Curso Online de OS MILAGRES DE JESUS CRISTO

Curso Online de OS MILAGRES DE JESUS CRISTO

Por muitos séculos, autores cristãos revisaram, discutiram e analisaram os milagres atribuídos a Jesus nos Evangelhos. Na maioria dos cas...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas

De: R$ 300,00 Por: R$ 205,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Por muitos séculos, autores cristãos revisaram, discutiram e analisaram os milagres atribuídos a Jesus nos Evangelhos. Na maioria dos casos, os estudiosos associaram cada milagre com ensinamentos específicos que refletem as mensagens de Jesus. Os milagres feitos por Jesus são mencionados em duas seções do Corão (Suras 3:49 e 5:110) em traços gerais com poucos detalhes ou comentários.
A quantidade exata de milagres depende de como os mesmos são contados. Exemplo: no milagre da "Filha de Jairo", uma mulher é curada e uma criança é ressuscitada, porém, os dois fatos são narrados num mesmo parágrafo e tratados com um único fato. Além disso, os fatos da criança ter idade de doze anos e da mulher estar doente havia doze anos são objetos de muitas interpretações.

Historiador, Comercio Exterior, Estrategias Internacionais; Diplomacia, Relações Internacionais; Comércio Exterior, Religiões, Teologia, Gestão de Negócios, Consultoria Acadêmica, Gestão de Recursos Humanos, Negócios Internacionais; Economia Política, Filosofia, História da Filosofia; Filosofia da História;Administração Pública, Direito Internacional Publico e Privado, Direito do Trabalho. Direito tributário, Medicina do Trabalho, estrategias militares, Gestão da Coisa Pública. etc.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • OS MILAGRES DE JESUS CRISTO

    OS MILAGRES DE JESUS CRISTO

  • Os Milagres

    Os Milagres

    Harmonia entre os quatro evangelhos. Por muitos séculos, autores cristãos revisaram, discutiram e analisaram os milagres atribuídos a Jesus nos Evangelhos. ... No caso, por exemplo, da cura do servo do centurião romano, há a narração de como Jesus o cura a partir de Cafarnaum, à distância.

  • Milagres de Jesus

    Milagres de Jesus

    Harmonia entre os quatro evangelhos
    Por muitos séculos, autores cristãos revisaram, discutiram e analisaram os milagres atribuídos a Jesus nos Evangelhos. Na maioria dos casos, os estudiosos associaram cada milagre com ensinamentos específicos que refletem as mensagens de Jesus. Os milagres feitos por Jesus são mencionados em duas seções do Corão (Suras 3:49 e 5:110) em traços gerais com poucos detalhes ou comentários.
    A quantidade exata de milagres depende de como os mesmos são contados. Exemplo: no milagre da "Filha de Jairo", uma mulher é curada e uma criança é ressuscitada, porém, os dois fatos são narrados num mesmo parágrafo e tratados com um único fato. Além disso, os fatos da criança ter idade de doze anos e da mulher estar doente havia doze anos são objetos de muitas interpretações.
    Por vezes não fica claro se dois diferentes milagres relatados se referem a um mesmo evento. No caso, por exemplo, da cura do servo do centurião romano, há a narração de como Jesus o cura a partir de Cafarnaum, à distância. No Evangelho de João há uma narração similar, mas consta que se trata do filho de um oficial real que teria sido curado à distância, o que não nos permite afirmar se teria ocorrido um ou dois milagres neste caso.
    Os eventos narrados nos evangelhos antes do ministério de Jesus, como a Anunciação, e nem eventos grandiosos e centrais da vida do próprio Jesus, como a Ressurreição, geralmente ficam fora da lista dos milagres de Jesus Cristo. Também, milagres atribuídos a Jesus depois de sua Ascensão não estão listados nessa categoria.
    Deve-se notar também que no Evangelho de João fica claro (em João 20:30) que no texto não estão listados todos os milagres de Jesus, mas uma parte deles.

  • Lista dos milagres

    Lista dos milagres

    1 Bodas de Caná
    Bodas de Caná é o nome de uma perícopa bíblica narrada exclusivamente no Evangelho de João (João 2:1-11). A transformação da água em vinho durante estas bodas é considerado como o primeiro dos milagres de Jesus. No relato bíblico, Jesus e seus discípulos são convidados para um casamento e, quando o vinho acaba, Jesus transforma água em vinho milagrosamente. A localização exata de Caná tem sido tema de debate entre acadêmicos e arqueólogos bíblicos, com diversas vilas na região da Galileia aparecendo como candidatas.
    O milagre em Caná é contado como um dos Mistérios Luminosos do Santo Rosário.

  • Relato bíblico

    Relato bíblico

    João 2:1-11 afirma que durante um casamento em Caná, para o qual Jesus fora convidado com seus discípulos, acabou-se o vinho. A mãe de Jesus então diz ao filho: "Eles não têm mais vinho", ao que Jesus responde: "Que tenho eu contigo, mulher? ainda não é chegada a minha hora.". A mãe de Jesus então pede aos servos que façam o que Jesus mandar. Ele ordenou que eles preenchessem os vasilhames com água e tomassem um pouco dela para servir ao presidente da mesa. Após prová-la, e sem saber de onde vinha essa porção, ele congratulou o noivo por não seguir o costume de servir primeiro o bom vinho, servindo-o por último. João adiciona ainda que: "Com este milagre deu Jesus em Caná da Galiléia princípio aos seus milagres, e assim manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele.".

  • Interpretação

    Interpretação

    Embora nenhum dos evangelhos sinóticos tenham relatado o evento, a tradição cristã majoritária defende que este foi o primeiro milagre público de Jesus. Porém, no Evangelho de João, ele tem uma considerável importância simbólica: é o primeiro dos sete "sinais" milagrosos através dos quais a natureza divina de Jesus é atestada e à volta dos quais o evangelho todo é construído.
    É ainda tema de discussão entre os teólogos se a perícopa trata de uma transformação real de água em vinho ou se trata-se de uma alegoria espiritual. Interpretada desta forma, as boas novas e a esperança que se implicam da história são as palavras do presidente da mesa, quando ele provou do bom vinho e disse: "Todo o homem põe primeiro o bom vinho, e quando os convidados têm bebido bastante, então lhes apresenta o inferior; mas tu guardaste o bom vinho até agora.". Este trecho pode ser interpretado dizendo simplesmente que é sempre mais escuro antes da alvorada, mas que as boas novas estão a caminho. A interpretação mais usual, porém, é que a história é uma referência ao advento de Jesus, que o autor do quarto evangelho considera como sendo o bom vinho.

  • Teologia pastoral

    Teologia pastoral

    A história teve considerável importância no desenvolvimento da teologia pastoral cristã. O relato evangélico de Jesus sendo convidado para um casamento, indo e se utilizando de seu poder divino para salvar os festejos do desastre aparecem como evidência de sua aprovação para o casamento e para os festejos terrenos, em contraste com os pontos de vista mais austeros defendidos por Paulo de Tarso (em I Coríntios 7:1, por ex.). Ela tem sido utilizada como um argumento contra a abstenção completa de bebidas alcoólicas.

  • Interpretação

    Interpretação

    O milagre também pode ser visto como sendo um antitipo do primeiro milagre público de Moisés (a transformação das águas do Nilo em sangue, uma das Dez pragas do Egito). Isso estabeleceria uma ligação entre o primeiro salvador dos judeus durante a fuga do Egito e Jesus como o salvador de toda a humanidade.
    A Igreja Ortodoxa Copta mantém a tradição de que Marcos, o evangelista era um dos servos nas Bodas de Caná, o que despejou a água que Jesus transformou em vinho (João 2:1-11).

  • Geografia e arqueologia

    Geografia e arqueologia

    A localização exata de Caná tem sido objeto de debate entre os acadêmicos. Os estudiosos modernos defendem que, uma vez que o Evangelho de João foi endereçado aos judeo-cristãos da época, seria improvável que ele tenha mencionado um lugar que não existe. Vilas na Galileia que são candidatas são: Kafr Kanna, Kenet-l-Jalil (também chamada de Khirbet Kana) e Ain Kana, em Israel, e Qana, no Líbano.
    De acordo com a Enciclopédia Católica de 1913, uma tradição datando do século VIII, identifica Cana com a atual cidade de Kafr Kanna, por volta de 7 quilômetros a nordeste de Nazaré, em Israel. Estudiosos mais contemporâneos sugeriram outras alternativas, incluindo a vila abandonada de Kenet-el-Jalil (conhecida como Khirbet Kana), por volta de 9 km mais para o norte, e Ain Kana, que é mais perto de Nazaré e considerada por muitos como uma candidata melhor por razões etimológicas. A vila de Qana, no sul do Líbano, é considerada como improvável pela localização, mas muitos cristãos libaneses acreditam que ali é o local correto.

  • A Perícope

    A Perícope

    «Três dias depois houve um casamento em Canaã da Galiléia. A mãe de Jesus estava presente. Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: "Eles não têm mais vinho". Jesus respondeu-lhe: "Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou". Sua mãe disse aos que estavam servindo: "Fazei o que ele vos disser". Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer.Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros. Jesus disse aos que estavam servindo: "Enchei as talhas de água". Encheram-nas até a boca. Jesus disse: "Agora tirai e levai ao mestre-sala". E eles levaram. O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água. O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: "Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho bom até agora!" Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galiléia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.» (João 2.:1-11)

