Curso Online de Conectividade Óptica - Redes de Comunicação
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de Conectividade Óptica - Redes de Comunicação

Este curso tem como objetivo demonstrar os diversos tipos de conectores ópticos existentes no mercado, os métodos precisos de alinhamento...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso tem como objetivo demonstrar os diversos tipos de conectores ópticos existentes no mercado, os métodos precisos de alinhamento para permitir que a luz - assim como as informações nela contida - fosse transmitida de forma eficiente e sem perdas. Com capacidade de transmissão muito maior e com mais qualidade do que os meios tradicionais, a fibra óptica tem se tornado a base para o crescimento das novas redes de comunicação, requisitando componentes com alta precisão que viabilizam a plena utilização dos meios ópticos. Somente tecnologias ópticas de comunicação são capazes de atender às cada vez maiores demandas de transmissão de dados, por meio de redes WANs e LANs nos mais diversos tipos de aplicações em telecomunicações, ambientes industriais, pesquisas e edificações comerciais e residenciais.

Abordagem do curso:

1 ? Introdução
2 - Vantagens da tecnologia óptica
3 ? Histórico
4 - A mídia óptica
5 - Conectores ópticos
6 - Fusões ópticas
7 - Adaptadores ópticos
8 - Homologação Anatel para conexões ópticas
9 - Tranceivers ópticos
10 - Sistemas de Rede FTTx
11 - Perguntas mais freqüentes
12 - Glossário óptico

- Jean Carlo S. Balbinot

- Aéliton Silva De Oliveira

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • CONECTIVIDADE ÓPTICA
    REDES DE COMUNICAÇÃO

  • INDICE

    INDICE


    1 – Introdução ......................................................................................... 3
    2 - Vantagens da tecnologia óptica ........................................................ 5
    3 – Histórico ........................................................................................... 7
    4 - A mídia óptica .................................................................................. 10
    5 - Conectores ópticos ........................................................................... 24
    6 - Fusões ópticas .................................................................................. 63
    7 - Adaptadores ópticos ........................................................................ 66
    8 - Homologação Anatel para conexões ópticas .................................. 72
    9 - Tranceivers ópticos .......................................................................... 75
    10 - Sistemas de Rede FTTx .................................................................. 78
    11 - Perguntas mais freqüentes ……………………………………………………….. 85
    12 - Glossário óptico ……………………………………………………………………….. 88

    2

  • 1 - Introdução

    1 - Introdução

    Desde a origem da existência humana a natureza vem sendo a inspiração para o desenvolvimento de modelos que viabilizam a descoberta e a inovação. A observação dos seus princípios e complexos fenômenos forma a base para evoluções muitas vezes ainda mais fascinantes do que as originalmente criadas pela natureza.
      A tecnologia óptica é um bom exemplo. Aproveitando as vantagens do vidro, tornou-se possível transportar incríveis quantidades de informações em fibras com diâmetros iguais aos de fios de cabelo. Informações que colaboram para tornar nossas vidas mais simples, seguras e agradáveis.
      Existem notáveis tecnologias que tornaram a comunicação óptica uma realidade. Um dos maiores desafios superados foi o desenvolvimento de métodos precisos de alinhamento para permitir que a luz - assim como as informações nela contida - fosse transmitida de forma eficiente e sem perdas.

    3

  • Com capacidade de transmissão muito maior e com mais qualidade do que os meios tradicionais, a fibra óptica tem se tornado a base para o crescimento das novas redes de comunicação, requisitando componentes com alta precisão que viabilizam a plena utilização dos meios ópticos. Somente tecnologias ópticas de comunicação são capazes de atender às cada vez maiores demandas de transmissão de dados, por meio de redes WANs e LANs nos mais diversos tipos de aplicações em telecomunicações, ambientes industriais, pesquisas e edificações comerciais e residenciais.

    4

  •   2 - Vantagens da tecnologia óptica

      2 - Vantagens da tecnologia óptica

    As características específicas das fibras ópticas implicam em consideráveis vantagens em relação aos suportes físicos de transmissão convencionais, tais como o par metálico e o cabo coaxial.
     As principais características das fibras ópticas, destacando suas vantagens como meio de transmissão, são as seguintes:
     
    Grandes capacidades de transmissão, podendo inclusive suportar canais de múltiplos serviços (dados, áudio, vídeo etc) em uma mesma mídia. Essa capacidade é atualmente limitada somente pelos equipamentos ativos que compõem os sistemas.
    Maiores distâncias nas transmissões sem a necessidade de repetidores intermediários, em função das baixas perdas nos sinais transmitidos.
    Imunidade a interferências como EMI (Eletromagnetic Interference) e RFI (Radio Frequency Interference), permitindo uma operação satisfatória dos sistemas de transmissão mesmo em ambientes ruidosos.

    5

  • Baixas perdas, sendo possível implantar sistemas de transmissão de longas distâncias com grandes espaçamentos entre repetidores, reduzindo custos e complexidade do sistema.
    Pequeno tamanho e peso, permitindo otimizar os espaços e evitar congestionamento de dutos nos subsolos de sites.
     Sigilo para comunicação, visto que as fibras ópticas não irradiam a luz propagada, implicando em alto grau de segurança para a informação transportada.
    Permanência do investimento no cabeamento, visto que os sistemas de transmissão por fibras ópticas podem ter sua capacidade de transmissão aumentada sem que seja necessário alterar o cabeamento
    Recursos naturais abundantes.

    6

  •   3 - Histórico

      3 - Histórico

    O contínuo aumento das taxas de transmissão nos atuais sistemas de comunicação deve-se principalmente ao uso da conectividade óptica. Somente com a utilização das tecnologias ópticas foi possível atingir os altos tráfegos de transmissões nos sistemas atuais, com velocidades de centenas de gigabits por segundo.
    Essa realidade só se tornou possível a partir da descoberta das fibras ópticas com baixas perdas na década de 70. Mesmo antes dessa descoberta, o homem vem utilizando as fontes de luz existentes na natureza com a finalidade de estabelecer a comunicação à distância.
    O pesquisador inglês John Tyndall demonstrou, em 1870, que um feixe de luz podia ser conduzido através de um jato de água curvo ao sair de um reservatório. Embora não houvesse aplicações práticas na época, esta descoberta despertou o interesse de outros pesquisadores, dando seqüência às pesquisas.

    7

  •  



    Na década de 50 o físico indiano Narinder Singh Kapany, com base nos estudos efetuados por Tyndall, concluiu suas experiências que o levaram à invenção da fibra óptica, a qual passou a ter aplicações práticas na década de 70 com a viabilização de fontes de luz em estado sólido, como o laser e o led.

    8

  • Desde então, as linhas de pesquisa têm sido direcionadas para o desenvolvimento de sistemas com maior eficiência, maiores capacidades de transmissão/alcance e menor número de repetidores intermediários. O Brasil foi um dos primeiros países do mundo a dominar a tecnologia óptica, ainda na década de 70, sendo que a Unicamp foi a primeira organização a desenvolver e produzir fibras ópticas. Esta tecnologia, na época, foi incorporada pela estatal Telebrás e repassada, na década de 80, para as empresas privadas, visando à produção de fibras em escala comercial.



    9

  •   4 – A mídia óptica

    A estrutura básica da mídia óptica é composta pela fibra óptica, que é um material dielétrico (não conduz energia como, por exemplo, sílica ou plástico) capaz de manter e propagar a luz em seu interior, viabilizando a transmissão de pulsos luminosos, e estabelecendo assim uma comunicação entre as suas extremidades. Os elementos que a compõem são geralmente medidos em mm ou µm (mícron, sendo que 1µm = 10-6m).

    4.1 A fibra óptica
     
    São as partes físicas que compõem a fibra óptica:
     
    Núcleo: Corresponde à parte central onde a luz é propagada (9µm, 50µm ou 62,5µm são diâmetros comuns em fibras fabricadas para redes de telecomunicações), composto de sílica dopada e apresentando índice de refração mais alto do que a casca, condição

      4 – A mídia óptica

    10

  • Os materiais dielétricos usado na fabricação de fibras ópticas voltadas para redes de comunicação devem atender aos requisitos:
    Excelente transparência nas freqüências ópticas de interesse
    Materiais na casca e no núcleo com propriedades térmicas e mecânicas compatíveis e índices de refração ligeiramente diferentes
    Possibilidade de manufatura de fibras longas, finas e flexíveis.

    ¹ Sílica dopada: sílica contendo pequenas porcentagens de outros componentes químicos capazes de alterar seu índice de refração, favorecendo os comprimentos de onda utilizados em redes de comunicações

    11


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • INDICE
  • 1 - Introdução
  •   2 - Vantagens da tecnologia óptica
  •   3 - Histórico
  •   4 – A mídia óptica
  •   5 – Conectores ópticos
  •   6 – Fusões ópticas
  •   7 – Adaptadores ópticos
  •   8 – Homologação Anatel para conexões ópticas
  •   9 – Tranceivers ópticos
  •   10 - Sistemas de Rede FTTx
  •   11 - Perguntas mais freqüentes
  •   12 - Glossário óptico