Curso Online de Eletrônica Analógica - Retificadores

Curso Online de Eletrônica Analógica - Retificadores

Aborda retificadores de meia onda, onda completa por center-tape e onda completa com ponte de diodos

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 2 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Aborda retificadores de meia onda, onda completa por center-tape e onda completa com ponte de diodos

Formação em Técnico em Eletrônica e Engenharia de Telecomunicações. Experiênia em aulas e treinamentos, em escolas técnicas e empresas.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • retificadores

    luiz felipe david

  • SINAL SENOIDAL

    sinal senoidal

    os circuitos eletrônicos podem trabalhar com tensões e correntes contínuas e alternadas.
    um dos sinais alternados mais comuns é o senoidal, que pode ser representado matematicamente por:
    x = x p . sen(y)
    onde: x é o valor instantâneo;
    xp é o valor de pico;
    y é o domínio da função.
    no domínio angular, temos y = q, onde q é o ângulo e pode ser dado em graus (o) ou em radianos (rad).

  • SINAL SENOIDAL

    sinal senoidal

    no domínio temporal, temos y = ωt, onde ω é a velocidade angular dada em radianos por segundo (rad/s) e t é o tempo dado em segundos (s).

    onde: f é a freqüência do sinal em hertz (hz);
    t é o período do sinal em segundos (s).

  • SINAL SENOIDAL

    sinal senoidal

    ainda sobre o sinal senoidal, três definições são importantes:

    o valor pico a pico:xpp;
    o valor médio: xm;
    o valor eficaz: xrms.

    o valor eficaz vef ou vrms de uma tensão alternada é a tensão que equivale a uma tensão contínua, de tal forma que ao aplicar uma tensão contínua a uma resistência, faria com que ela dissipasse a mesma potência média caso fosse aplicado essa tensão alternada.

  • TRANSFORMADORES

    transformadores

    o transformador é um dispositivo que permite modificar a amplitude de uma tensão alternada, aumentando ou diminuindo-a.
    ele consiste, em duas bobinas isoladas eletricamente, montadas em um mesmo núcleo de ferro (usado para concentrar as linhas de campo).

    a bobina que recebe a tensão a ser transformada (vp) denomina-se primário, e a outra que recebe (vs) denomina-se secundário.
    ele funciona a partir do fenômeno da indução mútua. quando uma corrente alternada ou pulsante passa no enrolamento primário o fluxo magnético variável que ele cria envolve as espiras do enrolamento secundário, causando o aparecimento de uma f.e.m induzida nosterminais do secundário.

  • SIMBOLOGIA

    simbologia

    símbolo transformador monofásico:

    transformador para eletrônica:

    transformador de distribuição trifásico:

  • TRANSFORMADORES

    transformadores

    no transformador, as tensões e as correntes dos enrolamentos primário (v1 e ι1) e secundário (v2 e ι2), estão relacionadas ao número de espiras destes enrolamentos (n1 e n2):

    no transformador ideal, a redução da tensão ocorre sem perda de potência, isto é, a potência entregue ao primário é igual à potência fornecida ao secundário:

  • RENDIMENTO

    rendimento

    no transformador real a potência obtida no secundário é menor que a potência aplicada, existindo perdas.
    as perdas ocorrem nos enrolamentos (resistência ohmica) e no núcleo (reversão magnética histerese, dispersão das linhas de campo magnético e pelas correntes parasitas de foucault)
    rendimento do transformador:

  • CENTER TAPE

    center tape

    este transformador funciona como se tivesse dois secundários e, portanto, as relações entre as tensões, correntes e número de espiras são as mesmas que as do transformador visto anteriormente. porém, o terminal central é comum aos dois enrolamentos secundários, fazendo com que as suas tensões sejam defasadas de 180º.

  • RETIFICADOR DE MEIA ONDA

    retificador de meia onda

    obs.: como, normalmente, o sinal senoidal de entrada a ser retificado tem uma amplitude muito maior que vd, para efeito de análise, será considerado o modelo do diodo ideal.
    no semiciclo positivo de v2, o diodo está diretamente polarizado, logo ele conduz, fazendo com que a tensão de saída seja igual à de entrada.
    no semiciclo negativo de v2, o diodo está reversamente polarizado, logo ele não conduz, fazendo com que a tensão na saída seja nula.
    como a forma de onda na carga não é mais senoidal, embora a freqüência seja a mesma da tensão de entrada, o seu valor médio deixa de ser nulo, podendo ser calculado por:

  • FORMAS DE ONDA

    formas de onda

    assim, pode-se calcular a corrente média na carga (igual a corrente média no diodo), da seguinte forma:

    então, para que o diodo não queime, ele deve suportar tanto esta corrente média quanto a tensão de pico reversa, ou seja:


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • SINAL SENOIDAL
  • TRANSFORMADORES
  • SIMBOLOGIA
  • TRANSFORMADORES
  • RENDIMENTO
  • CENTER TAPE
  • RETIFICADOR DE MEIA ONDA
  • FORMAS DE ONDA
  • RETIFICADOR DE ONDA COMPLETA
  • RETIFICADOR DE ONDA COMPLETA EM PONTE
  • FATOR DE RIPPLE
  • VALOR EFICAZ
  • FATOR DE RIPPLE RETIFICADOR DE MEIA ONDA
  • FATOR DE RIPPLE RETIFICADOR DE ONDA COMPLETA
  • COMPARATIVO
  • FILTRO CAPACITIVO
  • CONDUÇÃO DO DIODO
  • TENSÃO MÉDIA NA CARGA
  • FILTRO CAPACITIVO
  • TENSÃO MÉDIA NA CARGA
  • CÁLCULO DO CAPACITOR
  • EXEMPLO