  • Jesus exorcizando na sinagoga de Cafarnaum

    Jesus exorcizando na sinagoga de Cafarnaum

    O exorcismo na sinagoga de Cafarnaum é um dos milagres de Jesus, relatado em Marcos 1:21-28 e Lucas 4:31-37.
    De acordo com os evangelhos, no sabbath, Jesus e seus discípulos foram para Cafarnaum e Jesus começou a pregar. As pessoas ficaram maravilhadas com seus ensinamentos, pois ele os passava com autoridade e não da forma dos doutores da Lei. Neste momento, um homem que estava na sinagoga e que estava possuído por um espírito maligno gritou "Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste a perder-nos. Bem sei quem és, és o Santo de Deus! Jesus repreendeu-o, dizendo: Cala-te e sai desse homem. O espírito imundo, agitando-o violentamente e bradando em alta voz, saiu dele." (conforme o Evangelho de Marcos).
    As pessoas ficaram novamente espantadas e perguntaram umas às outras: "Que é isto? uma nova doutrina com autoridade! ele manda aos próprios espíritos imundos, e eles lhe obedecem!". Notícias sobre Jesus então se espalharam por toda a região.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 205,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • OS MILAGRES DE JESUS CRISTO
  • Os Milagres
  • Milagres de Jesus
  • Lista dos milagres
  • Relato bíblico
  • Interpretação
  • Teologia pastoral
  • Interpretação
  • Geografia e arqueologia
  • A Perícope
  • Jesus exorcizando na sinagoga de Cafarnaum
  • Ministério de Jesus
  • Visão geral
  • Páscoa judaica
  • Batismo e primeiros anos de ministério
  • Ministério na Galileia
  • Sermão da Montanha
  • Grande ministério na Galileia
  • Convite aos doze relata a seleção inicial
  • Rico em parábolas
  • Último ministério na Galileia
  • Discurso sobre a contaminação
  • Da Judeia e Pereia até Jerusalém
  • A Confissão de Pedro
  • Último ministério da Pereia
  • A Transfiguração revelação de Jesus como Filho de Deus
  • Os episódios deste período são relatos de Lucas
  • O Discurso sobre a Igreja
  • Ministério final em Jerusalém
  • Evangelhos sinóticos
  • Discurso sobre o Fim dos Tempos
  • Harmonia evangélica
  • Tentativas de harmonização
  • Estrutura paralela em colunas
  • Dois livros separados
  • Uma harmonia paralela
  • Pesca milagrosa
  • Visão geral
  • Primeira pesca milagrosa
  • apanharam uma grande quantidade de peixes
  • Segunda pesca milagrosa
  • 153 Peixes
  • Mar da Galileia
  • Era cristã
  • Os 2 evangelhos
  • No século II
  • Na atualidade
  • Geografia
  • Arqueologia
  • Uso da água
  • aumento da procura de água
  • Ressurreição do filho da viúva de Naim
  • Narrativa bíblica
  • Jesus curando o leproso
  • Jesus curando o servo do centurião
  • o servo do centurião
  • Interpretação
  • Jesus curando o filho do oficial real
  • Jesus curando a sogra de Pedro
  • Jesus exorcizando ao pôr-do-sol
  • trouxeram-lhe muitos endemoninhados
  • Segundo o trecho
  • Jesus acalmando a tempestade
  • Jesus exorcizando o geraseno
  • Relatos bíblicos
  • Jesus curando o paralítico em Cafarnaum
  • Milagre
  • Análise do texto
  • Ressurreição da filha de Jairo
  • Milagre
  • Interpretação
  • Jesus curando a mulher com sangramento
  • Narrativa bíblica
  • Interpretação
  • Interpretação Simbólica
  • Evangelhos de Mateus e Lucas
  • Jesus curando os dois cegos da Galileia
  • Jesus exorcizando um mudo
  • Jesus curando o paralítico em Betesda
  • Repercussão da história nos dias de hoje
  • Jesus curando o homem com a mão atrofiada
  • Mateus 12:11-12
  • Jesus exorcizando o cego e mudo
  • Jesus curando a mulher enferma
  • Multiplicação dos pães e peixes
  • Alimentando os 5000
  • Os cinco pães e dois peixes
  • Alimentando os 4000
  • Jesus andando sobre as águas
  • Narrativa bíblica
  • Jesus sobre a água
  • O episódio que ocorre já no final do Ministério de Jesus
  • Interpretações
  • Afirmação de Richard Cassidy
  • Análise pela crítica literária
  • Jesus curando em Genesaré
  • Flávio Josefo
  • Jesus exorcizando a filha da canaanita
  • Narrativa bíblica
  • Jesus curando o surdo-mudo da Decápole
  • Efrata, isto é, Abre-te.
  • Interpretação
  • Jesus curando o cego de Betsaida
  • Efatá
  • Ocorreu então o milagre
  • Ele a dá por completo.
  • Transfiguração de Jesus
  • Narrativa bíblica
  • Elias e Moisés começaram a desaparecer
  • Quando Jesus e os três apóstolos estavam descendo da montanha
  • Teologia e sua Importância
  • A transfiguração também reflete o ensinamento
  • Desenvolvimento da doutrina
  • O ascetismo Cristão
  • A Iconografia da transfiguração
  • No século VII, Máximo
  • Transfiguração e ressurreição
  • O conceito da Transfiguração
  • Presença dos profetas
  • A presença real de Moisés e Elias
  • Monte da Transfiguração
  • As Festa e comemorações
  • calendários litúrgicos
  • Jesus exorcizando o garoto
  • Narrativa bíblica
  • Quando Jesus viu que a multidão
  • Moeda na boca do peixe
  • Jesus curando o homem com hidropisia
  • Jesus curando dez leprosos
  • Interpretação
  • Jesus curando o cego de nascença
  • respondiam uns
  • Jesus curando o cego perto de Jericó
  • Narrativa bíblica
  • Mateus 20:29-34
  • Filho de David
  • Bartimeu
  • primeiro chama conforme o grupo
  • Ressurreição de Lázaro
  • Narrativa bíblica
  • Interpretação
  • Jesus amaldiçoando a figueira
  • Narrativa bíblica
  • figueira estava seca
  • No Evangelho de Mateus:
  • Marcos foi o primeiro evangelho
  • Interpretações
  • Jesus curando a orelha do servo
  • Lucas 22:49:51
  • Pesca milagrosa
  • Visão geral
  • Primeira pesca milagrosa
  • Segunda pesca milagrosa
  • 153 peixes
  • BIBLIOGRAFIA
  • F I M