Curso Online de PREVENÇÃO DE CORROSÃO EM SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E CALDEIRAS

Curso Online de PREVENÇÃO DE CORROSÃO EM SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E CALDEIRAS

Quando nos referimos a água para emprego industrial estamos tratando de uma série de operações no seu tratamento para deixá-la em condiçõ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Mais de 30 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Quando nos referimos a água para emprego industrial estamos tratando de uma série de operações no seu tratamento para deixá-la em condições de uso, de acordo com as necessidades do sistema. Podemos citar dentre as operações possíveis: clarificação, cloração, controle de pH e microbiológico, adição de inibidores de corrosão e agentes antiincrustantes ou dispersantes, etc.
PREVENÇÃO DE CORROSÃO EM CALDEIRAS   

? Tratamentos externos nas águas de alimentação;
? Tratamentos internos nas águas de caldeiras.
 
Tratamentos Externos:

? Remoção da turbidez e cor;
? Remoção de ferro e manganês;
? Remoção de dureza;
? Desmineralização;
? Remoção de gases.

Johnson Pontes de Moura Bolsista de Doutorado possui graduação em ENGENHARIA QUÍMICA pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2000) e mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Outubro de 2007). , atuando principalmente nos seguintes temas: Modelagem de transmissão de calor em alimentos submetidos a protótipos de energia alternativa(fogões solares); Estudo comparativo entre as formas de energias convencionais e não convencionais; Secadores solares. Cursei algumas disciplinas de Doutorado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Campina Grande e também de pós-graduação no Curso de Licenciamento Ambiental on shore(PROMINP-PETROBRÁS). Lecionei na função de Professor Adjunto dos Departamentos de Engenharias Química e Mecânica da Faculdade de Aracruz e nesta instituição, participei da elaboração do projeto do curso de Pós-graduação Lato sensu em Gestão Ambiental(2008-2009). Também lecionei em Cursos de Pós-Graduação disciplinas na Área de Gestão da Produção em Petróleo e Gás (FACULDADE UNISAM-ES), Módulo de Geologia e Geofísica do Petróleo(FACULDADE UNISAM-ES) e de Didática do Ensino Superior (Curso de Pós-Graduação em Direito Processual Civil-FACULDADE DO VALE DO CRICARÉ-UNIVC-ES) e Módulo Metodologia do Trabalho Científico para os cursos de Pós em MBA em Gestão Empresarial Contemporânea e Gestão Ambiental(FACULDADE DO VALE DO CRICARÉ). Atuei como professor Substituto da Universidade Federal do Espírito Santo, lecionando as disciplinas de Química Instrumental e Química Geral para os cursos de Agronomia e Farmácia no CEUNES, em São Mateus/ES. (Texto informado pelo autor) Última atualização do currículo em 31/03/2010 Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1187343050007168



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • prevenção de corrosão em sistemas de refrigeração e caldeiras

    engenheiro pesquisador: johnson pontes de moura

    maio, 2011

  • introdução

    quando nos referimos a água para emprego industrial estamos tratando de uma série de operações no seu tratamento para deixá-la em condições de uso, de acordo com as necessidades do sistema. podemos citar dentre as operações possíveis: clarificação, cloração, controle de ph e microbiológico, adição de inibidores de corrosão e agentes antiincrustantes ou dispersantes, etc.

  • tipos de sistemas de refrigeração

    a função primordial da água de refrigeração é absorver e conduzir calor de um equipamento, o qual pode compor as mais diversas unidades industriais, bem como, outros importantes sistemas que precisem de trocas de calor por refrigeração a água.

    há três tipos de classificação dos sistemas de refrigeração a água:

    sistemas abertos sem recirculação de água;
    sistemas abertos com recirculação de água;
    sistemas de refrigeração fechados com recirculação de água fria, quente ou misturas anticongelantes.

