é incorpóreo, invisível, sem substância material, sem partes ou paixões físicas e, portanto, é livre de todas as limitações temporais (jo.4:24; dt.4:15-19,23; hb.12:9; is.40:25; lc.24:39; cl.1:15; itm.1:17; iico.3:17)
    3) personalidade: existência dotada de auto-consciência e auto-determinação (ex.3:14; is.46:11).

  • a) volição ou vontade = querer (is.46:10; ap.4:11).
    b) razão ou intelecto = pensar (is.14:24; sl.92:5; is.55:8).
    c) emoção ou sensibilidade = sentir (gn.6:6, irs.11:9, dt.6:15; pv.6:16; tg.4:5)
    4) tri-unidade:
    a) unidade de ser: há no ser divino apenas uma essência indivisível. deus é um em sua natureza constitucional. a palavra hebraica que significa um no sentido absoluto é yacheed(gn.22:2), isto é, uma unidade numérica simples. essa palavra não é empregada para expressar a unidade da divindade. a unidade da divindade é ensinada nas palavras de jesus: eu e o pai somos um. (jo.10:30). jesus está falando da unidade da essência e não de unidade de propósito. (jo.17:11,21-23, ijo.5:7)
    b) trindade de personalidade: há três pessoas no ser divino: o pai, o filho e o espírito santo. a palavra hebraica que significa um no sentido de único é echad que se refere a uma unidade

  • composta. esta palavra é empregada para expressar a unidade da divindade. esta palavra é usada em dt.6:4; gn.2:24 e zc.14:9 (veja também dt.4:35;32:39; icr.29:1; is.43:10;44:6;45:5; irs.8:60; mc.10:9;12:29; ico.8:5,6; itm.2:5; tg.2:19; jo.17:3; gl.3:20; ef.4:6).
    c) elohim: este nome está no plural e não concorda com o verbo no singular quando designativo de deus (gn.1:26;3:22; 11:6,7;20:13;48:15; is.6:8)
    d) há distinção de pessoas na divindade: algumas passagens mostram uma das pessoas divinas se referindo à outra (gn.19:24; os.1:7; zc.3:1,2; iitm.1:18; sl.110:1; hb.1:9).
    5) auto-existência: jerônimo disse: deus é a origem de si mesmo e a causa de sua própria substância. jerônimo estava errado, pois deus não tem causa de existência, pois não criou a si mesmo e não foi causado por outra coisa ou por si mesmo; ele nunca teve início. ele é o eterno eu sou (ex.3:14), portanto deus é absolutamente independente de tudo fora de si mesmo para a continuidade e perpetuidade de seu ser. deus é a razão de sua própria existência (jo.5:26; at.17:24-28; itm.6:15,16).

  • 6) infinidade ou perfeição é o atributo pelo qual deus é isento de toda e qualquer limitação em seu ser e em seus atributos (jó.11:7-10; mt.5:48). a infinidade de deus se contrasta com o mundo finito em sua relação tempo-espaço.
    a) eternidade: a infinidade de deus em relação ao tempo é denominada eternidade. deus é eterno (sl.90:2; 102:12,24-27; sl.93:2; ap.1:8; dt.33:27; hb.1:12). a eternidade de deus não significa apenas duração prolongada, para frente e para traz, mas sim que deus transcende a todas as limitações temporais (iipe.3:8) existentes em sucessões de tempo. deus preenche o tempo. nossa vida se divide em passado, presente e futuro. mas não há essa divisão na vida de deus. ele é o eterno eu sou. deus é elevado acima de todos os limites temporais e de toda a sucessão de momentos, e tem a totalidade de sua existência num único presente indivisível (is.57:15).

  • b) imensidão: a infinidade de deus em relação ao espaço é denominada imensidão ou imensidade. deus é imenso (grande ou majestoso; jó.36:5,26; jó.37:22,23; jr.22:18; sl.145:3). imensidão é a perfeição de deus pela qual ele transcende (ultrapassa) todas as limitações espaciais e, contudo está presente em todos os pontos do espaço com todo o seu ser pessoal (não é panteísmo). a imensidão de deus é intensiva e não extensiva, isto é, não significa extensão ilimitada no espaço, como no panteísmo. a imensidão de deus é transcendente no espaço (intramundano ou imanente = dentro do mundo - sl.139:7-12; jr.23:23,24) e fora do espaço (supramundano = acima do mundo; extramundano = além do mundo; emanente = fora do mundo - irs.8:27; is.57:15).

  • c) onipresença: é quase sinônimo de imensidão: a imensidade denota a transcendência no espaço enquanto que a onipresença denota a imanência no espaço. deus é imanente em todas as suas criaturas e em toda a criação. a imanência não deve ser confundida com o panteísmo (tudo é deus) ou com o deísmo que ensina que deus está presente no mundo apenas com seu poder (per portentiam) e não com a essência e natureza de ser ser (per essentiam et naturam) e que age sobre o mundo à distância. deus ocupa o espaço repletivamente porque preenche todo o espaço e não está ausente em nenhuma parte dele, mas tampouco está mais presente numa parte que noutra (sl.139:11,12). deus ocupa o espaço variavelmente porque ele não habita na terra do mesmo modo que habita no céu, nem nos animais como habita nos homens, nem nos ímpios como habita nos piedosos, nem na igreja como habita em cristo (is.66:1; at.17:27,28; compare ef.1:23 com cl.2:9).

  • 7) imutabilidade é o atributo pelo qual não encontramos nenhuma mudança em deus, em sua natureza, em seus atributos e em seu conselho.
    a) a "base" para a imutabilidade de deus: é sua simplicidade, eternidade, auto-existência e perfeição. simplicidade porque sendo deus uma substância simples, indivisível, sem mistura, não está sujeito a variação (tg.1:17). eternidade porque deus não está sujeito às variações e circunstâncias do tempo, por isso ele não muda (sl.102:26,27; hb.1:12 e 13:8). auto-existência porque uma vez que deus não é causado, mas existe em si mesmo, então ele tem que existir da

  • forma como existe, portanto sempre o mesmo (ex.3:14). e perfeição porque toda mudança tem que ser para melhor ou pior e sendo deus absolutamente perfeito jamais poderá ser mais sábio, mais santo, mais justo, mais misericordioso, e nem menos. por isso deus é imutável como a rocha (dt.32:4).
    b) imutabilidade não significa imobilidade: nosso deus é um deus de ação (is.43:13).
    c) imutabilidade implica em não arrependimento: alguns versículos falam de deus como se ele se arrependesse (ex.32:14, iism.24:16, jr.18:8; jl.2:13). trata-se de antropomorfismo (nm.23:19; rm.11:29; ism.15:29; sl.110:4).
    d) imutabilidade de deus em sua natureza: deus é perfeito em sua natureza por isso não muda nem para melhor nem para pior (ml.3:6).
    e) imutabilidade de deus em seus atributos: deus é imutável em suas promessas (irs.8:56; iico.1:20); em sua misericórdia (sl.103:17; is.54:10); em sua justiça (ez.8:18); em seu amor (gn.18:25,26).


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • DEFINIÇÕES DE DEUS
  • ESSÊNCIA OU NATUREZA DE DEUS:
  • CLASSIFICAÇÃO DOS ATRIBUTOS