  • sistemas abertos sem recirculação de água

    características:

    a água é imediatamente descarregada após absorver o calor.
    devido ao grande consumo de água por parte das indústrias que adotam este sistema, estas indústrias se localizam junto a grandes mananciais.
    exemplo de indústrias que utilizam este sistema: refinarias de petróleo, indústrias químicas e petroquímicas, usinas termoelétricas e nucleares.
    muitas destas indústrias quando localizadas no litoral utilizam água do mar.

  • principais problemas e possíveis soluções:

    problema: sólidos suspensos

    provocam erosão nas paredes dos equipamentos e, em áreas de estagnação, se depositam restringindo o volume de água circular e contribuem para a formação de pilhas de aeração diferencial.

    prevenção:

    os sólidos suspensos devem ser decantados em bacias especiais, algumas unidades podem conter ainda filtros.

  • problema: crostas

    são depósitos aderentes, precipitados ou cristalizados nas superfícies de troca térmica. resultam da existência de sais dissolvidos na água do sistema.

    prevenção:

    uso de ácido sulfúrico, polimetafosfatos, fosfonatos aminados e não-aminados e poliacrilatos e polimetacrilatos de sódio.

  • problema: depósitos biológicos

    a proliferação de algas, fungos, bactérias formadoras de limo e bactérias modificadoras do meio ambiente podem causar: formação de pilhas de aeração diferencial, com intensa corrosão sob depósitos.
    o problema poderá ser agravado com o aparecimento de bactérias anaeróbias, como as redutoras de sulfato, que geram h2s que ataca os metais dando os sulfetos correspondentes.
    águas ferruginosas podem formar elevada tuberculação de fe2o3.nh2o, pela ação das bactérias oxidantes de ferro.
    no caso de usar-se água do mar há a presença adicional de cracas, mexilhões, serrípedes e protozoários.

    prevenção:

    controle com o uso de cloro, é impraticável o uso de biocidas não-oxidantes, devido a seus elevados custos.

  • problema: corrosão

    o problema de corrosão nesses sistemas é bastante grave, devido a impossibilidade de um tratamento químico adequado, a fim de protegê-los.
    os tipos de corrosão mais comuns são: galvânica e aeração diferencial.
    a corrosão galvânica é decorrente do uso de materiais metálicos no equipamento, como: aço-carbono, aço inox, etc. uma corrosão alveolar se processa com grande intensidade no espelho de aço-carbono.
    a corrosão por aeração diferencial é devida à presença de depósitos porosos na superfície metálica, formados por limo bacteriano ou lama. as área sob os depósitos que se acham menos aeradas funcionam como anodo e as áreas limpas mais aeradas como catodo.
    a corrosão é do tipo localizado, com o aparecimento de pites ou alvéolos.

  • prevenção:

    uso de suspensão aquosa de óxido de cálcio. o uso de polimetafosfato, de fosfonato-zinco, ou de metassilicato, retarda o processo corrosivo, evita águas vermelhas e impede a tuberculação, isto é, deposição de tubérculos de óxidos de ferro.

  • problema: erosão, cavitação e impingimento

    sólidos suspensos, velocidade de fluxo elevada e zonas de depressão nos sistemas abertos.
    as áreas usualmente mais vulneráveis são as das extremidades dos tubos de entrada de água, isto porque a turbulência é geralmente elevada na região de entrada da água, ficando portanto o material metálico, nessa região, sujeito a um máximo de ação mecânica.

    prevenção:

    o uso de adequadas velocidades da água de refrigeração e modificações nos projetos visando eliminar áreas de quedas de pressão e abruptas modificações de secções evita a turbulência e os problemas de erosão-corrosão.

  • sistemas abertos com recirculação de água

    características:

    são utilizados com a finalidade primordial de economizar água e possibilitar um tratamento adequado contra corrosão, incrustações e proliferação de microrganismos. a água aquecida nos trocadores de calor ou reatores tem seu calor dissipado em torres de refrigeração de diferentes tipos. quando a água quente do sistema entra em contato com o ar, um fluxo espontâneo de calor passa dessa água quente para o ar frio, mas a maior parte do calor é transferida por evaporação da água.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail: